Últimas histórias

  • Sobre ,

    Filarmônica da UFRN retoma espetáculos presenciais com o concerto “Beethoven com Humor”

    Juntar a 5ª Sinfonia de Beethoven com um solista comediante é no mínimo inusitado. É com essa combinação inédita, leve e divertida, que a Filarmônica da UFRN volta, depois de quase dois anos, a ter público presencial em sua apresentação.

    O concerto Beethoven com Humor acontece no próximo dia 2 de outubro, às 20h, no anfiteatro do Papódromo, na UFRN. Para esse encontro, o solista convidado que vai desconstruir tudo o que o público entende de música erudita é Ticiano D`Amore. O comediante, que é também professor de guitarra da UFRN, promete fazer um concerto com bastante humor e muitas surpresas.

    O ingresso pode ser adquirido gratuitamente, no portal de eventos do LAIS (Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde), até a próxima quinta-feira, dia 30 de setembro. Além de seguir os protocolos de biossegurança no local, podem fazer parte do evento apenas pessoas que tenham tomado pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19. 

    O professor da UFRN e maestro André Muniz garante que “o público vai ser surpreendido do começo ao fim do concerto. Além disso, todo o humor é a tradução da felicidade de voltarmos a ter plateia em nossos concertos”. 

    Sobre Ticiano D`Amore

    Ticiano D’Amore é guitarrista e professor da Escola de Música da UFRN. Atua nos grupos Diogo Guanabara e Macaxeira Jazz e Banda Café. É endossado pela empresa de encordoamentos Solez. É formado em Música Licenciatura pela UFRN, bacharel em Administração pela UNP, é mestre em Administração pela UFRN e é doutor em Administração pela UFRN. E ainda faz piada com tudo isso.

  • Sobre , ,

    Dançando nas Dunas e Som da Mata apresentam espetáculos virtuais neste fim de semana

    O projeto Dançando nas Dunas, em mais uma edição virtual apresenta neste sábado (25) o espetáculo “Querendo” da Cia Entre Nós Coletivo de Criação, com direção de Diana Fontes, coreografia de Henrique Rodovalho (Goiás/BR), trilha sonora de Danilo Guanais e interpretação dos bailarinos João Alexandre Lima, Thazio Menezes e Thaíse Galvão. A produção audiovisual é da Praieira Filmes. 

    “Querendo” fala sobre a tentativa de construir um relacionamento amoroso, encontros e desencontros, os interesses paralelos e até um imaginário aguçado, dando asas ao público para construir o seu próprio entendimento. Sob a ótica e criatividade do renomado Henrique Rodovalho, carimba com seu estilo peculiar e único, várias interrogativas, sempre com humor e movimentação cotidiana, de fácil assimilação, assim como diferentes percepções. Pode ser um jogo, um assédio, ou simplesmente, imaginação de cada componente. 

    A produção do Projeto Bosque Encena informa que a temporada de apresentações virtuais chega ao fim, e entra em recesso. O retorno será com a volta das apresentações presenciais. Enquanto isso, o público encontra muita alegria e diversão no canal do Youtube do Bosque Encena. Na playlist “Espetáculos”, estão catalogados 35 vídeos que mostram a arte circense, teatral e musical para crianças de todas as idades. 

    Som da Mata

    No domingo (26), às 16h30, o Som da Mata Virtual recebe o duo formado pelos músicos Alexandre Siqueira (violão) e Carlos Zens (flauta e saxofone). No repertório, obras consagradas de grandes compositores como Bach, Gounod, Mozart, Villa Lobos, João Pernambuco e Sivuca. A produção audiovisual é de Tiago Lima. 

    Natural de Recife/PE, Alexandre é a extensão do legado musical da Família Siqueira, filho de Fidja Siqueira e neto de Amaro Siqueira, ambos violonistas. Já dividiu palcos com Naná Vasconcelos, Renato Braz, Moraes Moreira, Armandinho, Biafra, Alexandre Atmarama, Alexandre Jhonson, Alexandre Moreira, Carlos Zens e Rodrigo Golveia. 

