Últimas histórias

  • Sobre

    Famílias de pessoas com autismo realizam nesta quinta (14) “Apitaço” contra a Unimed Natal

    As famílias das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) estão em clima de protesto contra a Unimed Natal, que deixou de oferecer cobertura para importantes tipos de tratamentos para beneficiários. A manifestação chamada de “Apitaço” vai acontecer nesta quinta-feira (14) a partir das 09h, em frente a Unimed da rua Apodi, em Petrópolis.

    Desde esta segunda-feira (11) o plano de saúde não oferece mais cobertura ou qualquer intervenção em ambiente escolar para pacientes que estão inseridos nos modelos de intervenção ABA e Denver. A medida é considerada um grande retrocesso pelos pais e mães de pessoas com autismo.

    “Isso atinge diretamente os autistas. Foi uma coisa absurda, do dia para a noite, sem aviso prévio, então vamos protestar. Uma manifestação pacífica, onde as famílias vão se unir em prol de um objetivo comum”, disse Bruno Henrique, advogado e idealizador da manifestação.

    A passeata parte da Unimed da avenida Apodi até a Unimed da rua Mipibu, onde as famílias vão fazer barulho para pedir que o plano de saúde volte a realizar os atendimentos, que são essenciais para qualidade de vida das pessoas com TEA.

    Serviço

    O que: Apitaço do Tea
    Quando: Quinta-feira, dia 14/04
    Onde: Unimed rua Mipibu, Natal
    Que horas: A partir das 09h

  • Sobre

    Funcionalidade e autonomia da pessoa autista é tema de palestra do ISD

    Uma em cada 44 crianças em todo o mundo, segundo dados do órgão norte-americano Center of Diseases Control and Prevention Autism and Developmental Disabilities Monitoring (CDC/ADDM), é autista. O levantamento comprova a ampliação no número de casos diagnosticados ao longo do tempo, pois essa proporção já chegou a ser de 1 para cada 500 crianças no passado. No Brasil, os números relacionados à condição não são fiéis, pois não há um levantamento oficial feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por exemplo. Os dados atuais, do CDC, estimam que a condição afeta 70 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo 2 milhões no território brasileiro. A Organização das Nações Unidas (ONU) definiu 2 de abril como sendo o Dia Mundial de Conscientização do Autismo (World Autism Awareness Day).

    Para discutir os aspectos relacionados à funcionalidade e autonomia dessa parcela da população, o Instituto Santos Dumont (ISD) irá promover uma palestra voltada aos familiares, estudantes e profissionais de saúde do Rio Grande do Norte no próximo dia 4 de abril com o tema: “Como a ciência pode promover a funcionalidade e autonomia do autista?”. O evento é organizado pelo Serviço Multidisciplinar de Atenção do Espectro do Autismo (Semea/ISD) em conjunto com preceptores e residentes multiprofissionais, além de mestrandos, do Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi (Anita) e Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS), unidades do ISD em Macaíba. As inscrições estão abertas através do link.

    De acordo com a preceptora multiprofissional neuropsicóloga Samantha Maranhão, que integra o Semea/ISD, a discussão dessa temática é importante para familiares, profissionais e estudantes da área da saúde. “Permitirá refletir sobre os atuais desafios e potencialidades para intervenção com ênfase na autonomia e participação social de pessoas autistas. Reunir profissionais de saúde em formação e pesquisadores da área será fundamental para pensar sobre o futuro da reabilitação intelectual do público clínico”, afirma.

    Estão confirmados os seguintes palestrantes: Profa. Dra. Izabel Hazin, do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Profa. Dra. Cíntia Azoni, do Departamento de Fonoaudiologia da UFRN; a psicóloga psicanalista Andréa Galvão; e a mestre em Neuroengenharia e preceptora neurologista pediátrica do ISD, Celina Reis. O evento também contará com a participação, via teleconferência, do comunicador autista Ricardo Oliveira, que aborda a política, o modelo social da deficiência, direitos humanos por meio do canal no Youtube Autismo Pensante.

    Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), “o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) se refere a uma série de condições caracterizadas por algum grau de comprometimento no comportamento social, na comunicação e na linguagem, e por uma gama estreita de interesses e atividades que são únicas para o indivíduo e realizadas de forma repetitiva”.

    Exposição

    Durante o evento, trabalhos artísticos de pessoas autistas atendidas nas Clínicas do Instituto Santos Dumont serão expostos. A arte que ilustra esta reportagem é de autoria de Hector Ferreira de Araújo, de 14 anos.

    SERVIÇO

    Palestra: “Como a ciência pode promover a funcionalidade e autonomia do autista?”
    Quando: 04 de abril de 2022
    Hora: 08h às 12h
    Onde: Auditório do Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS), em Macaíba
    Como participar: o evento é voltado para pacientes do ISD, familiares, profissionais e estudantes dos cursos da área de saúde, de forma presencial com limitação a 90 pessoas. As inscrições podem ser feitas online, preenchendo este formulário.
    Transmissão ao vivo: O evento será transmitido ao vivo, no canal do Youtube do ISD (https://bit.ly/3iM0tEV)

    SOBRE O ISD

    O Instituto Santos Dumont (ISD) é uma Organização Social vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e engloba o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra e o Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi, ambos em Macaíba. A missão do ISD é promover educação para a vida, formando cidadãos por meio de ações integradas de ensino, pesquisa e extensão, além de contribuir para a transformação mais justa e humana da realidade social brasileira.

  • Sobre ,

    Natal antecipa matrículas do ano letivo 2022 para alunos com deficiências

    Começa na próxima segunda-feira (15), e vai até o dia 10 de dezembro as inscrições para a matrícula antecipada para o ano letivo de 2022 na Rede Municipal de Ensino de Natal para alunos com deficiência, transtorno do espectro autista e altas habilidades/superdotação, interessados em estudar em uma das 146 unidades escolares e nas modalidades oferecidas na Educação Infantil (creche e pré-escola), Ensino Fundamental (1º ao 9º) e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Todo o processo de matrículas vai ser realizado no Sistema de Matrícula Online que está disponível no portal da Prefeitura do Natal.

    No ato da inscrição é fundamental a comprovação por meio de documentação (laudo médico), da condição informada de deficiência, transtorno do espectro autista e altas habilidades/superdotação. No caso de estudantes gêmeos, o responsável deverá cadastrar o seu CPF para os dois, já que a concessão da vaga para um, garantirá automaticamente a vaga para o irmão gemelar.

    A pré-matrícula para  estudantes que estão fora da escola ou advindos de outras redes de ensino estará disponível a partir das 8h do dia 15 de novembro no referido portal. Caso os responsáveis estejam impossibilitados de acessar à internet, as unidades de ensino estarão disponíveis para oferecer suporte técnico no horário de expediente, sendo cumpridas as normas dos protocolos sanitários de controle da pandemia da Covid-19.

    A publicação do resultado de vagas concedidas aos novos estudantes vai ser disponibilizada no dia 16 de dezembro no Sistema de Matrícula Online. Os familiares ou responsáveis dos estudantes que tiveram suas vagas concedidas deverão comparecer na unidade de ensino, apresentando todos os documentos necessários para a matrícula a partir do dia 16/12/2021 até o dia  21/12/2021. Quando do não comparecimento no período estabelecido a vaga vai ser disponibilizada para outro estudante.

    No ano de 2021 a Rede Municipal de Educação de Natal registrou no sistema a matrícula de 1.892 estudantes com deficiência, transtorno do espectro autista e altas habilidades/superdotação.

    Para mais informações ou dúvidas a Comissão de Matrícula da Secretaria Municipal de Educação está disponível no telefone (84) 3202-5139, das 8h às 16h de segunda à quinta-feira e das 8h às 13h na sexta-feira, ou pelo e-mail matriculasmenatal@gmail.com .

