Dia dos Namorados: você conhece as cinco linguagens do amor?

Escolher um presente, dedicar um tempo a pessoa amada, ou gostar de ficar bem juntinho o tempo todo, são maneiras de demonstrar afeto que dizem muito sobre a forma de amar de cada um. Entender a forma como o outro se expressa pode causar um impacto bastante positivo nas relações humanas.

Segundo a especialista em Psicologia Cognitiva-Comportamental, Yalle Fernandes, coordenadora do curso de Psicologia do UNINASSAU, a teoria das cinco linguagens do amor, do autor Gary Chapman, traduz a assertividade na comunicação. Para que esta assertividade ocorra, é fundamental que cada pessoa reconheça suas próprias necessidades. No momento em que ela identifica o que é mais importante para si, fica mais fácil demonstrar isso ao outro.

“O impacto positivo dessa forma de autoconhecimento é poder ser claro e objetivo na comunicação. É importante ter a consciência de que o parceiro ou parceira não tem a capacidade de adivinhar quais são suas necessidades, seus desejos ou seus gostos. Quando a comunicação é assertiva, a relação se torna mais leve, prazerosa e equilibrada, além de facilitar na hora de lidar com os conflitos”, explica a especialista.

Ficou curioso para descobrir a sua linguagem ou linguagens do amor – já que você pode ter mais de uma? Então confira abaixo as características de cada uma das cinco para expressar o afeto de um jeito especial neste Dia dos Namorados:

Palavras de afirmação 

“Um gesto vale mais que mil palavras”? Para os que prezam mais pela linguagem Palavras de Afirmação, esse ditado não tem tanto efeito. Frases como “vai dar tudo certo”, “você é muito boa nisso”, “a surpresa estava linda” e tantas outras são formas de elogiar e expressar o amor por alguém. As palavras afirmativas, de apoio e motivação, são uma maneira de enaltecer e valorizar quem está ao seu lado. As pessoas que têm essa linguagem do amor irão sempre reafirmar seus sentimentos por meio de palavras e elas podem precisar que você use as palavras como prova de amor também, mesmo que você não se identifique tanto com essa linguagem.

Qualidade de tempo

É a dedicação de um tempo exclusivo, ainda que pequeno. Ao dedicar o seu tempo, um dos bens mais preciosos da atualidade, você também demonstra o seu amor e desejo de estar perto da pessoa amada. Conversar, passear, assistir a um filme juntos ou marcar um encontro estão entre as formas de expressar o afeto e carinho. Quem tem essa linguagem do amor dá muito valor aos momentos em casal, fazendo questão de manter a convivência e sempre bolando planos para estarem juntos.

Presentes 

A pessoa que tem essa linguagem do amor gosta muito de presentear e se sente muito bem em dar algo para as pessoas que amam. Mas atenção: aqui não interessa o valor financeiro e sim o simbólico. Para as pessoas que se sentem amadas por meio desta linguagem, o fundamental é saber que o presente está sendo dado de coração, com a intenção realmente de agradar. Uma simples flor basta para essas pessoas quando elas percebem que está sendo entregue com carinho, com amor.

Gestos de serviço 

Servir ao outro e mostrar o quanto você deseja vê-lo feliz e satisfeito: esses são os objetivos dos gestos de serviço. Atitudes como lavar a louça, ajudar o seu companheiro ou companheira com uma tarefa, ou consertar algo quebrado podem produzir um efeito positivo na pessoa que você ama. Para as pessoas que se identificam com esse tipo de linguagem do amor, fazer algum tipo de serviço é uma das melhores formas de valorizar a pessoa amada e vice-versa.

Toque físico 

Beijos, abraços, carinhos ou massagens representam a última linguagem do amor de Gary Chapman. Mais do que saber que o amor existe, algumas pessoas têm a necessidade de sentir fisicamente esse amor. Por isso, fazem questão de receberem carinho, por meio do toque, para que assim sintam-se também mais seguras. Para os períodos de isolamento, ou em relações à distância, talvez o toque físico não seja possível, mas escutar a voz, sentir o contato ainda que virtual, são alternativas para quem se identifica com essa linguagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Frente Parlamentar da Mulher homenageia Sociedade dos Poetas Vivos e Afins

Flor de Cactos: projeto realiza oficinas musicais em ONGs de Natal