Últimas histórias

  • Sobre ,

    50% de jovens no RN já receberam duas doses da vacina contra a Covid-19

    A vacinação contra a Covid-19 entre os adolescentes de 12 a 17 anos no Rio Grande do Norte alcançou metade do grupo com as duas doses do imunizante. 

    São pouco mais de 159 mil jovens potiguares que completaram seu esquema de proteção, de acordo com a plataforma RN+ Vacina. No total, mais de 419 mil doses já foram aplicadas, chegando a 81% do público-alvo, que é de aproximadamente 318 mil pessoas nos 167 municípios. 

    A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) alerta, no entanto, para o quantitativo de doses em atraso, que passa dos 47 mil adolescentes. “Cada vez mais a campanha de imunização avança e é importante ir alcançando esses patamares de imunização. Porém, não podemos perder de vista a necessidade de tomar a segunda dose. A vacinação é uma estratégia de proteção coletiva, precisa que todos façam sua parte”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia. 

    O quantitativo de 50% dos jovens com duas doses foi alcançado após cinco meses de campanha. A vacinação iniciou-se, com intercorrências e poucas doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, pelas adolescentes grávidas, passando aos jovens com comorbidades ou deficiência permanente, para depois ser liberada para todos entre 12 e 17 anos. 

    ADULTOS
    Entre os moradores do RN acima dos 18 anos, a cobertura de vacinação contra a Covid-19 já chegou a 91% com a primeira dose e 83% com a segunda dose. A dose de reforço, que está liberada apenas para os adultos, ultrapassou os 21% do público-alvo no início deste mês. 

    Ao olhar para a população geral, os percentuais de aplicação das vacinas no estado estão em 84% para a primeira dose e 75% para as duas doses. 

    CRIANÇAS
    A Sesap aguarda a sinalização do Ministério da Saúde com relação ao envio das doses para o público das crianças entre 5 e 11 anos. A Comissão Comissões Intergestores Bipartite, que reúne a representação da Sesap e dos municípios, aprovou de forma unânime que a vacinação de crianças contra a Covid-19 no RN não terá exigência de laudo médico e/ou autorização de pediatra. 

    A logística para a operação da vacina nas crianças será a mesma mantida pela Sesap, em parceria com a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), desde o início da campanha, há cerca de um ano, com a distribuição das doses em menos de 24h após a chegada do carregamento ao estado.

  • Sobre ,

    Prefeitura de Natal inicia vacinação nas escolas para estudantes 12+

    Para ampliar a imunização dos estudantes da Rede Municipal de Ensino, a Prefeitura do Natal, por meio Secretaria Municipal de Educação (SME) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), iniciou esta semana a vacinação contra a Covid-19 nas escolas de Ensino Fundamental, contemplando os estudantes na faixa-etária a partir dos 12 anos. A campanha de vacinação começou segunda-feira pelas escolas municipais Monsenhor José Alves Landim e Professora Maria Madalena Xavier de Andrade, ambas no bairro Potengi, Zona Norte.

    Na terça-feira (23), aconteceu a vacinação na E. M. Professor Ulisses de Góis (Nova Descoberta) e na E.M. Professor Luiz Maranhão Filho (Cidade Nova). Já na quarta-feira (24), a vacinação acontece na E.M. Professora Maria Alexandrina Sampaio (Pajuçara). O cronograma será divulgado no início de cada semana. A secretária adjunta de Gestão Pedagógica da SME, professora Naire Capistrano, explica que o processo de vacinação nas escolas municipais de Natal é mais uma estratégia para avançar na imunização de adolescentes com idade a partir dos 12 anos.

     “A escola encaminhou para os pais um termo de responsabilidade, e nesse processo, a família autoriza os filhos receberem a vacina contra o vírus. Temos também a opção dos pais ou responsáveis acompanharem o estudante no dia da vacinação. A vacinação acontece na própria unidade de ensino, aplicada pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde de Natal”, afirmou a professora Naire Capistrano.