  • Sobre ,

    Vereadores discutem inclusão de alunos com deficiência com secretária de Educação

    Os vereadores da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Câmara Municipal de Natal receberam, nesta segunda-feira (8), a secretária municipal de Educação, Cristina Diniz, que apresentou um balanço sobre o trabalho de inclusão de estudantes com deficiência na rede de ensino.

    “Foi uma convocação fruto de visitas às escolas nas quais verificamos a falta de acessibilidade e precisamos saber quando estarão adaptadas, de acordo com a Legislação Federal. Além disso, questionamos sobre denúncias que apontam para estagiários assumindo turmas sem professor auxiliar e recebemos a garantia que haverá a substutição desses cargos. A inclusão precisa ser pensada em todos os aspectos e estamos cobrando que isso aconteça”, declarou o vereador Tércio Tinoco (PL), presidente da comissão.

    Também participaram do encontro a vereadora Divaneide Basílio (PT) e os vereadores Robson Carvalho (PDT), Herberth Sena (PL), Anderson Lopes (SDD) e, de modo remoto, Pedro Gorki (PT). Eles questionaram sobre como os alunos com deficiência foram atendidos durante a pandemia da covid-19, como está ocorrendo o retorno às aulas presenciais, a questão da acessibilidade e a presença de profissionais especializados. “É importante termos um relatório com o diagnóstico das escolas e CMEIs para termos um norte e continuarmos verificando a estrutura das escolas e a questão da acessibilidade. Dessa forma podemos continuar cobrando a execução dos projetos de inclusão de forma mais célere”, destacou o vereador Robson Carvalho, vice-presidente da comissão.

    De acordo com a secretária Cristina Diniz, a rede municipal atende a 1.857 alunos com alguma deficiência, sendo a maior parte formada por estudantes com o espectro autista ou deficiência intelectual. Ela também disse que desde 2008 as matrículas desses alunos são feitas de forma antecipada, que o município dispõe de transporte de ônibus escolares adaptados e que conta com professores de libras.

    “A Secretaria faz um trabalho não apenas para inclusão na sala de aula, mas também de forma individual, nas salas multifuncionais que temos na rede. O número de alunos com deficiência vem crescendo a cada ano, especialmente os autistas e crianças com microcefalia. Temos trabalhado para diagnosticar esses alunos que são também referenciados para outros serviços necessários, além da escola”, destacou a gestora.

    Dentro do que foi apresentado pela secretária, a vereadora Divaneide Basílio sugeriu que a comissão retornasse às escolas para conferir o que já está sendo executado e o que ainda é está na previsão . “Foram apresentadas muitas coisas, mas algumas ainda estão sem previsão. Por isso, precisamos ir in loco saber se essa estruturação das escolas é um projeto, se já está concretizado ou ainda em andamento. Além disso, não dá para pensar na escola inclusiva sem valorização profissional, por isso, é importante discutirmos e acompanharmos o cumprimento do piso dos professores”, defendeu a parlamentar.

  • Sobre ,

    Senado aprova criação de centros de assistência integral ao portador de espectro autista

    O Plenário do Senado aprovou, em votação simbólica, o projeto de lei que obriga a criação, em todas as unidades da Federação, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), de centros de assistência integral à pessoa com transtorno do espectro autista (TEA). Fruto de uma ideia legislativa apresentada pela mãe de um jovem autista, o PLS 169/2018 segue agora para análise da Câmara dos Deputados. O relator foi o senador Fabiano Contarato (Rede-ES), que acolheu quatro emendas.

    — A Constituição determina que a saúde pública é direito de todos e dever do Estado — afirmou Contarato.

