Últimas histórias

  • Sobre ,

    Codevasf assina contrato para a realização de concurso público

    A Codevasf firmou nesta semana contrato com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Produção de Eventos (Cebraspe) para a realização de um novo concurso público. A seleção permitirá o preenchimento de 61 vagas de nível superior e a formação de cadastro reserva. As provas serão realizadas nas cidades de Brasilia/DF, Montes Claros/MG, Bom Jesus da Lapa/BA, Petrolina/PE, Maceió/AL, Teresina/PI, São Luis/MA, Goiânia/GO, Palmas/TO, Macapá/AP e Belém/PA.

    A nova seleção atenderá à necessidade de novas contratações para as áreas de formação cujas filas foram finalizadas no último concurso público, realizado entre 2020 e 2021, além da demanda por áreas de formação não contempladas naquele certame, que permanece vigente. Com a assinatura do contrato, o Cebraspe deverá elaborar o edital do concurso, seu cronograma e os demais atos preparatórios para a seleção, previsto para publicação no mês de maio.

    Criada pela Lei nº 6.088/1974, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) é uma empresa pública federal, vinculada ao Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), que tem como missão “promover o desenvolvimento regional de forma integrada e sustentável nas bacias hidrográficas, contribuindo para a redução das desigualdades”.

    A Companhia possui sede em Brasília e mantém 16 superintendências regionais em sua área de atuação, que alcança 36,6% do território brasileiro, onde estão situados 2.688 municípios.

    A Empresa executa políticas públicas nas áreas de infraestrutura, segurança hídrica, agricultura irrigada, revitalização de bacias hidrográficas e economia sustentável. Suas ações incluem a implantação de projetos de irrigação; a realização de obras como canais, adutoras, sistemas de abastecimento e sistemas de esgotamento sanitário; o atendimento a comunidades rurais difusas, com a instalação de poços e cisternas; a revitalização do meio ambiente, com contenção de processos erosivos e repovoamento de rios com peixes de espécies nativas; e o suporte a atividades produtivas, como a agricultura familiar, a piscicultura e a apicultura.

    Codevasf — A Codevasf é uma empresa pública federal vinculada ao Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) e atua em 2.688 municípios, em 16 unidades da federação. A Empresa executa políticas públicas voltadas à promoção de desenvolvimento regional, com projetos nas áreas de infraestrutura, segurança hídrica, agricultura irrigada, revitalização de bacias hidrográficas e economia sustentável.

  • Sobre ,

    Governo do RN assina acordo de cooperação para asfaltar Estrada do Melão

    A governadora Fátima Bezerra assinou na terça-feira (05) o acordo de cooperação técnica com a Codevasf – Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba – para as obras de pavimentação de 15 quilômetros da “Estrada do Melão”, de fundamental importância para o escoamento da fruticultura e da produção da agricultura familiar praticada nos vários assentamentos de trabalhadores rurais da região de Mossoró e Baraúna.

    A Estrada do Melão tem 31 quilômetros e está subdividida em três trechos. O primeiro, com extensão de nove quilômetros, será asfaltado pela Codevasf, conforme ficou acertado em reunião realizada no dia 11 de março; o segundo, de seis quilômetros, será construído pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Rio Grande do Norte (DER/RN). O terceiro foi pavimentado em 2020, com recursos do empréstimo junto ao Banco Mundial, através do Governo Cidadão. 

    Esta é a segunda grande obra viária que o governo fará em 2022 para facilitar o escoamento da produção agrícola e industrial na mesorregião Oeste. A outra é a RN-233, que interliga a BR-304, na altura de Assu, até a BR-426 em Triunfo Potiguar, totalizando 40,9 quilômetros. A estrada será totalmente reconstruída para comportar o tráfego pesado de caminhões que por lá passam diariamente, inclusive transportando equipamentos para os parques de energia eólica. 

    De acordo com o projeto de reconstrução licitado, a pista de rolamento da RN-233 terá sete metros de largura – 3,5 metros em cada faixa – e área de recuo de um metro de um lado e de outro, padrão próximo das rodovias federais. Ficará mais larga, sinalizada e segura.

    O plano de recuperação de estradas do Governo do RN prevê investimentos de R$ 47,8 milhões em 2022, recursos próprios. Esse valor não inclui a RN-233, obra de R$ 73,9 milhões, financiada pelo Banco Mundial. No ano passado o DER recuperou rodovias estaduais em todas as regiões do Estado, como a da comunidade Boi Selado, em Jucurutu. Essa estrada foi construída entre 1995 e 1996 e nunca tinha recebido manutenção adequada

  • Sobre ,

    Governo firma parceria com a Codevasf para pavimentar 16km da Estrada do Melão

    O Governo do Rio Grande do Norte definiu no início da noite dessa sexta-feira (11) a formalização de um termo de cooperação com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para pavimentação de 16 quilômetros da Estrada do Melão, localizada entre os municípios de Baraúna e Mossoró. A rodovia é de fundamental importância para o escoamento da fruticultura e da produção da agricultura familiar praticada nos vários assentamentos de trabalhadores rurais naquela área.

    Pelo termo de cooperação que define a parceria, a Codevasf ficará responsável pela pavimentação de 10 quilômetros. O Governo do RN vai pavimentar seis quilômetros e construir a ponte do trecho dois. Até o segundo semestre a Codevasf se compromete a viabilizar recursos para a conclusão dos 15 quilômetros restantes para a gestão estadual executar as obras.

    “Chegamos a bom termo e vamos realizar uma obra de grande importância. Nosso Governo é do diálogo e da transparência. Com este entendimento, vamos somar os orçamentos do Estado e da administração federal e fazer a estrada toda. Para nós é importante trabalharmos juntos para levar melhorias à população, oferecer infraestrutura para geração de oportunidades de trabalho, emprego, renda e desenvolver o Estado”, afirmou a governadora Fátima Bezerra.

    A chefe do Executivo disse ainda que “a partir de agora temos um diálogo direto com a Codevasf e vamos firmar entendimento institucional para oficializar intervenções em áreas de dominialidade do Estado. Estamos abertos e à disposição para fazer o melhor para a população, dentro dos preceitos legais”.

    O diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Andrade, reforçou: “saímos daqui com um acordo. Faremos os 10 quilômetros e o Estado fará a ponte e os seis quilômetros seguintes. E a Codevasf se compromete a viabilizar recursos para os últimos 15 quilômetros no segundo semestre deste ano”.