Governo do RN abre nova linha de crédito para pequenos agricultores

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, e o vice-governador, Antenor Roberto, anunciaram R$ 9 milhões em crédito para pequenos agricultores e agricultura familiar, durante o lançamento da 59ª edição da Festa do Boi, nessa quinta-feira (21), em Parnamirim.

A maior feira de agronegócio do estado volta ao formato presencial em 2021, seguindo protocolos de prevenção à covid-19 e a exigência do passaporte da vacina aos participantes. 

O evento, que será realizado de 13 a 20 de novembro, foi apresentado em café-da-manhã oferecido a autoridades, empresários e imprensa pela Associação Norte-rio-grandense de Criadores (Anorc), em parceria com o Governo do Rio Grande do Norte, Sebrae, Assembleia Legislativa do RN e Prefeitura de Parnamirim.

O Comitê Estadual de Convivência com o Semiárido do Rio Grande do Norte, responsável por elaborar o plano de ação integrado para mitigação dos efeitos da estiagem, está elaborando a linha de crédito a ser operada pela Agência de Fomento do RN (AGN-RN) e definindo detalhes operacionais para que sejam obedecidos normativos estabelecidos pelo Banco Central e da própria instituição para viabilizar a execução do crédito o mais rápido possível para garantir a manutenção do rebanho potiguar nas áreas mais impactadas pela seca no estado com o atendimento ao pequeno pecuarista familiar. Os detalhes operacionais do financiamento deverão ser anunciados nos próximos dias. A governadora reforçou também a cobrança de medidas nacionais para o agronegócio.

“Ao mesmo tempo, a gente quer aqui fazer um apelo ao governo federal para chegar junto. O Banco do Brasil tem mais de 240 milhões de reais em crédito rural, o BNB tem mais de 40 bilhões de reais. Por que não pegar parte desses recursos de forma a desburocratizar e colocar na praça. É inaceitável uma saca de milho acima de R$ 100. O Governo do Estado não pode fazer nada, porque isso depende da política de regulação de preço”, lamentou Fátima Bezerra. 

O presidente da Anorc, Marcelo Passos – acompanhado pelo vice-presidente, Marcos Teixeira – agradeceu aos parceiros da Festa e falou em poder de reconstrução. 

“O semiárido precisa de planejamento, crédito e políticas públicas. Esse é o papel da Anorc. A gente tem que sair daqui de mãos dadas, porque sem a atuação de todo esse colegiado, a gente não tem competitividade”, disse, ao lembrar que estados vizinhos não possuem uma estrutura semelhante para exposições e rodadas de negócios. 

Evento 

A expectativa dos organizadores da 59ª Festa do Boi é que o evento reúna 330 mil pessoas, gerando R$ 50 milhões em negócios.

O espaço será dividido em setores para agricultura familiar; leilões e “lives”; área de exposição de animais; Sebrae-RN; bioprevenção; feira de orgânicos e flores; desfiles e julgamentos; parque de diversões; empório de produtos regionais; fórum de palestras; praça de alimentação. O acesso à pista dos shows musicais será gratuito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Projeto de Zenaide prevê laudos de deficiência permanente com validade indeterminada

Parnamirim realiza hoje mutirão exclusivo para aplicação da D2