Últimas histórias

  • Sobre ,

    Mossoró: Uern realiza nesta sexta (03) drive thru para testagem de Covid-19

    Visando um retorno seguro às atividades presenciais no novo semestre, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) realizará um drive thru no Campus Central, nesta sexta-feira, 03, para a testagem de Covid-19 em servidores e alunos. A atividade vai ser realizada no pátio das faculdades de Educação e de Direito, a partir das 8h.

    Poderão ser testadas as pessoas que estejam com sintomas gripais há pelo menos 48 horas. A orientação é que, caso teste positivo, o estudante, professor ou técnico administrativo, se cuide e não retorne às atividades.

    Na segunda-feira, 6, dia da volta às aulas, será realizada, no mesmo local, a vacinação contra a Covid-19.

  • Sobre ,

    Unidade Sesc Vacina se instala no Centro de Natal até o dia 1º de julho

    A unidade Móvel Sesc Vacina iniciou seu atendimento, na quarta-feira, 1º, na Avenida Rio Branco, em frente ao restaurante do Serviço Social do Comércio (Sesc RN), com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, e capacidade para aplicar até 150 doses de vacina por dia contra a Covid-19.

    O caminhão permanece no local até o dia 1º de julho, com equipe permanente do Sesc composta por enfermeiro, técnico de enfermagem e atendente, que atua na aplicação da 1ª e 2ª doses e reforços do medicamento, independentemente da localidade onde o cidadão resida, desde que seja maior de 12 anos. Para o cadastro é necessário levar o RG e o cartão de vacina.

    Este será o segundo ponto de imunização da unidade Móvel Sesc Vacina, que começou sua atuação na primeira semana de abril, estacionada no Praia Shopping, em Ponta Negra. A escolha do local acontece em parceria com a Secretaria Municipal de Natal (SMS), que acompanha de perto o avanço da vacinação nos bairros da capital.

    Até o primeiro quadrimestre de 2022, o aplicativo Mais Vacina RN registrava que 9% da população potiguar não tinha tomada a segunda dose da vacina contra a Covid-19, totalizando 266 mil pessoas no estado. No mesmo período, foi detectado que 17,2% da população natalense ainda não tinha tomada a segunda da vacina contra a Covid-19, considerando uma população de 890.480 mil pessoas.

    Pensando em contribuir mais uma vez com ações parceiras com o poder público, o Sistema Fecomércio, por meio do Sesc RN, implantou a unidade Móvel de Vacinas, com o objetivo de levar o imunizante ao maior número de pessoas e aéreas carentes.

    Serviço:

    O que? Unidade móvel Sesc Vacinas na Rio Branco.

    Onde? Sesc Rio Branco.

    Quando? 1º de junho a 1º de julho de 2022

    Atendimento ao público? Segunda-feira às sextas-feiras, das 10h às 18h.

    *Crianças a partir de 12 anos.

  • Sobre ,

    Covid-19: Mossoró inicia aplicação da dose de reforço em adolescentes de 12 a 17 anos

    Seguindo determinação do Ministério da Saúde, a Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), inicia neste sábado (28) a aplicação da terceira dose contra a Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos. O início da imunização com a D3 deste faixa etária foi confirmada pelo coordenador de Imunizações da SMS, Etevaldo Lima.

    “É importante que a população atualize sua situação vacinal, seja ela a segunda dose, terceira dose ou que inicie o esquema. E para o público de 12 a 17 anos é importante que essas medidas também sejam atendidas”, disse o coordenador que explica que diante de um determinado tempo existe uma diminuição da resposta imune desses imunizantes e é de fundamental importância a aplicação da dose de reforço nesta faixa etária também.

    “Com o passar do tempo a resposta imune diminui dos imunizantes dos quais estamos trabalhando. Então é importante que esse público de 12 a 17 anos também venha reforçar seu esquema vacinal, ou seja, não são mais recomendado duas doses, assim como a população adulta, eles passam a necessitar de uma terceira dose para garantir a resposta imune e satisfatória”.

    A recomendação foi divulgada na noite desta sexta-feira (27) pelo órgão federal. Segundo o comunicado do MS, a dose de reforço deve ser aplicada quatro meses após a segunda dose, preferencialmente com a vacina da Pfizer, independentemente da dose aplicada anteriormente.

    Se houver indisponibilidade do imunizante, a Coronavac pode ser usada.  Ainda segundo o Ministério da Saúde, no caso dos adolescentes imunossuprimidos, apenas a vacina da Pfizer deve ser utilizada.

