Últimas histórias

  • Sobre

    Arraiá SãoGonçalão começa nesta quarta (22) no ginásio de Santo Antônio

    A partir desta quarta-feira (22), o ginásio de esportes de Santo Antônio do Potengi, em São Gonçalo do Amarante/RN, vai virar palco para o maior festival de quadrilhas juninas do Rio Grande do Norte, o Arraiá SãoGonçalão. O evento segue até sábado, dia 25, e vai receber 46 grupos estilizados e tradicionais. Serão R$ 57 mil em prêmios. 

    Além da apresentação das quadrilhas, terá forró na praça durante os quatro dias de evento. Na quarta-feira (22), se apresenta Erlon Bezerra; na quinta (23), Kaio Sanfoneiro. Já na sexta-feira (24), a animação fica por conta de Deno Roberto e Forró Cheiro de Morena; e encerrando as festividades, no sábado (25), Kris Lima & Banda. 

    Durante o dia, as secretarias irão realizar festejos juninos dentro do ginásio. No dia 22, será o Arraiá dos Idosos; dia 23, Arraiá da Educação; e dia 24, Arraiá da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência.

  • Sobre

    TRT-RN suspende atividades entre os dias 24 e 27 de junho

    Não haverá expediente no Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região e nas unidades administrativas e judiciárias da capital e interior do Rio Grande do Norte entre os dias 24 e 27 de junho.

    Na data do dia 24 (São João), as atividades estão suspensas de acordo com o que determina o Art. 279 do Regimento Interno do tribunal. Já o ponto facultativo do dia 29 de junho (São Pedro) foi transferido para a segunda-feira (27), conforme Ato Conjunto TRT21-GP/CR nº 18/2021. 

    No período, haverá plantões judiciais unificados da 1ª e da 2ª Instância e os prazos ficarão suspensos.

  • Sobre

    Juiz determina necessidade de autorização judicial para eventos com entrada de crianças e adolescentes em Caicó

    O juiz André Melo Pereira, da 1ª Vara de Caicó, unidade responsável pela área da Infância e Juventude na comarca, editou portaria que trata da necessidade de solicitação de autorização judicial pelos promotores de eventos onde ocorra a entrada e permanência de crianças e adolescentes, tais como bailes, festas, promoções dançantes, shows, boates e congêneres, com venda pública de ingresso ou qualquer outra forma de disponibilização. A medida abrange os municípios de Caicó, Timbaúba dos Batistas, São Fernando e Serra Negra do Norte e a exigência do alvará será imprescindível para os eventos que sejam realizados a partir do dia 10 de julho.

    De acordo com a Portaria, no caso de eventos, festas ou espetáculos (shows), realizados em estabelecimentos privados, com venda pública de ingressos ou qualquer outra forma de disponibilização de ingressos, ainda que realizados em dias sucessivos, será concedida autorização judicial para a entrada e permanência de crianças e adolescentes com validade específica para o evento, festa ou espetáculo.

    No documento, o juiz considera que “é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do Poder Público assegurar às crianças, adolescentes e jovens as oportunidades de
    desenvolvimento físico, moral, espiritual e social, em condições de dignidade e de liberdade
    com responsabilidade”.

    Veja AQUI a portaria

    O pedido deverá ser formulado pelo organizador do evento, mediante formulário (Anexo I da portaria) disponibilizado na Secretaria Judiciária Unificada ou através de requerimento formulado por advogado regularmente constituído.

    O pedido, com toda a documentação de que trata a Portaria, deverá ser apresentado mediante envio ao Setor de Atendimento da Secretaria Unificada de Caicó, via e-mail unificadacaico@tjrn.jus.br, com a antecedência mínima de 20 dias da data prevista para o início do evento, festa ou espetáculo.

