Últimas histórias

  • Sobre ,

    Inscrições para o Prêmio Educador Transformador seguem até 5 de fevereiro

    Educadores que implementaram iniciativas inovadoras na área educacional têm a oportunidade de ter o trabalho reconhecido com a etapa potiguar da 2ª Edição do Prêmio Educador Transformador 2024. As inscrições estão abertas e se encerram no dia 5 de fevereiro. A premiação é correalizada pelo Sebrae, pela Bett Brasil e pelo Instituto Significare, tendo como objetivo identificar, valorizar e divulgar projetos educacionais inovadores e transformadores, implementados por professores de todo o país e focados na educação empreendedora. Na edição anterior, três projetos do Rio Grande do Norte chegaram à final da etapa Nordeste da premiação. Informações e inscrições pelo site https://educadortransformador.com.br/.

    Serão aceitos projetos realizados por professores entre os anos 2021 e 2023, vinculados a instituições de ensino. Esses projetos podem ter formatos diversos, como atividades, estudos, jogos, metodologias, cursos, tecnologias, desafios, apresentações, competições, serviços ou produtos.

    “O prêmio consegue identificar, reconhecer, valorizar e divulgar práticas de professores da Educação Básica ao Ensino Superior focadas na Educação Empreendedora, um dos poucos prêmios de reconhecimento nacional que, com toda certeza, provoca impacto no meio educacional, aflorando, assim, a iniciativa desses educadores em trabalhar em sala de aula práticas inovadoras”, destaca o analista técnico do Sebrae no Rio Grande do Norte e gestor da premiação no estado, Everton Lucena. Segundo o analista, a meta para este ano é chegar a 50 projetos inscritos no RN.

    O professor candidato poderá inscrever um ou mais projetos nas sete categorias do prêmio: Educação Infantil; Ensino Fundamental – Anos Iniciais (1º ao 5º ano); Ensino Fundamental – Anos Finais (6º ao 9º ano); Ensino Médio; Educação Profissional; Educação Superior; e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

    Na edição anterior, o Rio Grande do Norte teve um destaque ao ter três projetos finalistas na etapa nordeste da premiação. Na categoria Educação Profissional, a finalista foi Maria Juliana Jamille Barra de Souza Rebouças, de Assú, com o projeto ‘Turismo de Base Comunitária: valorização dos aspectos históricos/culturais em Picadas (Ipanguaçu-RN), enquanto Bismarck Luiz Silva, de Natal, ficou entre os finalistas da categoria Educação Superior pela execução do projeto Engenharia de Materiais e Acessibilidade: Impressão 3D para Sinalização Tátil. Já o representante de Mossoró na final regional foi o professor Felipe de Azevedo Silva Ribeiro, que teve a ideia da construção de um protótipo de um veículo espacial didático programado para explorar a Caatinga.

    Ao todo, foram 46 projetos inscritos no estado e cerca de 2.9 mil projetos no Brasil. Desta vez, a disputa também prevê a realização de etapas estaduais, regionais e a nacional. O anúncio dos vencedores na etapa final está previsto para o fim de abril, durante a 29ª edição do Congresso Internacional Bett Brasil, que acontecerá em São Paulo. Os três primeiros colocados em cada uma das sete categorias receberão certificado de participação. O primeiro colocado receberá troféu, pacote de participação em missão nacional para um evento de educação e um notebook.

    Educação Empreendedora 

    Criado em 2013 pelo Sebrae, o Programa de Educação Empreendedora do Sebrae. Hoje chamado de Programa Educação Que Transforma, já alcançou 97% dos municípios brasileiros, com 13,5 milhões de atendimentos a alunos e mais de 1 milhão de professores assistidos, com ações que oferecem formação e capacitação, com ferramentas e metodologias pedagógicas específicas. Depois da aprovação da Nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a Educação Empreendedora ganhou força na educação formal brasileira, uma vez que o desenvolvimento de competências empreendedoras está alinhado às novas diretrizes da Educação no país, sendo conteúdo transversal.