    Neste final de semana haverá dois pontos de vacinação em Mossoró disponibilizados pela Secretaria de Saúde. Na Unidade Básica de Saúde Maria Soares, localizada vizinho a Unidade de Pronto Atendimento do Alto de São Manoel, o horário de vacinação será das 08h às 16h no sábado (28) e domingo (29). Já no Partage Shopping Mossoró a vacinação ocorre das 10h às 18h neste sábado e das 11h às 18h no domingo.

    Estes dois pontos também estão vacinam contra a Influenza e sarampo. Os grupos prioritários para a vacinação da Influenza são pessoas acima de 60 anos; trabalhadores da saúde; gestantes; puérperas; povos indígenas; professores; pessoas com comorbidades; com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo; rodoviário; passageiros urbanos e de longo curso.

    E ainda: trabalhadores portuários; forças de segurança e salvamento; Forças Armadas; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade; adolescentes e jovens em medidas socioeducativas; além de crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade.

    Já os grupos prioritários para a vacinação contra o sarampo são trabalhadores da saúde e crianças na faixa etária de 6 meses a 5 anos de idade. Na vacinação contra a Covid-19, são pessoas acima de 5 anos. São aplicadas primeira, segunda, terceira e quarta doses na campanha de vacinação contra a Covid-19.

  • Sobre , ,

    Brasil decreta fim da emergência por Covid-19 e contraria opinião dos principais cientistas do mundo

    O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou em pronunciamento de rádio e TV, na noite desse domingo (17), o fim da emergência de saúde pública em decorrência da pandemia. Segundo o ministro, o anúncio foi possível por causa da melhora do cenário epidemiológico, da ampla cobertura vacinal e da capacidade de assistência do Sistema Único de Saúde (SUS).

    Ainda segundo o ministro, nos próximos dias será editado um ato normativo sobre a decisão. Queiroga afirmou que a medida não significa o fim da covid-19.

    A decisão do governo brasileiro de decretar o fim da emergência nacional da covid-19 ocorre dias depois de uma reunião na qual os principais cientistas do mundo declararam, de forma unânime, que a pandemia ainda é uma realidade e que não é o momento de falar ainda do fim da emergência internacional. Ela ainda contraria a estratégia de Joe Biden, nos EUA, que acaba de ampliar por mais três meses medidas de controle e uso da máscara.

    Para o Comitê de Emergência da OMS, a covid-19 ainda é “um evento extraordinário que continua a afetar negativamente a saúde das populações em todo o mundo, representa um risco contínuo de propagação internacional e interferência no tráfego internacional, e requer uma resposta internacional coordenada”.

    A decisão significa que, pelo menos pelos próximos três meses, não haverá uma alteração na posição da OMS e que a emergência internacional segue. Liderando mais de 30 especialistas, o presidente do Comitê, Didier Houssin, admitiu durante o encontro que está “preocupado com o crescente cansaço entre as comunidades em todo o mundo em resposta à pandemia e os desafios colocados pela falta de confiança na orientação científica e nos governos”.

    “O SARS-COV-2 continua a causar altos níveis de morbidade e mortalidade, particularmente entre as populações humanas vulneráveis. Neste contexto, o Comitê levantou preocupações de que o uso inadequado de antivirais pode levar ao surgimento de variantes resistentes a drogas”, disse.

    Emergência sanitária 

    O Brasil identificou a primeira contaminação pelo novo coronavírus no final de fevereiro de 2020, enquanto a Europa já registrava centenas de casos de covid-19. No dia 3 de fevereiro de 2020 o ministério declarou a covid-19 como uma emergência de saúde pública de importância nacional..

    A declaração de transmissão comunitária no país veio em março, mês em que também foi registrada a primeira morte pela doença no país. Segundo último balanço, divulgado pelo Ministério da Saúde neste domingo, o Brasil registrou, desde o início da pandemia, 5.337.459 casos de covid-19 e 661.960 mortes. Há 29.227.051 pessoas que se recuperaram da doença, o que representa 96,6% dos infectados. Há ainda 363.607 casos em acompanhamento.