    Exceções

    O normativo prevê que a autorização judicial não será exigida nas seguintes situações, desde que não coloquem em risco a integridade física e psicológica da criança e do adolescente:

    a) Festas de caráter familiar, realizados em ambiente fechado e de acesso restrito a convidados;

    b) Festas, eventos e espetáculos públicos promovidos pela direção de entidades de ensino, nas dependências da própria instituição ou outro ambiente restrito, desde que não vendida ou servida bebida alcoólica;

    c) Festas, eventos e espetáculos públicos de natureza estritamente religiosa, desde que não vendida ou servida bebida alcoólica;

    d) Festas, eventos e espetáculos públicos destinados especificamente ao público infantojuvenil, desde que o público previsto não exceda 200 pessoas e não seja vendida ou servida bebida alcoólica;

    e) Espetáculos teatrais destinados ao público infantojuvenil, desde que não seja vendida e servida bebida alcoólica;

    f) Espetáculos circenses, desde que não vendida ou servida bebida alcoólica e não possuam manifestação, ainda que parcial ou eventual, de conteúdo pornográfico, obsceno ou qualificado como impróprio para crianças e adolescentes;

    g) Eventos de natureza estritamente desportiva, desde que não vendida ou servida bebida alcoólica.

    Por outro lado, será sempre exigida autorização judicial para entrada e permanência de crianças e adolescentes, nos seguintes locais:

    a) Eventos, festas ou espetáculos com venda pública de ingressos ou qualquer outra forma de disponibilização, onde haja venda ou oferecimento de bebida alcoólica ou tabaco, independentemente do horário;

    b) Eventos, festas ou espetáculos públicos com venda pública de ingressos ou qualquer outra forma de disponibilização, cuja natureza possa indicar a probabilidade de manifestações de agressividade ou violência;

    c) Eventos, festas ou espetáculos com venda pública de ingressos ou qualquer outra forma de disponibilização, que possuam manifestação, ainda que parcial ou eventual, de conteúdo pornográfico, obsceno ou qualificado como impróprio para crianças e adolescentes.

    O normativo observa que em eventos que possuam modalidade de “open bar” somente será permitida a entrada e a permanência de crianças e adolescentes se acompanhados do pai, mãe, guardião, tutor, curador.

    O documento ressalta que é proibido, nos termos da lei, o oferecimento ou venda de bebida alcoólica ou tabaco, sob qualquer forma, a criança ou adolescente; o consumo ou porte de bebida alcoólica ou tabaco por criança ou adolescente, ainda que adquiridos fora do local do evento, festa ou espetáculo; oferecimento ou venda, consumo ou porte por criança ou adolescente, de qualquer substância que possa causar dependência física ou psíquica; promoção ou realização de quaisquer tipos de jogos de azar ou exploração de jogos de bilhar, sinuca, bingo ou congênere, com a presença de criança ou adolescente.

    Foto: Freepik

  • Sobre

    Justiça do Trabalho aplica Lei Maria da Penha para garantir segurança de ex-empregada

    A 11ª Vara do Trabalho de Natal (RN) utilizou a Lei Maria da Penha (Lei n. 11.340/06) para garantir a integridade física de trabalhadora, que mantinha uma relação de união estável com o ex-patrão, e sofreu maus tratos durante o serviço.

    Na sentença, o juiz Higor Marcelino Sanches decidiu, não só pela quitação de todos os direitos trabalhistas da ex-empregada, mas também descartou a possibilidade da reintegração dela ao antigo emprego.

    “O reclamado (dono da empresa) deverá se abster de reintegrar a autora (do processo) ou de fornecer novamente o emprego (…),  uma vez que situações de agressão à pessoa não devem ser toleradas pelo Judiciário”, determinou o juiz. Ele impôs, ainda, uma multa diária de R$ 500,00 em caso de desobediência.

    Normalmente, as decisões da Justiça do Trabalho não descartam a possibilidade de retorno ao antigo emprego. Esse caso, no entanto, é um caso específico devido à violência sofrida pela ex-empregada.

    A decisão tem como base a Lei Maria da Penha, que, de acordo com o juiz, “assegura, como direito da mulher, a salvaguarda da integridade física, psíquica e emocional, considerada a sua condição peculiar de pessoa em situação de violência doméstica e familiar”.

    No processo, a ex-empregada alegou que viveu uma união estável com o ex-patrão, que, após o fim do relacionamento, passou a agredi-la.