    A iniciativa da vacinação nas escolas surgiu porque o número de vacinados nessa faixa etária, tem sido baixa, com a procura pequena nos pontos de vacinação da cidade.  “Promovemos uma reunião com os diretores das escolas para sensibilizar e explicar como seria o processo de vacinação, pois nosso objetivo é tornar a escola um lugar ainda mais seguro”, finalizou a adjunta da SME.  

    A aluna do 9º ano, Sabrina Kimbelly de Souza Alves Tavares (14 anos), da E. M. Monsenhor José Alves Landim comemorou a imunização. “Estou muito feliz com a minha vacinação. Agora me sinto mais protegida, não só a mim, mas a todos em minha volta”, disse. Da mesma escola, Samara Silva de Souza (13 anos), aluna do 7° ano, falou: “essa vacina é uma oportunidade única, pois nunca tinha tomado uma vacina para uma doença tão grave. Estou muito feliz de verdade pela oportunidade”.

    Para a gestora pedagógica da E. M. Monsenhor José Alves Landim, Kárita de Oliveira Ciríaco, a ação de vacinação nas escolas representa um momento de grande importância. “A parceria das secretarias de Educação e Saúde vai trazer benefícios para a escola, em relação a proteção (vacinação) dos alunos, como também para a proteção de toda a equipe da unidade de ensino, aos pais, avós e família desses jovens. A vacinação para os alunos beneficiará toda à família, e com isso, a gente se sente mais segura em realizar o atendimento presencial para 100% dos estudantes”.   

    Quem também estava contente e ansioso para receber o imunizante era o aluno do 7º ano, Sérgio Augusto Ferreira Cruz (13 anos), da E. M. Professora Madalena Xavier de Andrade. “A vacina contra a Covid-19 é muito importante para a nossa sobrevivência e voltarmos a vida ao normal, poder brincar novamente com os meus amigos, passear, visitar a família”, afirmou esperançoso. Da mesma escola, idade e turma, Luciano Ribeiro da Silva, disse: “acho muito bom poder tomar a vacina, a gente estava precisando se imunizar, para podermos em breve nos abraçar, brincar e se divertir. Estou muito feliz!”.

    “Ficamos extremamente felizes pelo fato da SME-Natal disponibilizar esse formato, possibilitando aos alunos que ainda não foram vacinados ter esse momento na própria escola. Essa ação possibilita ainda mais avançar o número de vacinados, já que estes alunos se deslocam para escola diariamente. Nossa instituição de ensino vem se preparando desde a semana passada, com orientações a respeito dessa vacinação que vem ocorrendo. Trabalhamos junto aos alunos e família sobre a importância da vacinação, da proteção, não somente ao aluno, como também a família, já que esse aluno retorna para o seu lar”, ressaltou o gestor pedagógico Adilson Alves Bezerra, da E. M. Professor Luiz Maranhão Filho.

  • Sobre , , ,

    Vacine seu filho

    Chegou a vez dos adolescentes serem vacinados e a mãe aqui está transbordando emoção e esperança de que a vacina chegue para todos e que consigamos sair deste pesadelo em que vivemos desde o ano passado.

    O garoto da foto é o meu filho João, que tem 13 anos e foi vacinado hoje.

    Antes que alguém pergunte qual foi a vacina, respondo: a que tinha. Porque vacina boa é a no braço. Ou na bunda, vá lá! Vacine seu filho. Vacinas salvam vidas.

    #VivaoSUS

  • Sobre ,

    Natal amplia públicos de vacinação contra Covid-19

    A Prefeitura do Natal ampliou os públicos aptos a receber a segunda dose dos imunobiológicos de Oxford e Pfizer nesta quarta-feira (22). Aqueles que receberam a primeira dose do imunizante de Oxford até 17 de julho, além de quem recebeu a D1 de Pfizer até 06 de agosto, vão poder buscar qualquer ponto de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS/Natal) para concluir o esquema vacinal com a segunda dose.