    Com informações da Agência Brasil e UOL/Jamil Chade

  • Sobre ,

    Unidade móvel de vacinação do Sesc inicia atendimentos dia 7 no Praia Shopping

    Um reforço na vacinação contra a Covid-19. O Sistema Fecomércio RN, por meio do Sesc, instala no próximo dia 7 de abril, às 10h30, o Sesc Vacina, unidade móvel de vacinação. Até o dia 6 de maio, a equipe de saúde estará vacinando o público no Praia Shopping. 

    A proposta é atender localidades onde a demanda pela vacinação contra a Covid-19 é reprimida. A iniciativa é uma parceria com a Prefeitura de Natal, via Secretaria Municipal de Saúde, que irá ceder os imunizantes para aplicação no público a partir dos 12 anos de idade. Outro parceiro será a Cril Soluções Ambientais. 

    O público poderá receber a 1ª e 2ª doses e demais doses de reforço, independentemente da localidade que resida. Para o cadastro é necessário levar o RG e o cartão de vacina. 

    De acordo com os dados do portal RN + Vacina, cerca de 82% dos potiguares estão vacinados com a 1ª e 2ª dose, o que corresponde a 2 milhões e 616 pessoas. Porém, no estado ainda temos 220 mil pessoas que estão em atraso para receber a 2ª dose, sendo 58.471 em atraso na capital.  

    Sesc Vacina 

    A unidade móvel do Sesc foi totalmente reformada para a vacinação do público, pois anteriormente funcionava como uma unidade de saúde feminina. A estrutura atual contempla duas profissionais da saúde, uma enfermeira e uma técnica de enfermagem, uma sala de vacina e recepção para espera. A meta diária é realizar a vacinação de 150 pessoas contra a Covid-19. 

    SERVIÇO
    O que? Unidade móvel Sesc Vacinas inicia atendimentos na Zona Sul de Natal.
    Onde? Praia Shopping (em frente ao Moviecom). Av. Engenheiro Roberto Freire, 3132. Natal/RN.
    Quando? 7 de abril (quinta-feira), 10h30.
    Atendimento ao público? Segunda-feira às sextas-feiras, das 10h às 19h. 

  • Sobre

    Empresa é condenada em R$ 438 mil por morte de motorista com Covid-19

    A Vara do Trabalho de Assú (RN) condenou a Expresso Guanabara Ltda. a pagar uma indenização por danos morais, no valor de R$ 438 mil, a familiares e ao espólio do motorista que morreu devido à contaminação pelo vírus da Covid-19.

    A juíza Maria Rita Manzarra de Moura Garcia considerou a contaminação por Covid, no caso, como doença ocupacional, devido à grande probabilidade do motorista ter tido contato com o vírus no serviço.

    De acordo com os familiares, ele trabalhava transportando passageiros entre Natal (RN) e Fortaleza (CE) e foi contaminado no dia 16 de abril de 2021. Sendo hospitalizado, com quadro clínico grave, no dia 25 de abril, vindo a falecer três dias depois, no dia 28.

    O motorista trabalhou nos dias 5 a 9 e 11 a 14 de abril, em percursos com duração de 8 a 9 horas. Isso levou os familiares a concluir que a contaminação ocorreu no período em que ele encontrava-se em serviço, configurando, assim, acidente de trabalho.

    Ainda de acordo com a família, o motorista e um outro empregado, que faleceu de Covid-19 no mesmo período, utilizavam o alojamento da empresa em Fortaleza, tendo os dois compartilhado o dormitório nos dias 8, 13 e 14 de abril.

    A empresa, por sua vez, alegou ausência de culpa e inexistência de nexo causal entre a doença adquirida e o trabalho desenvolvido pelo motorista.

    Afirmou, ainda, que não haveria como presumir eventual contaminação decorrente do trabalho dele, pois se trata de doença pandêmica e comunitária. Por isso, o contágio pode ter ocorrido na família ou em qualquer outro lugar.

    No entanto, a juíza Maria Rita Manzarra de Moura Garcia afirmou em sua decisão, que, em se tratando de contaminação por Covid-19 de trabalhador que desempenha atividade essencial, como é o caso do motorista, que não parou de trabalhar na pandemia, a verificação do nexo causal deve pautar-se no plano da probabilidade.

    Nesse caso, cabe “ao magistrado apurar, no caso concreto, se é possível concluir, com alguma margem de segurança, que a contaminação se deu no ambiente de trabalho”.

    A juíza destacou, ainda, que a atividade exercida pelo motorista “implicava em contato direto com o público, com a realização de longas viagens em veículo fechado, sem ventilação natural (apenas ar condicionado), por oito ou nove horas consecutivas”.

