Últimas histórias

  • Sobre ,

    Concurso para a polícia civil do RN será nos dias 11 e 18 de julho

    O Governo do Estado divulgou nesta quinta-feira (27) as novas datas de provas do concurso para a Polícia Civil. De acordo com a governadora Fátima Bezerra (PT), os exames serão aplicados nos dias 11 e 18 de julho próximo.

    Segundo a presidente a Associação de Delegados de Polícia Civil do RN (Adepol/RN), Taís Aires, foi dito na reunião que as datas foram acertadas segundo indicações da Secretaria Estadual de Saúde Pública, levando em conta os dados da pandemia que ainda assola o país.

    Dados da própria Polícia Civil apontam que o déficit de servidores hoje é na faixa de 75%, considerando o número mínimo de policiais que o estado deveria ter. “Este déficit avança rapidamente. Por isso pressionamos tanto por este anúncio. Chegamos a protocolar um ofício pedindo que a Sesap voltasse a estudar as novas datas. Nós sabemos que é um momento difícil, mas precisamos urgentemente repor os quadros da Polícia Civil”, disse a delegada Taís Aires.

    Concurso

    O concurso da Polícia Civil estava marcado para os dias 07 e 14 de março deste ano, mas foi adiado por conta do aumento de casos de Covid-19 à época. O certame prevê 301 vagas, sendo 47 para delegados, 230 para agentes e 24 para escrivães. O último edital de concurso para a Polícia Civil do Rio Grande do Norte é de 2008 e depois das respectivas aprovações e nomeações, nenhum policial civil a mais foi nomeado. As provas agora remarcadas estão divididas por funções. No dia 11 farão os que concorrem a agentes e escrivães, uma semana depois, os que concorrem às vagas de delegados.

    * Com informações da Adepol/RN

  • Sobre

    Hospital Varela Santiago lança campanha “Aniversário Solidário”

    O Hospital Infantil Varela Santiago lança essa semana uma nova campanha de doações, o “Aniversário Solidário”. Com a iniciativa, o aniversariante abre mão do seu presente e o reverte para doações em dinheiro à instituição.

    “É uma maneira fantástica de ajudar o Varela. O momento de pandemia tem nos trazido vários problemas, inclusive de distanciamento dos nossos doadores. Então, a intenção foi utilizarmos a tecnologia para reaproximá-los. Com essa ferramenta, vamos oferecer aos aniversariantes que querem ajudar o hospital, comodidade, facilidade, e transparência para as suas doações. Muitas são as pessoas que tem esse espírito de solidariedade, e que, ao fazer aniversário, preferem fazer do seu presente um presente as nossas crianças”, explica Francisco Regis, gerente administrativo do hospital.

    As contribuições entram direto na plataforma de doações da Instituição e todo o valor arrecadado é revertido para custeio, manutenção do Hospital e tratamento dos pacientes.

    Para aderir é muito simples. Veja como funciona:

    1 – O interessado envia um e-mail com o título “Aniversário Solidário” para o endereço: marketing@hospitalvarelasantiago.org.br colocando seus dados para contato e data da comemoração;

    2 – A equipe de marketing do hospital retorna o contato através do e-mail e cria uma página de site personalizada para o aniversariante divulgar com o link da campanha;

    3 – Pronto! O aniversariante divulga o link da campanha para sua rede e comemora o seu aniversário com uma linda corrente do bem, de qualquer lugar do país e ajudando a transformar pequenas vidas em grandes histórias!

    Sobre o hospital

    O Varela Santiago atende crianças e adolescentes de 0 a 14 anos, de todo o estado do Rio Grande do Norte. A Instituição realiza em torno de 15 mil procedimentos por mês, todos prestados exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O hospital conta com 110 leitos para internamento, além da Casa de Apoio Nazinha Lamartine que fornece abrigo, alimentação e material de higiene para os acompanhantes durante o período de internamento dos pacientes.

