Núcleo de Antropologia e Saúde da UFRN realiza seminário sobre gênero, sexualidade e corpo

O Núcleo de Estudos e Pesquisas em Antropologia e Saúde (Nants) da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa) realiza, nesta terça-feira, 19, um seminário sobre gênero, sexualidade e corpos em contextos etnográficos. A ação busca reunir pesquisadores de diferentes instituições para discutir e propiciar um ambiente de reflexão, divulgação e crítica antropológica. O evento acontece de forma remota, às 14h, no canal do YouTube do Nants.

Na ação, participam grupos da Universidade de São Paulo (USP), do Museu Nacional da UFRJ e da Fundação Getúlio Vargas. O seminário tem foco em estudos de gênero, sexualidade e corpo e traz conclusões e problemáticas de pesquisas em andamento. Uma versará sobre a  humilhação na sociedade contemporânea, a outra sobre a vivência na cidade por mulheres trans e travestis, adianta o professor Francisco Cleiton Vieira, coordenador do seminário.

Ele justifica a necessidade de proporcionar diálogos com outros grupos de pesquisa no país. “São temas de importante debate social, que trazem grupos marginalizados e relações de poder para dentro do debate acadêmico”, pontua. O seminário se inicia com a palestra Humilhar: uma agenda de pesquisa entre o fetiche e a monstrificação, que retrata a dualidade na perspectiva da sociedade diante do tema. A segunda palestra, Nas fronteiras do corpo e do território: presenças transfemininas nas cidades, traz discussões acerca de vivências de mulheres trans e travestis. 

O NAnts nasceu em 2021 com o objetivo de ser um ambiente para realização de estudos e pesquisas, criando uma troca acadêmica entre a antropologia e a saúde coletiva. Participam estudantes de graduação e pós-graduação.

Ilustração: Freepik

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

Coletivo CIDA  apresenta “Corpos Turvos” no Festival Funarte Acessibilidança

Conexão Elefante Cultural lança prêmio “Artista Morador”