    Zens é daqueles que nasceu para a música, porque não dizer “nasceu para tocar flauta”, palavras do flautista francês Jean Noel Saghaard. Potiguar da cidade do Natal, imerso na música, construiu sua história com maestria nestes quase 30 anos de carreira. Atualmente faz parte da Banda Sinfônica da Cidade do Natal, da banda Atmadas e do grupo Choro do Caçuá.

    Projetos 

    Os projetos Bosque Encena, Som da Mata e Dançando nas Dunas acontecem graças à renúncia fiscal da Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão. E contam com o apoio do Governo do Estado, através do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema, que cede o espaço do Parque das Dunas, onde estão sendo gravados os eventos.

    Serviços:
    Dia: 25/09 (sábado)

    Evento: Dançando nas Dunas – 16h30
    – Youtube: Dançando nas Dunas
    – Instagram: @dancandonasdunas
    – Facebook: dançandonasdunas 

    Dia: 26/09 (domingo) 

    Evento: Som da Mata – 16h30
    – Youtube: Som da Mata
    – Instagram: @somdamata
    – Facebook: somdamata

  • Sobre ,

    Curso “Fotografando com Canindé Soares” acontece neste final de semana e é gratuito

    Através da Lei Aldir Blanc, via Edital de Formação e Pesquisa da Fundação José Augusto, o curso Fotografando com Canindé Soares pretende contribuir para revelar e incentivar novos talentos da fotografia no RN, repassando um rico material para transformar consideravelmente a maneira como a maioria fotografa atualmente.

    Muito além das selfies, as aulas vão explorar os conceitos, técnicas, criatividade e dicas que só um profissional capacitado pode compartilhar. Oportunizando conteúdo acessível para que os participantes possam atuar no mercado da fotografia digital e na produção de imagens para postagem cultural e comercial em sites, blogs, redes sociais entre outros.

    O curso acontecerá no próximo sábado, dia 25, em dois turnos: das 10h às 12h e das 14h às 16h, contemplando 08 módulos, de 30 minutos cada. Ao final de cada módulo um bate papo e tira dúvidas. As pessoas participam através da plataforma Zoom direto de suas casas, conectadas de seus smartphones, computadores e/ou notebooks.

    Ao compartilhar um conhecimento de qualidade, e com a experiência adquirida em anos de trabalho, Canindé Soares se propõe a capacitar o participante a ter a fotografia como elemento comunicador e conceitual na divulgação de diversos produtos e serviços, em especial no segmento da economia criativa, podendo produzir fotos tão boas quanto as capturadas por câmera profissionais.

    Uma exposição virtual no www.canindesoraes.com será realizada no final do curso com o resultado fotográfico de cada um dos participantes.

    Os interessados podem fazer as inscrições gratuitas enviando nome completo, cidade/bairro que reside e contato de whatsapp para o e-mail fotografia@canindesoares.com                                                              

    Mais informações: (084) 9. 9994-2841 / 9 8790 1373

  • Sobre

    Orquestra Sinfônica do RN se apresenta neste domingo no Papódromo

    O mês de setembro inspira recomeços para os potiguares apreciadores da música de concerto. Após mais de um ano com apresentações virtuais, a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN, através do projeto Movimento Sinfônico, retorna aos palcos no dia 26 de setembro, às 17h, sob a regência do maestro Linus Lerner, no anfiteatro do Espaço Cultural João Paulo II- Papódromo, com realização da Fundação José AugustoFJA. Este será o primeiro evento após a reforma do local, que possui palco, camarim, salas de ensaio, camarote, arquibancadas, banheiros e estacionamento.

    A retomada acontece no estilo Soft Opening, ou seja, de maneira controlada e restrita, para garantir a devida segurança requerida pela situação atual. O evento segue as normas de biossegurança, e tem entrada gratuita mediante cadastro pelo Sympla, a partir das 9h do dia 23 (quinta-feira). Os ingressos são limitados (300 unidades).  

    “Após o mais crítico período da pandemia, a nossa querida Orquestra reencontra presencialmente o grande público através de um concerto especial, que entrega o histórico Papódromo para a sociedade potiguar, mais um espaço resgatado pelo Governo do Estado para abrigar as produções artístico-culturais do RN”, declara o diretor geral da FJA, Crispiniano Neto.

