Últimas histórias

  • Sobre , ,

    VII Festival Internacional de Violão da Escola de Música da UFRN começa dia 17

    A Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EMUFRN) realizará o VII Festival Internacional de Violão de Natal entre os dias 17 a 20 de agosto. O evento pretende trazer violonistas, concertistas e pesquisadores para proporcionar uma troca cultural aos alunos e ao público em geral. Serão promovidos concertos, masterclasses, cursos e palestras. A inscrição pode ser realizada aqui.

    O Festival Internacional de Violão surgiu a partir de um evento da UFRN, em 1998, sendo o primeiro festival internacional de música em Natal. Foram trazidos artistas e professores de diversas áreas da música, como instrumento e canto, teoria da música, onde houve muitos concertos, montagem de ópera, lançamentos de livros, pesquisas etc. 

    Com o passar dos anos, houve uma tendência por parte dos professores da EMUFRN de realizar festivais menores, específicos para cada instrumento, uma vez que dá mais visibilidade a um instrumento específico e, com isso, demanda envolvimento menor de pessoas na organização do que ao se realizar um evento de grande porte. Foi a partir daí que surgiu o Festival Internacional de Violão, que agora chega na sua sétima edição.

    Dentro da programação, também acontecerá o 3º Concurso de Violão Amaro Siqueira, com a participação de violonistas de diversas regiões do Brasil e do exterior. Também acontecerá a 1ª edição do Encontro de Música de Câmera com violão, quando haverá apresentação de vários grupos da UFRN e de outras instituições, além de aulas específicas.

    O nome do concurso Amaro Siqueira (1908-1970) é uma homenagem ao potiguar de Areia Branca, que deixou uma considerável obra escrita para violão. Ele foi o primeiro professor da EMUFRN e foi sucedido pelo seu filho, o professor Fidja Siqueira, hoje aposentado. O professor Eugênio Lima de Souza, coordenador do evento, conta que foi aluno dele.  “O concurso é uma maneira de divulgar sua obra e também de incentivar jovens estudantes de todo o Brasil e do mundo a conhecer e estudar a contribuição de Amaro Siqueira”, explica. 

    A novidade do evento de 2022 é que haverá um Encontro de Música de Câmera, com violão. “Teremos a participação de duos, trios e quartetos de violão e também em formação com outros instrumentos de cordas, sopros e canto.  É uma forma de incentivar o desenvolvimento dos alunos. Assim, fazemos a integração entre o ensino, pesquisa e extensão, que são três pilares da Universidade”, comenta Eugênio.