    Ela teve que denunciá-lo às autoridades policiais, em virtude das agressões psicológicas e físicas, resultando em medidas protetivas judiciais.

    O dono da empresa não contestou as denúncias de agressões relatadas pela trabalhadora.

    Houve, inclusive,  um “suposto acordo”, não aceito pelo juiz. Nele, a ex-empregada aceitava a proposta de reconhecimento do vínculo de emprego, com a continuidade do serviço na empresa, sem o recebimento dos direitos trabalhistas.

    Durante a audiência, o juiz notou que a ex-empregada “começou o depoimento sem querer informar as agressões sofridas, porém, com pouco tempo, começou a chorar e, posteriormente, passou a narrar algumas das violências sofridas”. 

    Além das agressões físicas, o então patrão proibiu-a de ir trabalhar “com calça mais justa, de se maquiar, de pintar as unhas”. Revelou ainda que “queria voltar a trabalhar mas tem medo do ex-patrão fazer tudo de novo”.

    “Mesmo que não tenha competência material para além da relação de trabalho, entendo que a Lei n. 11.340/06, conhecida como Lei Maria da Penha, também é aplicável ao caso”, afirmou o juiz.

    Isso porque a Lei “visou coibir e prevenir a violência doméstica e familiar, assegurando a toda mulher, independentemente de classe, raça, etnia, orientação sexual, renda, cultura, nível educacional, idade e religião, o gozo dos seus direitos fundamentais inerentes à pessoa humana”.

  • Sobre

    Gastronomia Sustentável: uma aliada no combate à fome

    A mais recente pesquisa sobre insegurança alimentar no Brasil, publicada no início deste mês pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN), revela que 33 milhões de brasileiros passam fome no país. Por outro lado, um levantamento feito pela Organização das Nações Unidas (ONU) mostra o Brasil como um dos países com mais desperdício de comida no mundo, totalizando 27 milhões de toneladas de alimentos por ano. Mas há formas de mudar essa realidade contrastante. Uma delas está facilmente ao nosso alcance: por meio da aplicação da gastronomia sustentável.

    Gastronomia sustentável é o processo de cozinhar focando na origem dos ingredientes, como os alimentos são cultivados, os meios pelos quais chegam ao mercado e aos pratos dos consumidores. Nela, o foco é escolher alimentos saudáveis não só ao corpo, mas ao meio ambiente em toda a cadeia produtiva.

    A iniciativa é tão importante que, desde 2016, a ONU definiu no calendário o dia 18 de junho como o Dia da Gastronomia Sustentável. Para ter uma ideia do impacto em todo o planeta, cerca de um terço dos alimentos produzidos anualmente para o consumo humano se perde ou é desperdiçado. Isso equivale a cerca de 1,300 bilhões de toneladas de alimentos, de acordo com a Organização da ONU para Alimentação e Agricultura (FAO).  

    “O principal papel da Gastronomia Sustentável é promover a sustentabilidade, diminuindo os danos à natureza e auxiliando na melhor distribuição de recursos por meio da produção de alimentos locais, respeito à sazonalidade dos ingredientes, compostagem para produção de hortas orgânicas, garantindo a responsabilidade socioambiental e valorização da cultura local”, explica a gastróloga e mestre em Nutrição, Karini Freire, professora do curso de Gastronomia do UNINASSAU.

    Ainda de acordo com os dados da ONU, cerca de 60% do desperdício de alimentos no mundo provém do consumo familiar. Por isso, Karine reforça como utilizar a gastronomia sustentável em simples atitudes dentro de casa podem fazer a diferença nesse panorama e, consequentemente, da fome no país. “Ela pode ser aplicada em nossa casa por hábitos simples, mas que fazem toda diferença, como: separação do lixo orgânico e inorgânico, utilizar o alimento em sua totalidade – casca, talo, semente -, cozinhar em quantidades proporcionais para cada refeição e evitar comprar alimentos antes de terminar de utilizar os que já estão na sua geladeira, de forma a evitar o desperdício”, explica.