    “A vida pulsa ao vivo. Retomar o encontro com o público é reintegrar a missão mais importante da OSRN: levar a música de concerto ao vivo e, presencialmente, para a população do RN”, expressa Tatiane Fernandes, diretora de produção da Orquestra. E, sem dúvida, um momento de expectativas também para o maestro: “Foi um ano e meio de grandes projetos online, pioneirismo de nossa parte no Brasil e, até mesmo, no mundo. Estou muito contente de poder estar de volta e em um novo espaço cultural, com novo palco”, comemora Linus.

    No repertório, grandes obras orquestrais. “Escolhemos músicas que mostrem o poder da orquestra tocando de forma presencial novamente, algo que não fazíamos desde o início da pandemia, devido a impossibilidade de nos reunirmos. E também que nos trazem alguma mensagem, a exemplo da música de abertura “La Forza del Destino”, de Giuseppe Verdi. Se alinharmos ao momento atual, remete a reflexão do destino que nos leva às coisas que não controlamos, como a pandemia. E, além disso, pela comemoração dos 180 anos de nascimento de Antonín Dvorák, com a “Sinfonia do Novo Mundo”, representando, aqui, um ‘novo mundo’ que esperamos pós-pandemia”, revela Linus Lerner e acrescenta “podem aguardar música brasileira também”.

    Além dessas, estão na programação George Bizet, com a ópera Carmem Suite 1 & 2 (1875); Jules Massenet, em Meditação de Thais (1894), a ser executada pelo solista da OSRN, André Kolodiuk; Batuque (1891), de Alberto Nepomuceno, considerado o pai do nacionalismo na música erudita brasileira e um dos primeiros a empregar elementos do nosso folclore em suas composições; West Side Story Selections (1957), de Leonard Bernstein, inspirada na obra de Romeu e Julieta; Dança Eslava (1878), de Antonín Dvorák e, uma das maiores músicas brasileiras, a bossa nova Garota de Ipanema (1962), composta por Antônio Carlos Jobim e letrada por Vinícius de Moraes.

    A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte tem o Governo do Estado do RN como seu principal mantenedor. A temporada 2021 é realizada através do projeto Movimento Sinfônico por meio do patrocínio via incentivo fiscal da Neoenergia Cosern e Instituto Neoenergia, mediante Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do RN, da Unimed Natal, Hospital do Coração e Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão; Apoio G7 Comunicação. O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e da MAPA Realizações Culturais.

    Serviço:

    Movimento Sinfônico 2021 – Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte

    RETOMADA

    Quando: 26 de setembro (domingo)

    Onde: Papódromo (no dia do evento, o acesso ao local será pelo portão principal do Centro Administrativo, na BR-101)

    Horário: 17h

    Ingressos: O público pode reservar ingresso gratuito através do Sympla, a partir das 9h de quinta-feira (23). Será permitido um por CPF.

    No dia do concerto, a entrada só será permitida mediante apresentação do voucher e comprovante de vacinação. É obrigatório o uso de máscara no local e aconselhável levar o seu próprio álcool em gel.

  • Sobre

    Ney Matogrosso retorna a Natal com o show “Bloco Na Rua”

    Depois do sucesso absoluto da crítica e do público, o show “Bloco Na Rua”, de Ney Matogrosso, retorna à Natal. A apresentação será no dia 25 de novembro, às 21h, no Teatro Riachuelo.

    Aos 80 anos, Ney não para. Mais uma vez, o novo projeto começará nos palcos para só depois ganhar outros formatos. O repertório foi selecionado enquanto Ney excursionava com o show anterior, a turnê Atento aos sinais. “Não é um show de sucessos meus, mas quis abrir mais para o meu repertório. Dessa vez, eu misturei coisas que já gravei com repertório de outras pessoas”, pontua Ney.

    O set list revela a diversidade do repertório: Eu quero é botar meu bloco na rua (Sergio Sampaio), de onde saiu o título da turnê, A Maçã (Raul Seixas), Álcool (Bolero Filosófico), da trilha original do filme Tatuagem (DJ Dolores), O Beco, gravada por Ney nos final dos anos 80 (Herbert Vianna/Bi Ribeiro), e Mulher Barriguda, do primeiro álbum dos Secos e Molhados, de 1973 (Solano Trindade/João Ricardo), são algumas das músicas escolhidas por Ney.

