Últimas histórias

  • Sobre

    Bombeiros orientam banhistas sobre como evitar afogamentos

    A alta temporada de verão chegou e com ela os turistas lotam as praias e lagoas do Rio Grande do Norte. É nesta época do ano que é registrado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do RN (CBMRN) o maior número de orientações, advertências e salvamentos aquáticos. Durante quase todo o ano, de janeiro a novembro, por exemplo, o Grupamento de Busca e Salvamento Aquático do CBMRN (GBS) contabilizou 28.500 orientações, 12.400 advertências e 157 salvamentos aquáticos.

    Para garantir a segurança e minimizar acidentes, o Corpo de Bombeiros realiza ações educativas e atua tanto na prevenção como na prestação do socorro em caso de afogamento. Porém, de acordo com o major Roberto Oliveira, Comandante do GBS, para apreciar o verão de forma tranquila e segura, são necessários alguns cuidados, como o não uso de bebidas alcoólicas, por exemplo. “O uso de bebida alcoólica aparece com destaque entre as causas de afogamento. Ela nunca deve ser ingerida em abuso. Infelizmente temos muitos casos de afogamento em decorrência do álcool”, disse.

    Quando a pauta são as crianças, todo o cuidado é pouco. “Qualquer descuido pode ser fatal. Os pais devem manter os olhos 100% em seus filhos e ‘abdicar’ do seu próprio lazer, pois um afogamento pode acontecer em questão de segundos”, completou o major Roberto Oliveira.

    Entre as demais recomendações, o major lembrou também sobre o uso do protetor solar, que deve estar sempre presente entre os itens mais importantes na hora de se expor ao sol. “Existem frequentes casos de insolação, orientamos que o protetor seja usado de maneira abusiva”, ressaltou.

    Sinalizações

    As bandeiras vermelhas espalhadas pela extensão de areia das praias servem de orientação aos banhistas, informando sobre a condição daquele ponto no mar. A vermelha representa perigo de banho naquele local.

    Operação Verão e Praia Segura

    Para intensificar as ações educativas no objetivo de prevenir o afogamento e desaparecimento de crianças, a Corporação e vários órgãos públicos lançarão em janeiro, a ‘Campanha Praia Segura 2022’, que está inserida no cronograma da ‘Operação Verão’. Entre as ações que estão sendo ofertadas, destaque para a distribuição de pulseiras de identificação para crianças, em que se pode colocar o nome completo e o número de telefone do responsável para facilitar a localização em uma eventual perda.

  • Sobre , ,

    Projeto da UFRN e MTUR abre seleção de municípios para ações de turismo e gestão das orlas

    O projeto Brasil, essa é nossa praia, parceria entre a UFRN e o Ministério do Turismo (MTUR), recebe, até o próximo dia 8 de novembro, inscrições de municípios banhados por águas federais, tanto costeiras quanto lacustres, fluviais ou estuarinas, que estejam inseridos no Mapa do Ministério pertencentes às categorias A, B ou C. Todas as normas da seleção foram publicadas no edital disponível neste link.

    A ação deve selecionar nove municípios brasileiros e tem como objetivo geral orientar destinos turísticos quanto à implementação de ações de gestão responsável, incentivando a adoção de boas práticas em sustentabilidade por gestores públicos, comunidade local e turistas. Entre as ações específicas, o projeto deve prestar assessoria técnica na revisão e/ou elaboração de Planos de Gestão Integrada da Orla (PGIs) nos destinos turísticos selecionados, criando condições para que mais destinos turísticos de praia façam a adesão à política nacional do Projeto Orla.

    Para Leilianne Barreto, coordenadora do projeto e professora do Departamento de Turismo (Detur/UFRN), a ação deve contribuir em um avanço para que as orlas passem a ser geridas pelos municípios. “Muitos deles têm dificuldades para aderir ao Projeto Orla, por falta de uma equipe especializada, e nós, enquanto Universidade e com uma equipe qualificada, vamos dar apoio a esses municípios para que possam conquistar essa adesão, incentivando a adoção de boas práticas em sustentabilidade por gestores públicos, comunidade local e turistas”, destaca.

    O projeto será realizado de dezembro deste ano a dezembro de 2022 com atividades como: oficina virtual de capacitação sobre a metodologia do Projeto Orla para os gestores dos municípios; contratação de facilitador do Projeto Orla para elaboração do Plano de Gestão Integrada (PGI) nos municípios; acompanhamento das oficinas do Projeto Orla, do processo de elaboração do PGI e da institucionalização do Comitê Gestor da Orla no município; curso em formato EaD sobre a gestão sustentável do turismo, voltado para gestores públicos e privados; e encontro nacional de gestores dos municípios selecionados para troca de experiências, discussão e compartilhamento de boas práticas entre os municípios.

    Os resultados e toda a documentação do projeto estão disponíveis no site do Programa de Pós-Graduação em Turismo. Dúvidas ou informações podem ser consultadas pelo e-mail brasilnossapraia@gmail.com.