Natal: Março Lilás marca prevenção ao câncer de útero

O mês de março marca um período de atenção especial às mulheres no município de Natal. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal veste-se de Lilás em homenagem às mulheres.  A abertura da campanha do Março Lilás aconteceu nesta segunda, dia 07, numa ação na Unidade de Saúde da Família (USF) das Quintas, com a presença da primeira-dama do município Amanda Dias, representando o prefeito Álvaro Dias e do secretário Municipal de Saúde, George Antunes. Todos foram recebidos com a apresentação da Banda Filarmônica de Natal.

O Março Lilás é uma campanha de Conscientização e Combate ao Câncer de Colo de Útero, que tem como objetivo conscientizar e estimular a população para os cuidados de prevenção, além de alertar para os principais sinais e sintomas que devem direcionar a mulher a buscar ajuda médica. Em Natal, com a temática “Cuidando de Você com Amor”, a SMS Natal realizará diversas ações de promoção à saúde das mulheres.

O câncer de colo de útero é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina, e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. “Sabemos que a prevenção e alguns cuidados podem evitar esta doença. Portanto, durante o mês de março, a Secretaria Municipal de Saúde irá intensificar as ações voltadas à saúde da mulher, que já ocorrem ao longo de todo o ano de forma ininterrupta, com ações de educação em Saúde para população, nos Distritos Sanitários”, destaca a primeira-dama Amanda Dias.

A programação contou com um café da manhã, palestras, cortes de cabelo, consultas com nutricionista, clínico geral, ginecologista e psicólogo, além da oferta de exames preventivos. Mas ao longo do mês, outras unidades de saúde realizarão diversas ações de promoção à saúde da população feminina. Na próxima sexta-feira, 11, será realizada na USF de Aparecida e nos dias 14, 21 e 28 de abril acontecerão, respectivamente, em Pajuçara, Ponta Negra e Vale Dourado. 

Prevenção
É causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano (HPV). A infecção genital por esse vírus é muito frequente e não causa doença na maioria das vezes. Entretanto, em alguns casos, ocorrem alterações celulares que podem evoluir para o câncer. A importância da conscientização sobre este tipo de câncer é que, na grande maioria das vezes, ele pode ser evitado. A principal forma de prevenção é a vacina contra o HPV, disponível para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, em todas as Unidades de Saúde da Família, podendo prevenir 70% dos cânceres de colo do útero e 90% das verrugas genitais.

Outra forma de prevenção está relacionada à diminuição do risco de contágio pelo HPV, que ocorre por via sexual, com o uso de preservativos durante a relação sexual.

Além disso, o exame preventivo (conhecido como Papanicolau) deve ser feito periodicamente por todas as mulheres após o início da vida sexual, pois é capaz de detectar alterações pré-cancerígenas precoces, que se tratadas, são curadas na quase totalidade dos casos, não evoluindo para o câncer.
 
Programação Março Lilás 2022

11/03 sexta-feira 
USF Aparecida
Distrito Leste

14/03 segunda-feira 
USF Pajuçara 
Norte I

21/03 segunda-feira 
USF Ponta Negra
Distrito Sul

28/03 Segunda-feira 
USF Vale Dourado
Distrito Norte II

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Coletânea de cordéis homenageia mulheres que fizeram história no RN

Coletor de resíduos eletroeletrônicos é instalado no Parque Municipal de Mossoró