    Duas canções foram pinçadas do compacto duplo Ney Matogrosso e Fagner, lançado em 1975: Postal do Amor (Fagner/Fausto Nilo/Ricardo Bezerra) e Ponta do Lápis (Clodô/Rodger Rogério). Outros dois clássicos que Ney nunca havia cantado, Como 2 e 2 (Caetano Veloso) e Feira Moderna ( Beto Guedes/Lô Borges/Fernando Brant), também estão no roteiro.

    O figurino, sempre aguardado com expectativa em se tratando de um show de Ney Matogrosso, foi criado sob medida pelo estilista Lino Villaventura. Luiz Stein assina o cenário, composto por projeções, e Juarez Farinon a luz do espetáculo, com supervisão de Ney.

    A banda afiada é a mesma que o acompanhou nos últimos 5 anos, reunindo Sacha Amback (direção musical e teclado), Marcos Suzano e Felipe Roseno (percussão), Dunga (baixo), Mauricio Negão (guitarra), Aquiles Moraes(trompete) e Everson Moraes (trombone). SERVIÇONey Matogrosso – Bloco Na RuaDia 25 de novembro, às 21h, no Teatro Riachuelo
    Ingressos: Na bilheteria do Teatro ou no site uhuul.com

  • Sobre ,

    Museu Câmara Cascudo reflete sobre recomeços na Primavera dos Museus

    No longo inverno de perdas, os tempos, finalmente, convidam a pensar em recomeços. A partir desta terça-feira, 21, o Museu Câmara Cascudo (MCC) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) inicia a programação da 15ª Primavera dos Museus, evento promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e que mobiliza centenas de instituições em todo o país. O tema definido para este ano, “Museus: perdas e recomeços”, propõe a reflexão sobre a função dos Museus em momentos como os da pandemia da Covid-19, seja como espaços de experiências sociais, históricas ou artísticas, como repositórios de experiências e emoções ou como espaços individuais e coletivos de superação e reinvenção. 

    O Museu Câmara Cascudo aproveita o momento para pensar e preparar seu recomeço, ainda com uma programação virtual com lives, apresentações culturais e propostas de atividades infantis transmitidas pelos nossos canais do MCC Virtual, no YoutubeFacebook e Instagram. A programação segue até o domingo, 26. 

    Nesta terça-feira, 21, às 19h, um encontro de especialistas em paleontologia discute as perdas do patrimônio paleontológico brasileiro a partir do caso do fóssil do Ubirajara jubatus, um dinossauro de 120 milhões de anos, originário do Sul do Ceará e que foi levado ilegalmente para o Museu de História Natural de Karlsruhe, na Alemanha. 

    Com mediação dos estudantes Pedro Tolipan e Glaudson Albuquerque, a live conta com a participação de Flaviana Lima, Paleobotânica e professora da Universidade Federal de Pernambuco, Kleberson Porpino, biólogo especialista em paleontologia de mamíferos e professor na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, além de Renan Bantim, paleontólogo e professor na Universidade Regional do Cariri, no Ceará. A live terá, ainda, a participação do professor Claude Aguilar, do Setor de Paleontologia do Museu Câmara Cascudo, além da apresentação do Pachyarmatherium brasiliense, cujo fóssil está preservado no Museu Câmara Cascudo. A transmissão acontece no Youtube e Facebook.

    Ao longo da semana, nas redes sociais, também é possível conhecer um pouco mais do acervo da Biblioteca Setorial Veríssimo de Melo, do Museu Câmara Cascudo, com uma seleção de obras que falam do tema da Primavera dos Museus.

    A programação completa da 15ª Primavera dos Museus está disponível no site do MCC na internet, no endereço www.mcc.ufrn.br. No site, também é possível encontrar os links para inscrições em cada evento. 