    Os adolescentes sem comorbidades de 15 anos e mais vão poder iniciar o esquema vacinal, também nesta quarta (22), em qualquer ponto de imunização, acompanhados dos pais ou representantes legais. Esse público deve realizar o cadastro prévio no RN+Vacina através do cadastro de seus responsáveis na plataforma.

    “Lembramos que os demais públicos já contemplados anteriormente, a exemplo de pessoas com comorbidades ou deficientes com 12 anos e mais, também podem buscar um ponto vacinal para receber a primeira dose dos imunizantes com a documentação exigida”, enfatiza o secretário de Saúde de Natal, George Antunes.

    Todas as informações oficiais com públicos em vacinação, documentação, dúvidas frequentes e locais de vacinação podem ser conferidas em vacina.natal.rn.gov.br .

    A vacina dos idosos com a D3 também vai ser ampliada a partir desta quarta (22). Poderão buscar qualquer ponto de aplicação o público idoso com 90 anos e mais, estando com o esquema vacinal completo (duas doses ou dose única) de qualquer imunobiológico, há pelo menos seis meses.

  • Sobre ,

    Natal inicia vacinação de adolescentes com 16 anos a partir desta segunda-feira

    Natal vai iniciar nesta segunda-feira (20) a vacinação para adolescentes com idade a partir de 16 anos de idade e sem comorbidades. A Secretaria Municipal de Saúde havia decidido suspender a vacinação desse público por medida de segurança seguindo recomendação do Ministério da Saúde, mas diante de análises técnicas da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) resolveu iniciar a imunização dos adolescentes com a aplicação da vacina Pfizer como já está autorizado pela Anvisa. 

    O novo  público alcançado pela campanha vacinal contra a Covid-19 pode procurar a partir de segunda-feira um dos quatro drives (Palácio dos Esportes, Via Direta, Sesi ou Nélio Dias),  das 8h às 16h, ou uma das 35 UBS, das 8h às 15h, levando comprovante de residência de Natal, documento com foto e cartão de vacina. Todos os endereços dos locais de vacinação estão disponíveis no site vacina.natal.rn.gov.br.

    Para receber o imunizante, o adolescente terá que estar acompanhado de um responsável. Outro ponto importante é que os adolescentes façam o cadastro prévio no plataforma RN Mais Vacinas, sendo necessário entrar com o CPF do responsável e se cadastrar como dependente.

    “Além dos adolescentes com 16 anos ou mais, estaremos vacinando todo o público anteriormente contemplado e aplicando ainda a segunda dose de acordo com o cronograma de datas divulgados”, reforça o secretário de Saúde de Natal, George Antunes. 

    *D3 para idosos de 95 anos e mais *

    Outro público que pode ser vacinado é o de  idosos com 95 anos e mais. Essa dose de reforço será aplicada nessa faixa etária independentemente do imunizante da D1, sendo necessário somente ter finalizado o esquema nós últimos seis meses. Para receber a D3, as pessoas devem levar o cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal.

    Também na segunda-feira, a SMS Natal começa a vacinar, com a dose de reforço, os idosos institucionalizados. 

    Em anexo segue o parecer do SBIm

    Segunda dose
    A segunda dose dos imunizantes está disponível nos quatro drives ou nas 35 salas de vacinação.

    CORONAVAC
    As pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac podem procurar as 35 UBS ou qualquer drive-thru.

    OXFORD
    Para quem se vacinou até o dia 15 de julho a vacina está disponível.
    Grávidas que tomaram a D1 de Oxford
    As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer nas 35 UBS ou qualquer drive de vacinação.
     
    PFIZER
    A vacina está liberada para quem tomou a primeira dose até 29 de julho.

    Confira o parecer da Sociedade Brasileira de Imunizções
    https://vacina.natal.rn.gov.br/docs/parecer_sbim.pdf

    Confira o parecer da Sociedade Brasileira de Pediatria 
    https://vacina.natal.rn.gov.br/docs/parecer_sbp.pdfAnterior: Natal amplia D2 de Oxford e Pfizer e inicia D3 para idosos de 95 anos e mais