UFRN: Seminário debate proteção do patrimônio cultural potiguar

De acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o patrimônio cultural é composto por monumentos, conjuntos de construções e sítios arqueológicos e possui fundamental importância para a memória, identidade, criatividade dos povos e  riqueza das culturas. Pensando nisso, o Grupo de Pesquisa Espaços, Poder e Práticas Sociais, vinculado ao Departamento de História (HIST) da UFRN, promove, no dia 20 de julho, o  Seminário de Proteção ao Patrimônio Cultural Potiguar. A atividade acontece das 8h30 às 16h30, no auditório do Centro de Ciências Exatas e da Terra (CCET/UFRN).

O seminário é destinado à sociedade, principalmente gestores culturais, participantes dos movimentos culturais e sociais, gestores públicos, docentes, discentes de graduação e pós-graduação nas áreas mais próximas e relacionadas com a temática. As inscrições podem ser feitas até o dia 20 de julho por meio do Sigaa.   

A programação conta com duas mesas-redondas pela manhã, abordando os temas de Patrimônio Geológico e Seridó GeoparquePatrimônio Imaterial e AntropologiaHistória, Patrimônio e Arqueologia e Patrimônio Cultural Arquitetônico. E à tarde a participação de dois grupos de trabalho, sendo um para discutir patrimônio cultural material e o outro patrimônio cultural imaterial. Por fim, uma reunião conjunta para proposição de um texto que embase a construção de legislação para preservação do patrimônio cultural imaterial e a revisão da legislação de preservação do patrimônio cultural material.

O coordenador do Fórum Potiguar de Entidades para Preservação do Patrimônio Cultural, Almir Oliveira, explica que o intuito do evento é discutir a questão da proteção ao patrimônio cultural do Rio Grande do Norte nas perspectivas material e imaterial. “O debate pretende planejar o aprimoramento da legislação estadual bem como a criação de uma legislação que promova a preservação do patrimônio imaterial, contribuindo para a construção de legislações municipais com as mesmas finalidades nos municípios que ainda não possuem leis relacionadas”, ressalta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

Inscrições para concurso da Assembleia Legislativa do RN se encerram no dia 25

Projeto Caravana REC encerra temporada deixando legado para o audiovisual potiguar