    TERÇA (21/9)

    19h – LIVE: Ubirajara: fósseis, patrimônio e museus

    Mediação: Pedro Tolipan (MCC-UFRN) e Glaudson Albuquerque (MCC-UFRN)

    Convidados: Flaviana Lima (UFPE), Kleberson Porpino (UERN), Renan Bantim (URCA)

    Transmissão pelo MCC Virtual (Youtube e Facebook)

    QUARTA (22/9)

    16h – Dinos Brasileiros para crianças

    Mediação: Cristiana Moreira e bolsistas do Setor Educativo do MCC

    Transmissão pelo MCC Virtual (Youtube e Facebook)

    QUINTA (23/9)

    16h – Curso de Gestão em Museus Municipais e Comunitários

    O desafio da gestão

    Convidado: Diego Lemos Ribeiro (UFPel)

    Mediação: Moysés Siqueira (MCC/UFRN)

    Transmissão pelos canais do Youtube do Museu Câmara Cascudo e do Museu do Seridó

    21h – “Continua…”, apresentação de Patrícia Leal e músicos convidados

    Transmissão pelo MCC Virtual (Youtube) e pelo canal da Professora Patrícia Leal

    SEXTA (24/09)

    11h – Visita virtual: O incrível mundo das plantas

    Com Glaudson Albuquerque

    Transmissão pelo Youtube

    14h – Visita Virtual: Das pistas aos gigantes: os dinossauros no MCC

    Com Pedro Tolipan

    Transmissão pelo Instagram

    SÁBADO (25/9)

    10h – Planetário Barca dos Céus

    “Um ensaio sobre relações entre céu e mar”
    Especial da Primavera

    Equipe do Planetário Barca dos Céus/UFRN

    Vagas limitadas – Inscreva-se

  • Sobre ,

    Conexão Elefante Cultural retoma espetáculos presenciais a partir desta quarta-feira

    Depois de um ano de atividades remotas e adaptações, a Edição 2021 do projeto Conexão Elefante Cultural volta a ocupar as ruas e cidades do interior do Rio Grande do Norte. Começa nesta quarta-feira, 22, a primeira etapa de circulação da Trupe da Luz, que irá levar arte, educação e cidadania a 7 municípios do estado.Monte Alegre, Poço Branco, Passagem, Monte das Gameleiras, Serra de São Bento, Serra Caiada e Brejinho são as primeiras cidades a receber as atividades presenciais do projeto, que chega a sua 6ª edição.

    Durante a turnê, serão realizadas oficinas gratuitas de teatro, reciclagem e audiovisual, uma intervenção visual urbana, além de intercâmbio com grupos artísticos locais. Para fechar a programação, haverá ainda uma apresentação pública da Trupe da Luz, com a participação dos artistas de cada cidade.

    “Foi muito importante a articulação e interesse dos municípios, para que pudéssemos voltar para a estrada. Com apoio local, conseguimos divulgar as oficinas para crianças e adultos e vamos poder realizá-las com todas as orientações sanitárias que o momento ainda pede. O mesmo deve acontecer com as apresentações da Trupe em praça pública”, explica Diana Fontes, idealizadora do projeto.

    A segunda etapa de circulação do Conexão deve acontecer em outubro, passando por mais 7 cidades. O projeto é patrocinado pela COSERN, Instituto Neoenergia, através da Lei Câmara Cascudo e Governo do Estado, com realização de Diana Fontes Direção e Produção Cultural.

    TRUPE DA LUZ

    Este ano a Trupe da Luz é formada por 5 artistas independentes ligados ao audiovisual, dança, circo, teatro, contação de histórias e customização plástica, sob a coordenação de Diana Fontes e Joana Patino. Participam do grupo André Rosa, Cissa Cortez, Giovanna Araújo, Joriana Pontes e Rodrigo Bico.

    SERVIÇO
    CONEXÃO ELEFANTE CULTURAL 2021
    22 A 29 DE SETEMBRO
    APRESENTAÇÃO TRUPE DA LUZ

    22/09 | Quarta-feira
    Monte Alegre
    19h – Praça Pedro Alves

    23/09 | Quinta-feira
    Poço Branco
    19h – Praça do Sagrado Coração de Jesus

    24/09 | Sexta-feira
    Passagem
    19h – Praça Senador Dinarte Mariz

    25/09 | Sábado
    Monte das Gameleiras
    19h – Praça Luiz Teixeira Pinheiro

    26/09 | Domingo
    Serra de São Bento
    19h – Praça do Turista

    27/09 | Segunda
    Serra Caiada
    19h – Praça de Eventos ao lado do Hospital

    28/09 | Terça
    Brejinho
    19h – Ginásio Poliesportivo Avelino Matias Xavier

  • Sobre

    Bosque Encena apresenta “O lendário coração da África”

    O próximo Bosque Encena Virtual recebe o espetáculo O LENDÁRIO CORAÇÃO DA ÁFRICA do grupo TEART DE TEATRO, com direção e dramaturgia de BÁRBARA CRISTINA. A peça se desenvolve por meio da linguagem poética de contação de histórias.