    Os restaurantes também podem e devem focar nas novas oportunidades de sustentabilidade, como, por exemplo, adoção dos princípios da economia circular com produtores e distribuidores locais, implementação de cardápios que minimizem produtos prejudiciais ao meio ambiente, estabelecimento de parceria com outras empresas para melhor gerenciar as relações de concorrência na cadeia de abastecimento alimentar, proibição de plásticos descartáveis e promoção de energia limpa para restaurantes locais. “Com a aplicação da Gastronomia Sustentável nos restaurantes e indústrias, além de reduzir os impactos ambientais, é possível reduzir os custos, com economia de energia, aproveitamento integral dos alimentos, sistema de reaproveitamento de água e separação do lixo para compostagem, por exemplo, garantindo, também, uma consciência ambiental”, complementa a nutricionista.

    A gastronomia sustentável se preocupa com práticas que vão além dos nutrientes do alimento. Está relacionada à mudança nos impactos causados pelo consumo alimentar, o uso consciente de produtos em risco de extinção, coleta seletiva e o reaproveitamento de alimentos. “Eliminar o desperdício em todas as etapas, desde o cultivo até o consumo, é fundamental para mais pessoas terem acesso à comida de qualidade todos os dias. Por isso, enfrentar essa problemática é fundamental para avançar na luta contra a insegurança alimentar e deve ser vista como uma prioridade”, reforça Karini.

  • Sobre

    TRT-RN lança e-book para comemorar os seus 30 anos

    Foi lançado, na tarde desta quarta-feira (15), em Natal, o e-Book “Consolidação da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Norte”, que comemora os 30 anos de instalação do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (RN).

    Com apresentação da presidente do tribunal, desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Wanderley de Castro, e prefácio assinado pelo presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Emmanoel Pereira, a publicação conta com textos de autoria de magistrados e servidores do TRT-RN, que fazem homenagens, contam um pouco da história e alguns causos que marcaram a memória da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Norte.

    Também participam da obra o ministro do TST aposentado Luiz José Guimarães Falcão, que presidia o Tribunal Superior do Trabalho na época da instalação do TRT-RN (16/6/1992), e o procurador-geral do trabalho José de Lima Ramos.

    O e-Book em comemoração aos 30 anos do TRT-RN tem a coordenação editorial do comitê organizador, que é presidido pelo juiz do trabalho Luciano Athayde Chaves, e é uma produção gráfica da Divisão de Comunicação Social do tribunal.

    A publicação contou ainda com a produção editorial dos servidores Ciro Pedroza e Emerson Carlos, a diagramação, a arte final e a editoração eletrônica de Diogo Freitas e as ilustrações são de Marcelo Quirino. Já a revisão é da servidora Joseana Lira e a assessoria bibliográfica é da equipe da biblioteca do TRT-RN. 

    Acesse, leia os textos e compartilhe (clique aqui). 

  • Sobre

    Prefeitura de Parnamirim oferece cursos de Cuidador de Idosos e Designer de Sobrancelhas

    A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) da Prefeitura de Parnamirim está ofertando cursos profissionalizantes para a população do município.

    As vagas são destinadas aos cursos de Cuidador de Idosos, o qual acontecerá pela manhã, com carga horária de 160 horas, e Designer de Sobrancelhas, no turno da tarde e carga horária de 40 horas. As inscrições devem ser realizadas na própria Semas, no dia 21 de junho, das 7h30 às 13h30. 

    Os cursos são voltados para pessoas a partir dos 16 anos e que cursaram no mínimo o 8º ano (ensino fundamental incompleto). No ato da inscrição, os interessados devem apresentar os seguintes documentos:  RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de escolaridade. A Semas está localizada na Rua Aspirante Santos, Santos Reis. Telefone: 3644-8400.

  • Sobre

    Dia dos Namorados: você conhece as cinco linguagens do amor?

    Escolher um presente, dedicar um tempo a pessoa amada, ou gostar de ficar bem juntinho o tempo todo, são maneiras de demonstrar afeto que dizem muito sobre a forma de amar de cada um. Entender a forma como o outro se expressa pode causar um impacto bastante positivo nas relações humanas.

