Últimas histórias

  • Sobre

    Desfile na Pinacoteca traz produções de concluintes do curso Estilo do SENAI

    Coleções e peças cheias de estilo criadas por concluintes do curso de Moda do SENAI Lab Moda para homenagear artistas potiguares e brasileiros ganham a passarela no próximo sábado (23), na Pinacoteca do Estado. O desfile com os projetos desenvolvidos pelos alunos faz parte do Trabalho de Conclusão do Curso da Turma de Estilo do SENAI-Centro de Educação e Tecnologia Clóvis Motta (SENAI Lab Moda), e será apresentado a partir das 14h, no Salão Nobre do Palácio Potengi (Pinacoteca). O evento, restrito para convidados, é promovido em parceria com a Fundação José Augusto.

    A coleção desenvolvida e assinada pelos estudantes do SENAI Lab Moda é inspirada nos artistas brasileiros que têm ou tiveram trabalhos expostos na Pinacoteca. Os projetos foram orientados pela estilista e instrutora do SENAI Lab Moda Jéssica Cerejeira e executados pelos estudantes a partir dos conhecimentos adquiridos ao longo do curso.

    Com duração de um ano, o curso de Estilo possui aulas teóricas e práticas em disciplinas como História da Indumentária, Desenho de Moda, Modelagem, Costura, Comunicação e Moda, Pesquisa de Tendências, Desenho de Croquis em Corel Draw, e TCC – projeto de coleção.

    Jéssica Cerejeira explica que todos os alunos já defenderam os projetos de TCC perante a uma banca examinadora composta por profissionais que atuam no segmento de moda local. E lembra que boa parte dos alunos egressos do curso de Estilo do SENAI são absorvidos pelo mercado.

    Segundo a instrutora do SENAI Lab Moda, as coleções foram desenvolvidas dentro de marcas próprias criadas pelos concluintes. “Um dos requisitos do projeto era realizar uma análise de mercado e posicionamento de marca, identidade visual da marca, público-alvo, concorrentes. Então, eles já saem do curso com um projeto de marca própria em mãos para tirar do papel. Alguns deles, antes mesmo de acabar o curso, já implementaram suas marcas”, declarou.

    Projetos apresentados no desfile:

    – “Casario” da estilista Lissa Bernardino, inspirada no artista Alfredo Volpi.

    – “In Movement” da estilista Maria Alice, inspirada no artista Abraham Palatnik.

    – “Essence” da estilista Régia Sales, inspirada na artista Maria do Santíssimo.

    – “Newton Navarro do Norte” da estilista Leidiane Santos, inspirada no artista Newton Navarro.

    – “Cores do Mangue” da estilista Suzana Maria, inspirada na artista Zaira Caldas.

    – “Cabeça de Mulher” da estilista Kadydja Araújo, inspirada no artista Cícero Dias.

    – “Conhecimento e Dignidade” da estilista Cristiane Parpinelli, inspirada no artista Jaider Esbell.

    – “Abra os caminhos para Tarsila” do estilista Sulivan Felipe, inspirada na artista Tarsila do Amaral.

    – “Bossa de Dorian” do estilista Thales Henrique, inspirada no artista Dorian Gray Caldas.

    SENAI LAB MODA
    O SENAI Lab Moda é um espaço do Centro de Educação em Tecnologias Clóvis Motta, unidade do SENAI-RN, localizada em Natal. O LAB Moda oferece Espaço Maker que dispõe de Coworking, o Ateliê de Produção, a Materioteca, Provador e a Vitrine, com área permanente para exposições sazonais de peças elaboradas por alunos e ex-alunos de Moda do SENAI.

    Serviço

    Desfile da turma concluinte de Estilo 2021

    Dia 23/04 (sábado) às 14h, na Pinacoteca do Rio Grande do Norte (Salão Nobre do Palácio Potengi).

    Entrada é restrita para convidados.

    Para acesso ao evento, será necessário apresentar o cartão de vacinação com pelo menos duas doses da vacina contra Covid 19, já o uso de máscaras será opcional.

  • Sobre

    SENAC RN está com matrículas abertas em mais de 60 cursos nas áreas de TI, Comunicação, Beleza, Moda, Gastronomia e Gestão

    O Senac RN está com matrículas abertas em mais de 60 cursos de capacitação profissional em diversos segmentos. São cerca de 840 vagas disponíveis nas unidades da instituição em Natal e Mossoró. Os interessados podem efetuar a matrícula em qualquer unidade do Senac ou on-line, no site www.rn.senac.br.