    Ela narra, através de contos e lendas africanas, uma aventura que começa quando um baobá era apenas uma sementinha, fazendo uma viagem no tempo, transformando-se numa gigante árvore nativa de onde se colhe muitas histórias, e assim seus personagens vão descobrindo que dentro dessa grande árvore pulsa um coração cheio de mistérios, sabedorias e um imenso tesouro escondido.

    É a oportunidade de mostrar ao público, em especial às crianças, que a África não é somente o lugar de onde vieram os escravizados ou uma terra de guerras e fome, mas um continente com uma cultura muito rica transmitida oralmente de geração em geração.

    A produção audiovisual do espetáculo é da ILHA DESERTA.

    Você confere o espetáculo a partir de domingo (19), às 10h, nos canais:

    Youtube
    https://www.youtube.com/bosqueencena

    Instagram
    https://www.instagram.com/bosqueencena

    Facebook
    https://www.facebook.com/bosqueencena

  • Sobre ,

    Fundação José Augusto prorroga inscrições para Registro do Patrimônio Vivo do RN

    O Governo do Estado, através da Fundação José Augusto (FJA), prorrogou até 24 de setembro no site oficial www.cultura.rn.gov.br o edital para o 3º Concurso Público do Registro do Patrimônio Vivo do RN (RPV-RN) que tem por finalidade o apoio financeiro à preservação dos processos de criação, técnicas, modos de fazer e saberes da Cultura Tradicional e Popular do Estado do Rio Grande do Norte. 

    As inscrições podem ser realizadas no horário das 8h às 14h, na sede da Fundação José Augusto, Rua Jundiaí, 641, Tirol, Natal/RN, ou enviar o arquivo em PDF ÚNICO para o email: editalrpvfja@gmail.com com título “Inscrição RPV”. 

    O concurso para a inscrição no RPV-RN, irá contemplar um total de cinco candidaturas – 2 (duas) Pessoas Naturais e 3 (três) Pessoas Jurídicas, dotadas ou não de personalidade jurídica sem fins lucrativos, com significativa importância para a cultura tradicional e popular norte-rio-grandense, implicando na concessão de bolsas de incentivo financeiro por parte do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Fundação JoséAugusto (FJA). 

    Estímulo

    O RPV-RN visa estimular e proteger iniciativas que contribuem para o desenvolvimento sociocultural e profissional dos mestres e mestras de notório saber, autores, autoras, artistas, grupos e entidades da Cultura Popular e Tradicional do Estado do Rio Grande do Norte, almejando a transmissão de conhecimentos e técnicas para alunos ou aprendizes, através de programas de ensino e aprendizagem apoiados ou executados direta ou indiretamente pela Fundação José Augusto. 

    As bolsas de incentivo financeiro serão destinadas às pessoas naturais ou jurídicas que tenham alcançado um estágio de reconhecida capacidade profissional ou institucional, escolhidas em decorrência de processo de seleção pública, que levará em consideração as justificativas, os currículos dos candidatos, o mérito e a qualidade dos trabalhos executados pelos postulantes ao RPV-RN.

  • Sobre ,

    Documentário “Mulheres Cordelistas na Cena Potiguar” será lançado amanhã

    Um mergulho no mundo da literatura de cordel através do olhar feminino. Isso é a que nos leva o curta-metragem documental “Mulheres Cordelistas ba Cena Potiguar”. Com direção de Fernanda Soares, que lança seu primeiro filme, a obra conta a história de quatro brilhantes cordelistas potiguares, Tonha Mota, Rosa Régis, Claudia Borges e Dodora Medeiros, que narram suas trajetórias, influências e a constante batalha contra o machismo em um universo literário dominado pela presença masculina.

    O filme, que tem por premissa mostrar o trabalho dessas poetisas e denunciar o machismo que ofusca a ascensão das mulheres no meio literário, será lançado nesta sexta-feira, 10, às 19h com uma live no canal do Youtube do Ponto de Memória Estação do Cordel. 