    Segundo a especialista em Psicologia Cognitiva-Comportamental, Yalle Fernandes, coordenadora do curso de Psicologia do UNINASSAU, a teoria das cinco linguagens do amor, do autor Gary Chapman, traduz a assertividade na comunicação. Para que esta assertividade ocorra, é fundamental que cada pessoa reconheça suas próprias necessidades. No momento em que ela identifica o que é mais importante para si, fica mais fácil demonstrar isso ao outro.

    “O impacto positivo dessa forma de autoconhecimento é poder ser claro e objetivo na comunicação. É importante ter a consciência de que o parceiro ou parceira não tem a capacidade de adivinhar quais são suas necessidades, seus desejos ou seus gostos. Quando a comunicação é assertiva, a relação se torna mais leve, prazerosa e equilibrada, além de facilitar na hora de lidar com os conflitos”, explica a especialista.

    Ficou curioso para descobrir a sua linguagem ou linguagens do amor – já que você pode ter mais de uma? Então confira abaixo as características de cada uma das cinco para expressar o afeto de um jeito especial neste Dia dos Namorados:

    Palavras de afirmação 

    “Um gesto vale mais que mil palavras”? Para os que prezam mais pela linguagem Palavras de Afirmação, esse ditado não tem tanto efeito. Frases como “vai dar tudo certo”, “você é muito boa nisso”, “a surpresa estava linda” e tantas outras são formas de elogiar e expressar o amor por alguém. As palavras afirmativas, de apoio e motivação, são uma maneira de enaltecer e valorizar quem está ao seu lado. As pessoas que têm essa linguagem do amor irão sempre reafirmar seus sentimentos por meio de palavras e elas podem precisar que você use as palavras como prova de amor também, mesmo que você não se identifique tanto com essa linguagem.

    Qualidade de tempo

    É a dedicação de um tempo exclusivo, ainda que pequeno. Ao dedicar o seu tempo, um dos bens mais preciosos da atualidade, você também demonstra o seu amor e desejo de estar perto da pessoa amada. Conversar, passear, assistir a um filme juntos ou marcar um encontro estão entre as formas de expressar o afeto e carinho. Quem tem essa linguagem do amor dá muito valor aos momentos em casal, fazendo questão de manter a convivência e sempre bolando planos para estarem juntos.

    Presentes 

    A pessoa que tem essa linguagem do amor gosta muito de presentear e se sente muito bem em dar algo para as pessoas que amam. Mas atenção: aqui não interessa o valor financeiro e sim o simbólico. Para as pessoas que se sentem amadas por meio desta linguagem, o fundamental é saber que o presente está sendo dado de coração, com a intenção realmente de agradar. Uma simples flor basta para essas pessoas quando elas percebem que está sendo entregue com carinho, com amor.

    Gestos de serviço 

    Servir ao outro e mostrar o quanto você deseja vê-lo feliz e satisfeito: esses são os objetivos dos gestos de serviço. Atitudes como lavar a louça, ajudar o seu companheiro ou companheira com uma tarefa, ou consertar algo quebrado podem produzir um efeito positivo na pessoa que você ama. Para as pessoas que se identificam com esse tipo de linguagem do amor, fazer algum tipo de serviço é uma das melhores formas de valorizar a pessoa amada e vice-versa.

    Toque físico 

    Beijos, abraços, carinhos ou massagens representam a última linguagem do amor de Gary Chapman. Mais do que saber que o amor existe, algumas pessoas têm a necessidade de sentir fisicamente esse amor. Por isso, fazem questão de receberem carinho, por meio do toque, para que assim sintam-se também mais seguras. Para os períodos de isolamento, ou em relações à distância, talvez o toque físico não seja possível, mas escutar a voz, sentir o contato ainda que virtual, são alternativas para quem se identifica com essa linguagem.

  • Sobre

    TRT-RN celebrar 30 anos com eventos abertos ao público

    Para comemorar os 30 anos de instalação do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª  Região, o TRT-RN preparou uma programação de eventos presenciais e telepresenciais para os dias 14 e 15 de junho. Haverá conferência, palestras e painéis com temas ligados ao direito do trabalho, perspectivas, processos digitais e o futuro da Justiça do Trabalho e será aberto ao público em geral, além de magistrados e servidores, por meio de inscrição prévia (clique aqui).