    Para ela, isso implicava em trabalho exposto a fator de risco acima da média, capaz de autorizar a incidência da responsabilidade objetiva, ”dispensando-se a comprovação de conduta culposa por parte do empregador, para a caracterização do seu dever de indenizar”.

    A magistrada acrescentou, ainda, que a empresa não conseguiu demonstrar que, efetivamente, cumpriu todas as medidas de saúde e segurança eficazes e necessárias para prevenir e combater a Covid-19.

    O que, para ela, “culminaria com o reconhecimento do seu dever de indenizar, ainda que adotada a teoria subjetiva (quando o empregador tem culpa direta pelo acidente de trabalho)”.

    As decisões da Justiça do Trabalho são passíveis de recursos, de acordo com a legislação vigente.

  • Sobre ,

    Sesap promove “Dia V de Vacinação” contra a Covid-19 neste sábado (19)

    Neste sábado (19), a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) fará uma grande mobilização para ampliação da vacinação contra a Covid-19 e início da quarta dose em idosos acima de 60 anos. O movimento, chamado “Dia V de Vacinação”, orienta que todos os municípios do Rio Grande do Norte mantenham seus postos de saúde abertos e estimulem a população para concluírem ou iniciarem seu esquema vacinal. 

    Para o Dia V, a Sesap fará a distribuição de 80.603 doses para adultos, sendo 28.420 são para D4. e 13.110 doses da Pfizer pediátrica para crianças de 5 a 11 anos de idade. 

    O início da aplicação da quarta dose para idosos foi pactuada em reunião da Câmara Técnica da Vacina, ocorrida nesta quarta-feira (16). A vacinação será destinada para a população a partir dos 60 anos de idade, utilizando os imunizante da Pfizer, Janssen ou Oxford e deverá será aplicada após quatro meses da terceira dose (D3) de acordo com a disponibilidade do imunizante. 

    “A ampliação da vacinação com a aplicação da quarta dose reforça o decreto afirmado esta semana pelo Estado através das recomendações do Comitê Científico, e garante a proteção da população que mais adoece e agrava com a Covid-19. O mais importante é a consciência das pessoas para que procurem os postos de saúde e assim possamos ter uma maior cobertura”, disse Kelly Lima coordenadora de vigilância em saúde da Sesap. 

    De acordo com o Portal RN +Vacina a faixa etária com menor percentual de cobertura vacinal são as crianças de 5 a 11 anos, com 52% deste público vacinado com a primeira dose, o que representa 177.515 crianças. As crianças totalmente vacinadas com as duas doses representam um percentual de 10% ou 34.656 crianças entre 5 e 11 anos. 

    Na faixa etária de 12 a 17 anos são 277.328 vacinados com uma dose e 214.297 com as duas doses, totalizando 67% deste público. 

    Para a população acima de dezoito anos, o percentual de vacinados com a primeira dose já atinge 92%, entretanto os vacinados com a terceira dose são 1.283.727 de pessoas, ou 48% da população acima dos 18 anos. 

    O total geral com  segunda dose em atraso em todo o RN alcança o número de 228.026  pessoas e mais de 700 mil em atraso com a terceira dose. Com os postos de saúde abertos neste sábado (19), a expectativa da Sesap é diminuir o atraso da segunda e terceira dose e assim iniciar a quarta dose para os idosos.

  • Sobre ,

    Mossoró começa a vacinar idosos com a 4ª dose da vacina contra Covid-19

    Teve início na manhã desta terça-feira (15) em Mossoró a aplicação da 4ª dose da vacina contra a Covid-19 para idosos a partir de 60. O imunizante está sendo liberados para quem tem 60 anos ou mais que tomou a Dose de Reforço (DR) ou (3ª Dose) há quatro meses. Portanto, quem tem 60 anos acima que tomou a 3ª dose até o dia 15 de novembro de 2021 já pode procurar hoje os postos de vacinação para tomar a 4ª dose.

    A vacinação contra a Covid-19 em Mossoró está acontecendo em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), 47 ao todo, e em vários pontos extras durante toda a semana. Nos fins de semana, a vacinação também acontece em Mossoró acontecendo em duas UBSs e mais no Partage Shopping Mossoró.

    Nesta terça-feira (15) a vacinação está acontecendo também no Big Bompreço onde a procura por parte da população está sendo considerada intensa. Segundo a enfermeira Betiza Almeida, em menos de duas horas de vacinação, mais de 50 pessoas já haviam sendo vacinadas.