    Com produção executiva de Will Silva, esse filme foi realizado com recursos federais via lei Aldir Blanc de apoio à cultura, pelo edital Fomento à Cultura Potiguar, promovido pela Fundação José Augusto.

    Mulheres Cordelistas na Cena Potiguar – filme de 25 minutos
    Quando: Sexta 10/09/2021
    Horário: 19h
    Local: Canal do Youtube da Estação do Cordel (Ponto de Memória Estação do Cordel) 

  • Sobre , ,

    Podcast potiguar apresenta os bastidores da cerveja artesanal

    A cultura, arte, gastronomia e lazer fazem parte do universo da cerveja artesanal, assim como os bastidores da fabricação desta bebida que vem conquistando cada vez mais adeptos e que envolve desde a seleção dos melhores ingredientes, passando pelas inúmeras receitas, a composição de rótulos especiais, a comunicação criativa nas prateleiras e na internet, até chegar à mesa do consumidor. O podcast potiguar HORA COPO, que acaba de ser lançado em Natal, nasce da vontade de compartilhar histórias cervejeiras para quem quer conhecer mais sobre os bastidores desta produção, de forma leve e divertida, assim como para os amantes de uma boa cerveja.

    Os episódios serão quinzenais, com a participação de especialistas na ciência da fabricação de cerveja artesanal e convidados da Cultura, Arte, Moda, Comportamento, Esportes, Economia, Turismo e Lazer, em uma mesa com bate papo interativo, curiosidades e dicas que aumentarão a ‘Hora Copo’, acumulando experiências cervejeiras. Aliás, o termo “Hora Copo” é bastante utilizado entre os produtores artesanais de cerveja e está associado ao acúmulo de experiências cervejeiras, tanto na fabricação como na degustação. Trata-se de um trocadilho às Horas de voo que os pilotos de avião necessitam para determinadas certificações e avanços na carreira.

    No episódio de lançamento, Fernando Nóbrega, da Cervejaria Raffe, e Erika Zuza, da Papo de Mídias, contam mais detalhes do projeto, além de outras novidades da RAFFE para este ano. O episódio tem ainda as participações da jornalista e fotógrafa Cíntia da Hora, e do Sommelier de cervejas e Engenheiro civil Tobias Navarro.

    O Hora Copo está disponível nos aplicativos Spotify, Deezer, Google Podcasts, Apple Podcasts, Amazon Music e Ola Podcasts. Para opiniões, perguntas ou sugestões, envie mensagem nos perfis no instagram: @cervejariaraffe e @papodemidias. Você também pode participar por e-mail, através do endereço podcast@horacopo.com.br e compartilhar o podcast usando a hashtag #podcasthoracopo nas redes sociais.

    PODCAST HORA COPO

    DIREÇÃO, PRODUÇÃO E HOSTS: Fernando Nóbrega (Cervejaria Raffe) e Erika Zuza (Papo de Mídias)

    EDIÇÃO DE SOM: Emanoel Santos – Play Áudio

    ARTES: Lomo Estúdio

    CONVIDADOS EPISÓDIO 1: Cíntia da Hora e Tobias Navarro

    AGRADECIMENTOS: Kelvin Freitas, Angélica Gurgel, Lucas Pires, Emanoel Santos e Lindenberg Andrade.

    • Disponível nos aplicativos Spotify, Deezer, Google Podcasts, Apple Podcasts, Amazon Music e Ola Podcasts.
  • Sobre , ,

    Trotamundos apresenta “Era uma vez histórias de enCantar”

    A Trotamundos Cia de Arte apresenta “Era uma vez histórias de enCantar!”. Um espetáculo sonoro musical onde histórias narradas oriundas do universo da tradição oral são recAntadas e promovem uma saudável interação entre os brincantes e a plateia, ofertando um excelente e fraterno programa para uma tarde de domingo sem sair de casa. Diversão garantida para crianças de todas as idades na internet mais perto de você.

    Serviço:

    Espetáculo “Era uma vez histórias de enCantar”

    Dia 29 de agosto às 16h

    Instagram da Cidade da Criança

Carregar...
Congratulations. You've reached the end of the internet.