Série “Vozes do Semiárido” vai contar as histórias de homens e mulheres da Agricultura Familiar

Muitas histórias de vida retratadas através da memória da convivência com o Semiárido. As “Vozes do Semiárido” vão ganhar as telas. Em evento realizado na manhã desta terça-feira, 29, no campus da UERN de Mossoró, com a presença da governadora Fátima Bezerra, foi feita a apresentação do teaser da produção audiovisual genuinamente potiguar.

Produção do Laboratório de Narrativa Hipermídia (HiperLAB/UERN) e da UERN TV, executada através de convênio firmado com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar, o “documentário vai ressaltar as histórias de homens e mulheres da Agricultura Familiar, reforçando a parceria entre governo do Estado e a UERN”, disse o secretário da Sedraf, Alexandre Lima.

“Vozes do Semiárido nasce para ser uma série que mostre as histórias do semiárido na perspectiva de um semiárido com vida, desmistificando aquela imagem que parte da mídia de que o semiárido é sinônimo de seca e de fome. Ao contrário, vamos mostrar que o semiárido é sinônimo de vida, de convivência com o semiárido, de tecnologia e de criatividade”, esclareceu o professor do curso de Jornalismo, Esdras Marchezan, um dos coordenadores do projeto de extensão.

Em duas temporadas, com seis episódios de sete minutos cada uma, a série vai mostrar histórias de pessoas que vivem no semiárido potiguar e atuam de diversas formas pela sustentabilidade da vida na região. O lançamento da primeira temporada está previsto para o final de abril. 

A série é uma das ações do projeto de extensão Vozes do Semiárido, coordenado pelos professores do curso de Jornalismo da UERN, Esdras Marchezan e Fabiano Morais, e será distribuída para emissoras de TVs públicas do Rio Grande do Norte e plataformas de streaming.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Assembleia Legislativa aprova reajuste dos professores e especialistas em educação

Grêmio da Rampa inaugura espaço com programação cultural