    No Big Bompreço, ponto extra, a vacinação teve início às 8h e se estenderá até às 16h. A enfermeira Betiza destacou que a maior procura no local é pela 3ª e 4ª doses. “A vacinação aqui hoje está muito intensa, estão sendo muito procuradas a 3ª e a 4ª dose que iniciamos hoje para os idosos a partir de 60 anos”, explicou.

    Foto: Wilson Moreno (Secom/PMM)

  • Sobre ,

    COVID: Governo do RN libera o uso de máscara ao ar livre

    Enquanto a China se vê às voltas com o maior surto de Covid dos últimos dois anos, o Brasil relaxa nas medidas protetivas. O Governo do Estado do Rio Grande do Norte editou decreto com novas medidas de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus tornando o uso de máscaras de proteção facial em ambientes abertos, permanecendo em vigor a obrigatoriedade em espaços fechados ou de grande aglomeração de pessoas, a exemplo de veículos de transporte de passageiros.

    O decreto também prevê ações governamentais a serem adotadas pelo Estado e recomendadas aos municípios, como a busca ativa da população não vacinada ou em desconformidade com o calendário de imunização; o início da campanha de vacinação da D4 para idosos; o estímulo, no âmbito da educação básica, para que pais e responsáveis vacinem as crianças e os adolescentes; o reforço às campanhas de divulgação da atual situação pandêmica. 

    Permanece em vigor a obrigatoriedade de comprovação do esquema vacinal em conformidade com o calendário de imunização, nos termos do Decreto Estadual nº 30.940, de 30 de setembro de 2021, bem como nos segmentos de alimentação, como em bares e restaurantes, bem como centros comerciais, galerias e shopping centers que utilizem sistema artificial de circulação de ar. Estão dispensados da exigência de comprovação do esquema vacinal tão somente os eventos e estabelecimentos em locais abertos, com ventilação natural e limitados a 100 pessoas. 

    O novo decreto passa a vigorar a partir de hoje, 15 de março de 2022, e terá vigência até o próximo dia 31 de março.

    Dados da Covid-19 em 14 de março de 2022

    Casos Notificados e Confirmados nas últimas 24 horas: 08

    00 Óbitos confirmados ocorridos nas últimas 24 horas 

    Casos Confirmados: 484.840

    Casos Suspeitos: 730

    Casos Descartados: 916.358

    Casos Recuperados: 472.510

    Casos em acompanhamento: 4.230

    ÓBITOS:

    Óbitos Confirmados para Covid-19: 8.100

    Óbitos Suspeitos: 1.573

    Óbitos descartados para COVID-19: 1.119

    DADOS DA VACINAÇÃO NO RN

    Hoje, o estado do Rio Grande do Norte tem 227,017 pessoas com a segunda dose em atraso. Vacinadas com a primeira dose ou dose única são 2.914.230 pessoas, o que representa 91% da população. São 2.551.900 pessoas totalmente vacinadas, ou seja, com a segunda dose, 80% da população. Com a dose de reforço (D3), são 1.257.175 pessoas, o que representa 39% da população geral.

  • Sobre

    Mossoró celebra 170 anos de emancipação política e faz homenagem às vítimas da Covid-19

    A Prefeitura Municipal de Mossoró realizará nesta terça-feira (15), a partir das 8h, solenidade em alusão aos 170 anos de emancipação política de Mossoró. O momento, que acontecerá no Palácio da Resistência, contará com homenagem aos mossoroenses vítimas da Covid-19.

    A solenidade será comandada pelo prefeito Allyson Bezerra e terá a presença de secretários municipais e servidores do município, bem como de familiares de vítimas da pandemia.

    No início do evento, haverá hasteamento das bandeiras e em seguida será feita a homenagem às vítimas da Covid-19.

    Solenidade em alusão aos 170 anos de emancipação política de Mossoró

    Quando: Terça-feira, 15 de março
    Horário: 8h
    Local: Palácio da Resistência

    Foto: Allan Phablo – PMM

  • Sobre ,

    Governo do RN anuncia liberação do uso de máscaras em locais abertos a partir de 16 de março

    O governo do Rio Grande do Norte vai suspender a obrigatoriedade de uso de máscaras em locais abertos a partir do próximo dia 16 de março, segundo confirmou o secretário de Saúde do estado, Cipriano Maia nesta terça-feira (8).

