Estudante do IFRN é 1º lugar geral entre os medalhistas de ouro em Olimpíada de Matemática nacional

A 16ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) foi bastante promissora para estudantes de todo o IFRN. Após a divulgação do resultado, alunas e alunos de 17 dos 22 campi do Instituto tiveram seus nomes divulgados entre medalhistas ou menções honrosas. É o caso de Klaus Reiginer, do Campus Natal-Central (CNAT).

Destaque dessa edição, o estudante do curso integrado de Informática para Internet obteve a maior nota de todo o Brasil nessa edição e conquistou o primeiro lugar geral entre os medalhistas de ouro. Para Klaus, que cursa Informática para Internet, a premiação vem laurear um trabalho em conjunto de alunos e docentes. “Fico feliz com o resultado, não só o particular como também o do grupo do campus como um todo. Esse resultado foi potencializado por causa dos ensinamentos dos professores Dayvid Marques e Emanuel Gomes. Logo no começo, quando entrei no IFRN, isso me ajudou a fortificar minha base em matemática e a melhorar meus resultados”, explica Klaus, que sempre participa de outras olimpíadas acadêmicas. “Esse resultado é fruto também dos primeiros anos nos quais participei da Obmep, que foi um período intenso de treinos em matemática. Foi um momento de ganhar experiência, consolidar a base e ir obtendo resultados melhores. Tenho gratidão a Deus pelo resultado e pelo treinamento que os professores me propiciaram, me ajudaram bastante”, concluiu.

Formação humana e técnica de excelência

A visão de Klaus sobre esse processo converge, exatamente, ao que pensa o professor Jonas Lemos, diretor-geral do Campus Natal-Central. Ao avaliar a performance dos alunos na Olimpíada, ele aponta a boa relação professor-aluno como um dos pilares institucionais. “O resultado alcançado por estudantes do Campus em olimpíadas dessa natureza é fruto de uma formação humana e técnica de excelência que eles adquirem aqui, graças ao estreito relacionamento entre o docente e discente presente em nosso cotidiano”, destacou Jonas.

Romana Galvão, estudante do terceiro ano do curso integrado de Administração, garantiu, também, uma medalha de ouro na Obmep e traduz a experiência de forma muito positiva. “A Obmep é a olimpíada mais conhecida do país e a maior olimpíada de matemática do mundo, então fiquei extremamente feliz pelo resultado individual e da instituição. Desde o sexto ano eu participo da olimpíada e costumo dizer que ela é um divisor de águas na vida de qualquer pessoa que a ‘abraça’ genuinamente. Além disso, ela abre muitas portas para os alunos, como ofertar cursos de iniciação científica e ser um bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Por fim, foi um resultado extremamente positivo para a instituição e que incentivará outros talentos do IFRN”, contou.

“O Campus Natal-Central tem tradição nessas premiações de matemática de um modo geral, em particular na Obmep. Sempre o nosso campus vem obtendo destaque no nível 3, que é a categoria do nível médio. Nessa última edição conseguimos trazer 10 medalhas”, relata o professor Dayvid Marques, que é coordenador de olimpíadas de Matemática do Cnat e que, também, acompanhou de perto estudantes que participaram da Olimpíada.

Resultados

No total foram cinco medalhas de ouro, oito de prata e dezenove de bronze que, junto às 127 menções honrosas, somam 159 premiações destinadas ao IFRN.

PremiaçãoCampus/quantidade
OuroNatal-Central (3), Parnamirim (1) e Santa Cruz (1);
PrataJoão Câmara (1), Natal-Central (2), Parelhas (3) e Parnamirim (2);
BronzeApodi (2), Caicó (2), Currais Novos (1), Mossoró (3), Natal Zona Norte (1), Natal-Central (5), Parelhas (2), Parnamirim (1), Pau dos Ferros (1) e Santa Cruz (1);
Menção honrosaApodi (13), Caicó (8), Ceará-Mirim (4), Currais Novos (8), João Câmara (16), Macau (2), Mossoró (14), Natal Zona Norte (3), Natal-Central (13), Natal-Cidade Alta (4), Nova Cruz (5), Parelhas (6), Parnamirim (7), Pau dos Ferros (14), Santa Cruz (4), São Gonçalo do Amarante (2) e São Paulo do Potengi (4).

A lista completa está disponível AQUI.

OBMEP

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas é um projeto nacional direcionado às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A 16ª edição da olimpíada reuniu mais de 17 milhões de estudantes do ensino fundamental e médio de todo o país. Com recorde de municípios participantes, atingindo cerca de 99,84% das cidades brasileiras, a olimpíada tem como objetivos popularizar o ensino da Matemática entre estudantes do ensino fundamental e médio, identificar jovens talentosos e promover inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Escola de Saúde da UFRN abre inscrições para cursos técnicos

Professores da rede estadual aprovam indicativo de greve e ato público para reivindicar Piso