  • Sobre

    E-book aborda o impacto das plataformas digitais no jornalismo

    A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) lançou, nesta terça-feira, 18, o e-book “O impacto das plataformas digitais no Jornalismo”. Fruto do trabalho de jornalistas e pesquisadores de diferentes áreas, com o apoio da Fundação Friedrich Ebert, a publicação reúne artigos que tratam do impacto político, econômico e cultural das mega corporações mundiais da internet no ecossistema jornalístico brasileiro, notadamente, das plataformas digitais de negócios e de redes sociais.

    O livro tem o objetivo de traçar, de forma interdisciplinar, ao longo de sete capítulos, o retrato de como a internet está estruturada no país, seu impacto na contemporaneidade, as consequências da sua presença na sociedade e, especialmente, seu reflexo no jornalismo. A organização é do diretor de Relações Institucionais da FENAJ, José Augusto Camargo.

    Apesar da promessa inicial de ser um espaço de liberdade de opinião, a internet acabou dominada por corporações como Google, Apple, Facebook, Amazon e Microsoft. “Estes grupos, que não são por si mesmos produtores de conteúdo, mas sim intermediadores e distribuidores da produção de terceiros, paradoxalmente limitam o alcance e a qualidade da informação consumida pela maioria das pessoas na rede mundial de computadores. Um dos resultados desta contradição é o enfraquecimento da imprensa escrita”, alerta a publicação.

    Para a presidente da FENAJ, Maria José Braga, é papel do poder público (Estado) garantir ao cidadão informação jornalística de qualidade. “É a informação de qualidade que produz exercício da cidadania. Então, o financiamento público para a produção jornalística é essencial. Ele precisa ser transparente. E é isso o que a FENAJ vem propondo com esse projeto de criação de um fundo para apoio e fomento do jornalismo”, pontua.

    👉🏽 Acesse o e-book em www.fenaj.org.br

  • Sobre

    Ônibus terão limite de passageiros

    A Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) publicou uma nota técnica nesta sexta-feira (07) que define a capacidade máxima de lotação dos ônibus urbanos em 40 passageiros sentados e 15 em pé enquanto a pandemia de Covid-19 estiver em seu período crítico.

    A medida, adotada para evitar as aglomerações de passageiros e os riscos de contágio com o coronavírus prevê que o limite de 3 pessoas por metro quadrado. Os veículos devem ter demarcações dos espaços.

    Vamos ver agora como isso vai funcionar.

  • Sobre

    Câmara debate aglomerações nos ônibus

    As aglomerações no transporte público de Natal foram debatidas nesta sexta (07) na Câmara Municipal.  Os vereadores questionaram sobre custos do transporte com gratuidades e meia passagem de estudantes, contrapartidas das isenções fiscais concedidas pelo Município e pelo Estado às empresas, dívidas das empresas com o município, divulgação das medidas adotadas para orientar os usuários, além da possibilidade de manter distanciamento nos ônibus e de aumentar a frota ou as viagens.

    Os técnicos da STTU apresentaram uma nota técnica com todas as informações sobre a frota atual, os impactos da pandemia no transporte público, cálculo da tarifa, demanda de passageiros e os parâmetros e critérios que definem essa demanda. De acordo com o secretário da STTU Paulo César Medeiros, a frota está em torno de 70% e a demanda em 40% e algumas linhas foram acrescidas para atender os usuários.

    Participaram da reunião os vereadores Divaneide Basílio (PT), Brisa Bracchi (PT), Nina Souza (PDT) e os vereadores Anderson Lopes (SDD), Eribaldo Medeiros (PSB), Robério Paulino (PSOL), Luciano Nascimento (PTB), Preto Aquino (PSD), Raniere Barbosa (AVANTE) e Milklei Leite (PV,  representantes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), da Defensoria Pública Estadual e representantes do Sindicato das Empresas e Ônibus (Seturn) e da secretarias de Tributação do Estado e do Município.

    Para os vereadores, o debate foi importante, apesar de permanecer sem definição sobre o retorno da totalidade da frota.  Ou seja, as aglomerações devem continuar.

    * Com informações e foto da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal do Natal