    O portfólio inclui uma variedade de títulos, com valores a partir de R$ 99,00 e possibilidade de parcelamento em até 12 vezes. Entre os cursos disponíveis, estão: Assistente Administrativo, Assistente Financeiro, Depilador, Maquiador, Barbeiro, Costureiro, Gestão de Pessoas, Excel para Executivos e muitos outros.

    A instituição dispõe de diversas opções de oficinas na área da Gastronomia, com duração e metodologia que estimulam o empreendedorismo entre os participantes, tais como: Culinária Natalina, Petiscos para final de ano, Bebidas e Coquetéis para Reveillon, Culinária Vegana, Marmitas Congeladas, Menu Lowcarb, Culinária Mineira, entre outros.

    “O propósito do Senac é capacitar os alunos para que eles estejam melhor preparados para concorrer a vagas de emprego dentro da área escolhida e subsidiar, por meio de teóricos e práticos, aqueles que desejam investir em um negócio próprio”, explica o diretor regional do Senac RN, Raniery Pimenta.

    Todos os cursos ofertados até o final do ano serão ministrados no formato presencial, com capacidade reduzida por sala. Informações podem ser obtidas pelo telefone e WhatsApp (84) 4005-1000 ou no site do Senac RN.

  • Sobre ,

    Seridó busca se consolidar como maior polo têxtil do RN

    Os desafios e estratégias para consolidar a região Seridó como o principal centro produtivo de moda e artigos têxteis do Rio Grande do Norte foram abordados nessa sexta-feira (22), durante seminário Rota das Águas. Promovido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, o evento reuniu, em Caicó, instituições governamentais e empresários do segmento para traçar ações e estabelecer novos modelos de negócios que considerem sustentabilidade, empreendedorismo, responsabilidade social e transformação digital como ferramentas para alavancar a produtividade e consolidar a região como o maior polo dessa atividade no estado.

    A ação teve como foco unir ações para estimular o desenvolvimento econômico, urbano e regional por meio da melhoria do ambiente de negócios e implementação de políticas públicas com foco em sustentabilidade e inovação.

    De acordo o superintendente do Sebrae/RN, José Ferreira de Melo Neto o evento consolida o polo têxtil de confecções da região onde já é trabalhado ações, mas que ganhará um player maior com acordo de cooperação técnica assinado com o Governo Federal para a implementação de ações em desenvolvimento urbano e regional, além do fortalecimento de cadeias produtivas e das Rotas de Integração Nacional, que são redes de arranjos produtivos locais associadas a cadeias produtivas estratégicas capazes de promover a inclusão produtiva e o desenvolvimento sustentável das regiões brasileiras priorizadas pela Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). 

    Palestras

    Dentro da programação os participantes puderam contar com uma importante palestra ministrada pelo consultor do Sebrae Bruno Félix. Ele abordou as Transformações e o Mundo Digital no mundo da Moda que foram potencializadas com a chegada da pandemia, onde os empreendedores tiveram que se reinventar para poder acompanhar as novas transformações dentro do contexto do “novo normal”.

    Para Bruno, realizar um planejamento das ações e poder garantir agilidade e qualidade de atendimento, é um dos requisitos principais dentro deste contexto. “Não basta apenas postar uma arte nas redes sociais. É necessário entender todo o processo de Comunicação e ser também criativo. Não podemos esperar só as datas específicas para vender o produto”, disse. 

    Durante o evento, também foi aberta simbolicamente a Mostra da Moda Potiguar com a participação das empresas Areia Dourada ( representando a Moda Praia), Cravo e Rosa ( representando acessórios de moda), Daya ( que trouxe a sua coleção de moda infantil), De Pedro ( com um moda autoral que traz a identidade de vários lugares em suas peças), Dell Raissa ( representando a moda íntima), a Associação dos Confeccionistas do Rio Grande do Norte ( representando as oficinas de costura), o Comitê de Associações e Cooperativas Regionais de Artesanto do Seridó – Cracas ( que trouxe o bordado da região) e o Sindicato da Bolelaria – Sindbonés ( que enalteceu a fabricação de bordados na região.