“Azol” apresenta ‘O Sertão Virou Mar’ nesta quarta (25) na Pinacoteca do Estado do RN

LIDE Futuro Experience promove nesta quarta-feira (25), às 19h, na Pinacoteca do Estado do Rio Grande do Norte, a exposição O Sertão Virou Mar, do artista potiguar Sérgio Oliveira, mais conhecido por Azol. O evento multimídia tem a curadoria de Marcus de Lontra Costa.

Artista potiguar com formação em Cinema e Artes Gráficas, Azol recorre a linguagens distintas para revelar um sertão mágico na exposição O Sertão Virou Mar. Por meio de fotomontagens, pinturas, instalação e videoarte, ele vislumbra um mundo utópico.

Radicado em São Paulo há 30 anos, Azol tem o sertão no DNA. O sertão é tema recorrente dos seus trabalhos e já inspirou muitas telas. Rendeu um acervo com mais de 6 mil fotografias registradas em duas longas incursões pela rota do cangaço, quando realizou laboratórios e pesquisas. Instigado pelo historiador e curador Marcus Lontra, concebeu a exposição O Sertão Virou Mar.

“Ofereço um estímulo ao observador. O mar é uma metáfora utópica para a criação de um sertão que é o contraponto da sua realidade. As fotografias produzidas apresentam fragmentos do real, se impregnam de múltiplos significados e sentimentos, tornam-se plurais, transformadas pela provocação que se faz à imaginação. A rudeza e a aspereza dos ambientes registrados são transformadas em novas realidades, aquelas que, em nosso inconsciente, as chuvas poderiam revelar: abundância, esperança, fertilidade. O mar é água, é a força transformadora do sertão”, explica Azol.

O horizonte que se estende na fronteira entre a ficção e a realidade, explora situações que provocam a distorção dos cenários, gerando uma representação excêntrica que amplia as percepções. As diferentes leis que regem esse mundo novo são aceitas pelos olhos da realidade óbvia do ser humano, convidando o observador a explorar suas próprias fantasias e sonhos.

Mais sobre Sérgio Oliveira (Azol)

Artista visual formado em Cinema e Artes Gráficas nos Estados Unidos, Azol dirigiu curtas-metragens e produziu programas para TVs como Manchete, Bandeirantes e Globo. Trabalhou com publicidade, criou conteúdo para internet e produziu vídeos institucionais para empresas. Trabalha em caráter multidisciplinar, visando criar um diálogo com outras formas de expressão artística. Produz trabalhos em pintura, escultura, colagem, mural, videoarte, literatura e fotografia.

Mais sobre o LIDE Futuro

O LIDE Futuro é formado por líderes que estão transformando e impactando os seus mercados com novos modelos de atuação, novas tecnologias e negócios disruptivos. Participam do LIDE Futuro jovens que sejam empreendedores, desde que liderem negócios que já tracionaram; intraempreendedores, que possuam uma carreira exponencial dentro de grandes corporações e ocupem posição de liderança; e sucessores de empresas familiares. É um braço do LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, que no Rio Grande do Norte tem o jornalista Jean Valério como presidente. Jair Damasceno é o presidente do LIDE Futuro no RN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

CCJ aprova projeto que declara padre Tiago Theisen como patrono da educação infantil do RN

Governo publica Diagnóstico Socioterritorial da assistência social no RN