    De acordo com ele, o governo vai seguir uma recomendação feita pelo comitê científico, para início da flexibilização do uso de máscaras no estado, que é obrigatória desde maio de 2020. 

    Ainda de acordo com o secretário, as pessoas ainda deverão usar máscaras nesses ambientes em caso de aglomeração. “Se você aglomera com muitas pessoas perto uma da outra, deve usar máscara”, ponderou.

    Por enquanto, o uso da máscara continuará sendo exigido em locais fechados. Além disso, o governo vai manter o decreto que determina a exigência de passaporte vacinal para entrada em estabelecimentos – a medida não vem sendo seguida em Natal, porque a prefeitura publicou um decreto contrário.

    “O comitê analisou todo o cenário, que é bastante confortável do ponto de vista da pandemia, com redução de casos e da procura por leitos, portanto possibilita que a gente comece a flexibilização do convívio social. Mas queremos destacar que a exigência do passaporte vacinal continua, que precisamos avançar na vacinação, seja de pessoas que ainda não foram convencidas da importância da vacinação, seja das pessoas que não procuraram os postos de saúde para tomar a dose de reforço, ou dos jovens, onde a gente também precisa aumentar a cobertura”, disse.

    Cipriano ainda afirmou que as empresas e a população deverão manter os serviços de vigilância, com atenção às pessoas com sintomas da Covid-19, que precisarão continuar mantendo isolamento e o uso de máscara.

    O decreto atual que determina a exigência de passaporte vacinal e o uso de máscaras está em vigência até o dia 16, portanto o secretário afirmou que o novo decreto com a liberação deverá ser publicado na véspera.

    Situação da pandemia

    A taxa de transmissibilidade da Covid atingiu o menor patamar no Rio Grande do Norte desde o início da pandemia no início de março, segundo apontou o Laboratório de Inovação em Saúde da UFRN (LAIS), que monitora os dados da pandemia no estado em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

    De acordo com o laboratório, entre os dias 1 e 2 de março, a taxa de transmissibilidade (Rt) chegou a 0,40. Quando a taxa está abaixo de 1, significa que o cenário é considerado seguro em relação à transmissão da doença, já que o número significa que uma pessoa teria a capacidade de transmitir a doença também para uma pessoa e não mais que isso.

    O secretário de saúde atribuiu a situação atual da pandemia no estado à vacinação da população. “A vacina já se mostrou segura, tanto que os números estão muito claros nesse período, onde as pessoas com a vacina tiveram menos casos de graves e de internação, então isso precisa ser compreendido pela população”, completou.

    Segundo o governo, 91% da população apta a iniciar a vacinação contra a Covid-19 tomou a primeira dose. Na população com mais de 18 anos, 86% do público tomou a segunda dose, mas apenas 44% voltou para a dose de reforço. No caso dos adolescentes, 65% voltaram para segunda dose.

    Do G1RN

  • Sobre ,

    Todas as salas de vacinação da capital passam a vacinar o público infantil e adulto

    Com a chegada de novas doses de vacina contra a Covid-19 e o retorno das aulas, a vacinação infantil para o público a partir dos 5 anos, fica disponível em todas as salas de vacinação da capital que funcionam de segunda a sexta, das 8h às 15h com intervalo de uma hora para almoço. Além disso, o Ginásio Nélio Dias também passou a vacinar crianças a partir dos 6 anos com o imunizante Coronavac, de segunda a sexta, das 8h às 16h e aos sábados das 8h às 12h.

    O ponto extra de vacinação, localizado na Ferreira Costa, que funciona apenas neste mês de fevereiro, está vacinando crianças a partir de 6 anos com a Coronavac, no período de terça a sábado das 8h às 18h, com intervalo de uma hora para almoço.

    Os pontos extras do Partage Norte Shopping, Midway e Via Direta estão vacinando crianças a partir de 05 anos, (Pfizer pediátrica e Coronavac) e também o público adulto.

    Todos os pontos extras, assim como as salas de vacinação, além do público infantil também estão vacinando o público adulto.

    Para agilizar o processo de vacinação e evitar longas esperas na fila é importante que seja feito antecipadamente o cadastro no RN Mais Vacinas  https://rnmaisvacina.lais.ufrn.br/cidadao/.

    Todas as informações da vacinação em Natal podem ser acessadas através do site https://vacina.natal.rn.gov.br/.

Carregar...
Congratulations. You've reached the end of the internet.