    Na manhã da terça-feira (14/6), a partir das 9h, acontece a solenidade de abertura, no auditório do Tribunal Pleno, em Natal. Em seguida, às 10h, haverá uma conferência, na forma telepresencial, com o professor da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Ricardo Antunes, que vai falar sobre ‘Justiça do Trabalho: De onde viemos, para onde iremos?’ A partir das 11h, no Tribunal Pleno, está marcada a palestra “A evolução da sociedade e o trabalho” com o professor da UNICAMP, Dênis Gimenez.

    Na tarde do dia 14, a partir das 13h30, também na modalidade presencial, acontece o painel “Retratos sociais. Os sentidos da crise pós pandemia e o Direito do Trabalho” com a participação do juiz da 10ª Vara do Trabalho de Natal, Zéu Palmeira Sobrinho. Ainda no Tribunal Pleno,  às 15h15, o procurador regional do trabalho, Xisto Tiago de Medeiros Neto, o juiz da Vara do Trabalho de Currais Novos, Hermann Hackradt, e o advogado João Helder Dantas falam sobre “Realidade, preconceito, inclusão e o papel da juiz”. Haverá ainda palestras na modalidade telepresencial sobre Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e os desafios da proteção social em uma sociedade tecnológica desigual.

    O último dia dos eventos de comemoração, a quarta-feira (15), vai começar com palestra telepresencial, a partir das 9h30, com a professora da Universidade Federal de Juiz de Fora, Valéria Marques Lobo, que vai tratar do tema “Por uma justiça inclusiva na representação dos trabalhadores. Problemas e perspectivas”. A partir das 10h30, no Tribunal Pleno, acontece o painel sobre “Processo digital. Normas processuais e adequações” com os desembargadores Bento Herculano Duarte Neto, do TRT-RN, Sérgio Torres Teixeira, do TRT-PE, e Ubiratan Moreira Delgado, do TRT-PB.

    Na parte da tarde, a partir das 13h30, está marcada a aposição da placa comemorativa, o lançamento do selo 30 anos e uma homenagem ao presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Emmanoel Pereira, no auditório do Tribunal Pleno. Em seguida, haverá painéis sobre sustentabilidade e o papel institucional do tribunal, com servidores da área de gestão e governança, e a presidente do TRT-RN, desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Wanderley de Castro, vai participar do painel sobre a história do tribunal, atualidade e futuro.

    A comemoração pelos 30 anos do TRT-RN será encerrada com o lançamento do e-book que conta com textos assinados por magistrados, servidores e advogados que participaram da história do tribunal.

    Faça a sua inscrição e participe dos eventos comemorativos (clique aqui).

  • Sobre

    Sesc RN oferece jantar especial do Dia dos Namorados na capital e interior

    O Dia dos Namorados está entre as principais datas comemorativas do ano e para torná-lo ainda mais especial, os restaurantes do Serviço Social do Comércio RN (Sesc RN) estarão com um serviço exclusivo, em Natal (Rio Branco), Caicó e Mossoró, para os casais.

    No sábado, dia 11 de junho, às 20 horas, o salão de eventos do Sesc Rio Branco, em Natal, abrirá em horário especial, por reserva e com música ao vivo, tendo como atração a cantora Nara Costa. O cardápio conta com três opções de pratos com direito a entrada, refeição principal e sobremesa, que servem duas pessoas e preço a partir de R$ 60,00. As reservas podem ser feitas até o dia 9 de junho, na unidade ou pelos telefones (84) 3216 2400 ou (84) 99149 2109 (whatsapp).

    Em Caicó, a unidade funcionará no domingo, 12 de junho, das 19h às 22h, com música ao vivo do cantor Marcos Vinícius e uma opção de prato no menu, o Frango ao molho de mostarda mais sobremesa, ao valor de R$ 50,00. A reserva de mesas com dois lugares acontece na unidade, localizada na Rua Washington Luiz, nº 55 Boa Passagem, ou pelo telefone (84) 98131 1834.