    O texto aprovado acrescenta um dispositivo à Lei 12.764, de 2012, para prever que as ações e os serviços que dizem respeito à atenção integral às necessidades de saúde da pessoa com TEA, objetivando o diagnóstico precoce, o atendimento multiprofissional e o acesso a medicamentos e nutrientes serão ofertados pelo SUS em centros de assistência integral. Se virar lei, a determinação entrará em vigor 180 dias após sua publicação no Diário Oficial da União. A Lei 12.764 instituiu a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista.

    Acatada pelo relator, emenda do senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR) acrescenta mais dois dispositivos à Lei 12.764 para incluir a oferta de serviço de acompanhamento psicológico e multidisciplinar especializado aos pais e responsáveis das pessoas com transtorno do espectro autista, tanto no âmbito do SUS quanto da saúde suplementar.

    O autismo é uma condição neuropsiquiátrica. Costuma se manifestar ainda na primeira infância (de zero a seis anos) e comprometer – em graus diversos – o desenvolvimento nas áreas da linguagem, interação social e do comportamento. Não há uma causa isolada, podendo resultar da combinação de fatores genéticos e/ou ambientais. 

    Segundo estimativa da Organização das Nações Unidas (ONU), o autismo afeta cerca de 1% da população mundial, tendo maior incidência sobre pessoas do sexo masculino. Avanços no quadro clínico do autista dependem de intervenção terapêutica precoce, que deve ser individualizada e pode se estender por toda a vida do indivíduo. A meta é habilitá-los a desempenhar atividades cotidianas de modo ativo e independente. 

    Fonte: Agência Senado

  • Sobre

    “Pit Stop da Inclusão” acontece neste sábado em Ponta Negra

    No próximo dia 21, se comemora o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. Em Natal, são muitas as instituições que trabalham com esse público, mas algumas ainda são pouco conhecidas da população. E é para dar visibilidade ao trabalho desenvolvido por essas organizações que neste sábado, 18, haverá o “Pit Stop da Inclusão”, evento que faz parte da programação do Setembro Verde, e acontece nesse sábado, em Ponta Negra. As pessoas que passarem pelo local serão convidadas a conhecerem os trabalhos das instituições e ONGs, e receberão brindes e informativos.

    Entre os presentes no evento, associações e ONGs que militam em prol das pessoas com autismo, síndrome de down, deficiência visual, e doenças raras, entre outras. “Essas lutas são constantes, porque ainda nos falta muito para uma sociedade totalmente inclusiva. Divulgar o nosso trabalho ajuda também para conscientizar a população sobre a importância da inclusão das pessoas com deficiência na sociedade”, explica Adalgisa Figueredo, presidente da MED Microcefalia, associação que reúne pais e mães de cerca de 60 crianças com microcefalia pelo zyka vírus.

    “Essas associações fazem um trabalho louvável, impactando muito positivamente na vida das pessoas com deficiência e suas famílias. E tem gente que nem sabe que elas existem. Nós queremos dar visibilidade, para que as pessoas conheçam e apoiem as causas”, diz o vereador Tércio Tinoco, que durante 6 anos presidiu a Sadef (Sociedade Amigos do Deficiente Físico do RN), que trabalha a inclusão das pessoas com deficiência por meio do esporte.

    SERVIÇO
    PIT STOP DA INCLUSÃO
    Sábado, 18/09 – 8h
    Local: Av. Praia de Ponta Negra, 8812 (em frente ao estacionamento do Praia Shopping)
    Participantes: Adevirn, Adote, Apae, Apoie Epilepsia, Associação de Mucopolissacaridoses e Doenças Raras, Associação dos Pais e Amigos dos Autistas, Associação Mães Corujas Batalhadoras, Associação Paralisia Cerebral, Associação Síndrome de Down, Instituto de Educação e Reabilitação de Cegos, Med Microcefalia, Movimento Independente Pró-Autismo, Neurinho, Sadef e Sociedade dos Cegos

    Apoiadores: Cacau Show, Coloplast, Endocenter, Matersol, Natal Praia Inclusiva, Office Gesso, Vereador Tércio Tinoco