Filarmônica UFRN e Roberta Sá homenageiam profissionais da Saúde na quarta-feira (15)

Trazer esperança, paz e comunhão aos profissionais da saúde do Rio Grande do Norte. Esses são alguns dos objetivos do “Tributo aos Profissionais da Saúde”, que acontece na próxima quarta-feira (15), às 20h, no Anfiteatro do Campus da UFRN. Com apresentação da Filarmônica UFRN, o show traz o brilhantismo da suavidade de ritmos nacionais e regionais, embalados pela participação especial da cantora potiguar Roberta Sá.

O evento é promovido pelo Hospital do Coração e Humana Saúde, através do Programa Djalma Maranhão da Prefeitura do Natal, e conta com apoio cultural da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. O Tributo é uma forma de agradecer aos heróis da vida real por todos os esforços durante a pandemia da Covid-19.

O público terá oportunidade de prestigiar de perto e fazer parte dessa homenagem. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser adquiridos através de cadastro pelo link https://eventos.lais.ufrn.br/e/tributosaude. Será permitido um por CPF e, no dia do concerto, o acesso se dará mediante apresentação do ingresso virtual e documento com foto. Para quem tomou a vacina no Rio Grande do Norte, após cadastrado na plataforma de ingresso, o mesmo será encaminhado automaticamente para o e-mail informado no cadastro. Já quem se vacinou em outros estados, a comprovação será feita no dia do evento, mediante apresentação de carteira de vacinação e documento de identificação.

Filarmônica UFRN

Nascida como Orquestra Sinfônica da UFRN em 2009, o grupo mudou o seu nome para FILARMÔNICA UFRN, em 2019. Regido pelo maestro André Muniz, a Filarmônica vem, a cada concerto, se firmando como um dos principais ensembles orquestrais do Nordeste. O grupo, de 50 integrantes, é formado exclusivamente por alunos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, oriundos dos cursos técnico, licenciatura, Bacharelado e Mestrado em Música. Em 2018, tornou-se a primeira orquestra Brasileira a se apresentar perante o Papa durante a UrdienzaGenerale do Vaticano, no dia dedicado a padroeira das Américas.

Roberta Sá

Nascida em Natal (Rio Grande do Norte) em 1980, aos nove anos mudou-se para o Rio de Janeiro. Depois de um período dedicado às aulas de canto, Roberta Sá fez seu debut nos palcos em 2002.

Com oito álbuns lançados ao longo de sua carreira, a artista vem se consagrando como uma das melhores cantoras brasileiras. Dentre os trabalhos de Roberta estão:  “Braseiro” (2005); “Que Belo Estranho Dia Pra Se Ter Alegria” (2007); DVD ao vivo no show “Pra Se Ter Alegria” (2010); “Quanto o Canto é Reza” (2010); “Segunda Pele” (2012); “Delírio” (2015); “Delírio no Circo” (2016) e “Giro” (2019).

A cantora já participou de grandes projetos e dividiu o palco com nomes importantes da música, dentre eles: Chico Buarque, Ney Matogrosso, Gilberto Gil, Trio Madeira Brasil, Alcione, Lenine, Pepeu Gomes, Moraes Moreira, Alejandro Sanz, João Bosco, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Diogo Nogueira, António Zambujo, Xande de Pilares, Jorge Aragão, Pedro Luís, Moreno Veloso, Daniel Jobim e Mariana Aydar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

OMS diz que é cedo para estabelecer se Ômicron tem maior gravidade

Coletivo CIDA é contemplado em editais da Funarte e comemora com a apresentação de “Corpos Turvos”