Últimas histórias

  • Sobre

    Exposição exibe diversidade modernista

    Nesta segunda-feira (16), a partir das 9h, a historiadora negra e artista visual, Rosina de Oliveira Ferreira, abre pela primeira vez ao público a exposição “Ros’arte Flutuante”, na Galeria Newton Navarro, localizada na Fundação José Augusto (na Rua Jundiaí, nº 641, Tirol). As obras retratadas pela artista trazem uma diversidade de elementos do modernismo brasileiro e europeu, por meio de releituras desde Tarsila do Amaral, Candido Portinari até Pablo Picasso. 

    Rosina Ferreira, natural de Jacobina, município baiano, mora há seis anos em Natal. Licenciada em História pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Foi em 2020, no auge da pandemia de Covid-19, que a baiana começou seu contato com a pintura sobre tela com o intuito de elaborar melhor seus sentimentos diante do isolamento, buscando na pintura uma forma prazerosa de passar o tempo. Foi durante o contato com as artes visuais, inicialmente de forma despretensiosa, que a historiadora se descobriu o novo ofício. 

    A exposição “Ros’arte Flutante” segue até o dia 16 de junho na Fundação José Augusto, das 8h às 17h, com entrada franca. 

  • Sobre ,

    Exposição “A arte bruta e naif de Iaperi Araújo” começa hoje (29) na Pinacoteca do Estado

    A exposição de pinturas “A arte bruta e naif de Iaperi Araújo” tem vernissage nesta quarta-feira, 29, a partir das 19h, na Pinacoteca do Estado.

    Presidente do Conselho Estadual de Cultura do RN, Iaperi Araújo é desenhista, médico, artista plástico, crítico de arte, poeta e pintor.

    No início, seus trabalhos focalizavam temas e costumes do Nordeste, retratando as festas do povo, suas fantasias e alegorias. Posteriormente, ligou-se aos movimentos vanguardistas do Rio Grande do Norte. Participou do movimento de renovação das artes plásticas do RN a partir da década de 60 integrando o grupo dos Novissimos com Carlos José, Dailor Varela, Marcos Silva, Walter Varela, Marcos Sá e Olavo Medeiros.

    Pintor naif realizou mais de 40 exposições individuais e cerca de 700 exposições coletivas a partir de 1963 na Galeria de Artes da Prefeitura na praça André de Albuquerque. Foi premiado em Salões do Estado e nacionais, sendo inclusive destaque da Bienal Naif de Piracicaba em 1994 no módulo “Mestres do Brasil”.

    A exposição “A arte bruta e naif de Iaperi Araújo” fica na Pinacoteca até o dia 31 de janeiro.

  • Sobre ,

    “Isaura Amélia: Coleção de Arte” será lançado hoje (14) em Mossoró

    A Sociedade Amigos da Pinacoteca e a professora Isaura Amélia, ex-secretária de cultura de Mossoró e ex-diretora da Fundação José Augusto, lançam nesta terça-feira, 14, em Mossoró o livro “Isaura Amélia: Coleção de Arte”.

    A obra, que conta com a organização geral de Antônio Marques e Márcio de Lima Dantas, é, segundo Isaura, “uma pequena amostra das obras de arte que eu tenho adquirido ao longo dos últimos 25 anos, obras dos próprios artistas, compradas em leilão e que venho fazendo esse acervo que hoje alcança mais de 2 mil obras, é um recorte das artes plásticas do RN”.

    O livro, num belíssimo projeto gráfico, tem 400 páginas em policromia, com todos os quadros fotografados e textos sobre os artistas plásticos potiguares.

    O lançamento de “Isaura Amélia: Coleção de Arte” será na Casa Guaxinim, a partir das 19h.

  • Sobre , ,

    Pinacoteca do Estado reabre neste sábado (04) com artes visuais e música

    Com artes visuais e música a cultura potiguar terá de volta neste sábado (04), restaurado, o prédio da Pinacoteca do Estado, localizado no bairro da Cidade Alta, em Natal. O equipamento cultural, administrado pela Fundação José Augusto (FJA) que reúne a mais relevante produção potiguar de artes plásticas foi recuperado pelo Governo do RN com recursos de R$ 6,4 milhões através do Governo Cidadão e Secretaria Estadual de Turismo (Setur), via acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

    Para marcar a retomada do equipamento, a Fundação José Augusto (FJA), reapresenta o espaço para o público com uma exposição do acervo da Pinacoteca composto por cerca de trinta obras de artistas históricos como Newton Navarro, Maria do Santíssimo, Abraham Palatinick, Dorian Gray Caldas, Zaíra Caldas, além de artistas jovens convidados que ficará em cartaz até de abril de 2022. E, a partir das 17h, em palco armado em frente ao prédio, nas proximidades da Praça 7 de Setembro, haverá um show com as bandas Skarimbó, Luísa e os Alquimistas e a Cordel do Fogo Encantado que retorna às atividades nesta apresentação.

    A Pinacoteca do Estado abriga peças que traçam uma panorâmica da pintura no Rio Grande do Norte com nomes como Thomé, Newton Navarro e Dorian Gray. Também é conhecida como Palácio Potengi, por ter sido sede do Governo por um período de quase cem anos.
    A curadoria é assinada por Sofia Bauchwitz, Sanzia Pinheiro e Diego Souza, sob a coordenação do artista visual João Natal.


  • Sobre , ,

    Salões Cores do Interior e Dorian Gray abrem suas portas para as artes plásticas do RN

    Pinturas, esculturas, fotografias, desenhos e instalações. Começa nesta quarta-feira, 29, em Mossoró o maior encontro de artes plásticas do Rio Grande do Norte. O Festival Cores do Interior e VI Salão Dorian Gray abrem suas portas às 17h no Teatro Lauro Monte Filho.

    Mostra diversa e abrangente do que se produz em terras potiguares, os Salões levam ao público obras de 180 artistas de todas as regiões do Estado.  Muitas das obras participantes estarão disponíveis para comercialização diretamente com os artistas que a produziram. Haverá também o lançamento de um catálogo com as obras expostas.

    Destinada a todos, sem cobrança de ingressos, mas obedecendo aos protocolos de prevenção da Covid e higiene adotados pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde, a visitação vai até o dia 15 de outubro e ocorre em horários e dias alternados para evitar aglomerações. Às terças e quartas, durante a manhã, as exposições podem ser visitadas das 8h30 às 12h. Já no período da tarde, nas quintas e sextas, o horário é das 15h às 18h.

    Nesta edição, o Festival resgata e homenageia o potiguar Antônio Roseno de Lima. Quase desconhecido no Rio Grande do Norte, o artista plástico e fotógrafo nascido no município de Alexandria (1926 +1998) trabalhou e faleceu em São Paulo, e é tema de estudo e de publicações do Prof. Geraldo Porto, da UNICAMP. Sua obra integra  acervos dos museus de arte bruta na Europa.

    O Festival Cores do Interior é uma iniciativa da Sociedade dos Amigos da Pinacoteca Potiguar (SAPP) e conta com o apoio da Lei Aldir Blanc – Governo Federal, Ministério do Turismo e Secretaria de Cultura, Governo do RN – Fundação José Augusto.

    SERVIÇO

    Festival Cores do Interior e VI Salão Dorian Gray

    De 29 a 15 de outubro no Teatro Lauro Monte Filho – Mossoró

    Visitação:

    Terças e quartas – 8h30 às 12h.

    Quintas e sextas – 15h às 18h.

    Entrada gratuita