Últimas histórias

  • Sobre ,

    Antônio Francisco é registrado Patrimônio Vivo do Rio Grande do Norte

    A comissão julgadora do Registro do Patrimônio Vivo (RPV), promovido pelo Governo do Estado, através da Fundação José Augusto, selecionou na última sexta-feira (22) dois mestres individuais da Cultura Popular Tradicional e três grupos folclóricos potiguares para o recebimento de bolsas vitalícias mensais do edital. A ata da reunião com a decisão está publicada no Diário Oficial do Estado no ultimo sábado (23).

    Foram escolhidos o poeta cordelista Antônio Francisco Teixeira de Melo (Antônio Francisco) e a mestra de Boi-de-Reis Dona Iza para o recebimento de benefícios individuais. Os grupos folclóricos Araruna, sediado no Bairro das Rocas na cidade de Natal, Boi Pintadinho, sediado em São Gonçalo – RN e a Associação das Rendeiras de Bilros da Vila de Ponta Negra, sediada em Natal – RN foram contemplados na categoria de Pessoa Jurídica.

    Comissão

    Participaram da comissão julgadora o Presidente do Conselho Estadual de Cultura Iaperi Araujo, a professora Josileide Oliveira, representante da Secretaria de Educação; o folclorista Gutemberg Costa e o presidente da Comissão Nacional do Folclore Severino Vicente, além do Diretor-Geral da FJA Crispiniano Neto e do coordenador do Edital Max Medeiros.

    O concurso para a inscrição no RPV-RN contempla mestres e grupos folclóricos com significativa importância para a cultura tradicional e popular norte-rio-grandense, implicando na concessão de bolsas de incentivo financeiro por parte do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Fundação José Augusto (FJA). 

    Transmissão de conhecimento

    O RPV-RN visa estimular e proteger iniciativas que contribuem para o desenvolvimento sociocultural e profissional dos mestres e mestras de notório saber, autores, autoras, artistas, grupos e entidades da Cultura Popular e Tradicional do Estado do Rio Grande do Norte, almejando a transmissão de conhecimentos e técnicas para alunos ou aprendizes, através de programas de ensino e aprendizagem apoiados ou executados direta ou indiretamente pela Fundação José Augusto.

    As bolsas de incentivo financeiro serão destinadas às pessoas naturais ou jurídicas que tenham alcançado um estágio de reconhecida capacidade profissional ou institucional, escolhidas em decorrência de processo de seleção pública, que levará em consideração as justificativas, os currículos dos candidatos, o mérito e a qualidade dos trabalhos executados pelos postulantes ao RPV-RN.

  • Sobre

    Programa “Mossoró Verde” pretende plantar 25 mil árvores por ano

    Melhorar a arborização e proporcionar um bem-estar climático e ambiental. Esse é o objetivo do programa “Mossoró Verde”, lançado na tarde dessa quinta-feira, 23, no Parque Municipal Maurício de Oliveira.

    A iniciativa da Prefeitura de Mossoró prevê a produção de 25 mil mudas por ano e distribuição de 10 mil mudas por ano à população, além da ocupação de áreas verdes por toda a cidade. As ações serão executadas em parceria com as secretarias municipais, dentre elas: plantio de mudas em praças, canteiros centrais, unidades básicas de saúde, escolas e outros equipamentos municipais.

    São ações que visam gerar melhorias na qualidade de vida da população. “Nós vamos realizar um trabalho para arborização de Mossoró que envolve a produção e distribuição de mudas para beneficiar toda a população. Além de arborizar os nossos equipamentos públicos, as pessoas ainda vão participar do processo, contribuindo, nos ajudando, levando para a sua casa uma muda para também fomentar o desenvolvimento. Nós estamos apresentando também o “Amigo Verde”, uma iniciativa onde as pessoas irão ser parceiras, cuidando de praças, árvores em canteiros.”, explicou Allyson Bezerra, prefeito de Mossoró.

    O programa “Mossoró Verde” irá dotar em até 4 anos os canteiros centrais de vegetação nativa. “Nós vamos trabalhar com as seguintes frentes: produção, distribuição, plantio e zona rural. Nossa intenção é arborizar campo e cidade. Uma cidade mais arborizada promove melhorias na qualidade de vida e ainda a preservação da biodiversidade como um todo. A cidade mais arborizada vai ser importante para mitigar os efeitos das mudanças climáticas”, frisou Zildenice Guedes, gerente de Educação Ambiental.

    A solenidade de lançamento contou com a presença do prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, vereadores, representantes de universidades, entidades, instituições públicas e privadas, servidores do município e visitantes do Parque Maurício de Oliveira.  Na ocasião, ainda foi promovido plantio de mudas e apresentação cultural do poeta Antônio Francisco, destacando as nossas potencialidades naturais por meio de sua arte.