    Em Mossoró, o atendimento será diferenciado, apenas por encomendas com retirada na unidade Sesc, na Rua Doutor João Marcelino, S/N, Nova Betânia – Mossoró/RN. São duas opções de prato, a partir de R$ 30,00 para duas pessoas e com direito a sobremesa. As encomendas podem ser feitas até o dia 10 de junho pelo telefone (84) 3312 9824, e retirada no dia 12 de junho, das 17h às 19h.

    Os cardápios detalhados, com todos os valores e descritos dos pratos está disponível no site sescrn.com.br.

    Serviço:

    O quê? Jantar de Dia dos Namorados Sesc.

    Onde? Natal (Rio Branco), Mossoró e Caicó.

    Reserva de Mesas Natal e Caicó:

    • Natal (Rio Branco): até 10 de junho, pelo (84) 3216 2400 ou (84) 99149 2109 (whatsapp). Jantar no dia 11 de junho, sábado, a partir das 20h.
    • Caicó: até 10 de junho, pelo (84) 98131 1834. Jantar no dia 12 de junho, sábado, a partir das 19h.

    Encomendas Mossoró:

    • Mossoró: até 10 de junho, das 7h às 16h, pelo (84) 3312-9824 e retirada 12 de junho, das 18h às 19h, no Sesc Mossoró. Rua Dr. João Marcelino, S/N. Nova Betânia.

    Cardápio Completo clique aqui

  • Sobre

    Prefeitura de Pau dos Ferros realiza campanha “São João sem Vidro” durante evento junino

    O mês de junho chegou, e com ele, os festejos juninos. E o II São João da Princesinha, que acontecerá nos dias 10 e 11, na praça de Eventos Nossa Senhora da Conceição, promete grandes emoções e momentos de alegria.

    E para que tudo aconteça da forma mais segura possível, a Prefeitura Municipal de Pau dos Ferros lança a campanha “São João sem Vidro”, para que cada indivíduo leve sua bebida em recipientes de plástico, garantindo uma festa com segurança e cheia de momentos inesquecíveis.

    Confira a programação:

    PROGRAMAÇÃO DO II SÃO JOÃO DA PRINCESINHA

    Dia 10 de junho – “Arrasta Fest”, com o cortejo de carroças juninas e trio elétrico puxado pelo cantor Bruno Martins.

    Dia 11 de junho – Na Praça de Eventos show de forró para recordar, com Brenda Cibelly, Forrozão Mel com Terra, Capital do Sol e Forró dos 3.

  • Sobre

    UFRN: Inscrições abertas para curso sobre políticas públicas de igualdade de gênero

    O programa de extensão Observatório das Desigualdades, ligado ao Departamento de Administração Pública e Gestão Social (DAPGS), do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA/UFRN), abriu inscrições para o curso Observa Pesquisa. O foco está nos temas da primeira etapa da pesquisa políticas de igualdade de gênero (mulheres e LGBTQIA+), raça e juventude. Aberta ao público, a atividade acontece nos dias 5 e 7 de julho. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no Sigaa.

    No primeiro dia do curso, 5 de julho, o foco será nas desigualdades em uma perspectiva interseccional e nas políticas para as mulheres e LGBTQIA+. No segundo, 7 de julho, serão discutidas as políticas de juventude e igualdade racial. As discussões serão em torno das políticas públicas do Rio Grande do Norte. Nos dois dias, a programação contempla uma parte expositiva (painéis) e uma segunda (oficina), que envolve a discussão nos grupos de trabalho, sendo essa última conduzida pelas integrantes do projeto de pesquisa e demais membros do Observatório.

    São ofertadas 60 vagas com certificados para o curso de extensão (40 internas para a UFRN e 20 externas, abertas a toda a comunidade). Os encontros ocorrerão a partir das 18h30, no auditório 1 do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Ciências Sociais Aplicadas (Nepsa 2). A carga horária total é de 6 horas, sendo 3 horas em cada dia.

    Para consultar a programação detalhada, com todas atividades e respectivos horários, acesse a página do evento no Sigaa.

    Ilustração: Freepik

Carregar...
Congratulations. You've reached the end of the internet.