Cinema itinerante chega a Serra do Mel, Areia Branca e São Miguel do Gostoso

A magia do cinema movida à energia solar é a proposta do Cinesolar, que chega a três municípios do RN – Serra do Mel, Areia Branca e São Miguel do Gostoso – entre os dias 07 e 14 de dezembro.  Em todos os dias, serão exibidos curtas-metragens brasileiros e o longa-metragem “O Rei Leão” (2019) – indicada ao Oscar 2020 na categoria de Efeitos Visuais, a produção dirigida por Jon Favreau é uma nova versão em live action da clássica história da Disney protagonizada pelo filhote Simba.

Lançado em 2013, o projeto conta com o patrocínio da Voltalia desde 2019. O Cinesolar é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido à energia limpa e renovável. O projeto exibe filmes a partir da energia solar e promove arte e sustentabilidade através de oficinas artísticas e lúdicas, levando a sétima arte a comunidades afastadas e com acesso restrito à cultura. Além das sessões de cinema, as comunidades de Serra do Mel e São Miguel do Gostoso também receberão a Oficinema Solar – uma oficina de vídeo para crianças e jovens sobre sustentabilidade. Como resultado dessa atividade, um filme é produzido com os participantes e exibido durante a sessão de cinema para comunidade local.

“As oficinas são atividades complementares, com uma linguagem muito simples que dialogam de forma lúdica com os jovens e as crianças da região os colocando ainda mais em contato com os temas de sustentabilidade e energia renovável, tão presentes na realidade dessas comunidades do Rio Grande do Norte”, destaca Cynthia Alario – coordenadora e idealizadora do Cinesolar.

Devido às restrições impostas pela pandemia de Covid-19, as exibições seguirão todos os protocolos de segurança. Será disponibilizado álcool em gel para higienização das mãos, haverá controle de acesso e distanciamento entre as cadeiras; além disso, o uso de máscara será obrigatório durante todo período de exibição.

O Cinesolar – circuito Rio Grande do Norte é viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocinio da Voltalia e realizado pela Brazucah Produções e Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo.

PROGRAMAÇÃO:  

07/12 -Terça-feira

Endereço: Vila Guanabara – Serra do Mel

Local: Praça Cortez Pereira

Em caso de chuva: Escola Municipal Vila Guanabara

14h30 às 17h00 – Oficinema solar

18h: Sessão de curtas-metragens

19h: Exibição do longa-metragem “O Rei Leão”, de Jon Favreau

08/12 – Quarta-feira

Endereço: Vila Mato Grosso – Serra do Mel

Local: Capela São Sebastião

14h30 às 17h00 – Oficinema solar

18h: Sessão de curtas-metragens

19h: Exibição do longa-metragem “O Rei Leão”, de Jon Favreau

 09/12 – Quinta-feira

Endereço: Vila Espírito Santo – Serra do Mel

Local: Escola Municipal Vila Espírito Santo

14h30 às 17h00 – Oficinema solar

18h: Sessão de curtas-metragens

19h: Exibição do longa-metragem “O Rei Leão”, de Jon Favreau

 10/12 – Sexta-feira

Endereço: Vila Brasília -Serra do Mel

Local: Casa Voltalia

19h: Sessão de curtas-metragens

11/12/21 – Sábado

Endereço: Povoado Sítio São José – Areia Branca

Local: Praça Povoado São José – Em frente a Escola Municipal

18h: Sessão de curtas-metragens

19h: Exibição do longa-metragem “O Rei Leão”, de Jon Favreau

14/12/21 – Terça-feira

Endereço:  São Miguel do Gostoso

Local: Assentamento Antônio Conselheiro – Escola Municipal Professor Paulo Freire

14h30 às 17h00 – Oficinema solar

18h: Sessão de curtas-metragens

19h: Exibição do longa-metragem “O Rei Leão”, de Jon Favreau

Saiba mais sobre os filmes exibidos:

O Rei Leão (Jon Favreau (2019) – EUA, 118 min, Ficção. Livre)

Sinopse: A mais recente versão de Rei Leão, da Disney, dirigido por Jon Favreau, retrata uma jornada pela savana africana, onde nasce o futuro rei da Pedra do Reino, que precisa vencer a traição e a adversidade para assumir o lugar que é seu por direito.

Açaí – Direção: André Cantuária – Brasil, 18min, Ficção. Livre

Sinopse: O curta “Açaí” conta a saga de Dionlenon, um homem de 30 anos que está acostumado com a vida que leva ao lado da mãe, com quem mora numa periferia de Macapá. Ele sai em busca de dois litros de açaí para almoçar, mas não conta com uma viagem tão distante assim.

Vento Viajante – Direção: Alunos da rede pública municipal de ensino fundamental de Icapuí/CE – Brasil 6min, Animação/Infantil. Livre

Sinopse: Um dia o vento decidiu viajar para o nordeste. Pelo caminho ele fez muitas descobertas, amigos e deixou saudades.

Plantae – Direção: Guilherme Gehr – Brasil, 10´25, Animação. Livre

Sinopse: Ao cortar uma grande árvore no interior da floresta, um madeireiro contempla uma inesperada reação da natureza. Uma reflexão sobre as consequências irreversíveis do desmatamento e da subjugação lamentável dos humanos aos demais seres da Terra

O Gigante – Direção:  Júlio Vanzeler & Luis da Matta Almeida – Portugal, 10 min, Animação. Livre

Sinopse: “De todas as histórias que meu pai me contou, a que nunca esqueci foi a do rei que sempre carregou uma princesa dentro de seu coração …”

Procura-se – Direção: Iberê Carvalho – Brasil, 10min – Ficção

Sinopse: O filme conta a aventura de três crianças que rompem a fronteira social motivadas pelo sentimento sincero por um cachorrinho de estimação. Nossos heróis são: Camile, Didi e Gugu. Camile é uma menina de 10 anos, muito corajosa e rica, que ao perder Bolinha, foge de casa em busca do cãozinho, iniciando uma aventura cheia de descobertas, perigos e novas amizades; Didi tem a mesma idade de Camile, é pobre e vende chicletes para ajudar em casa. Ela descobre que existe uma boa recompensa pela devolução do cachorro que seu pai encontrara e dera de presente para seu irmão Gugu. Ela decide devolver o animal, mas Gugu não aceita a ideia de perder seu novo amigo, agora batizado de Panela.

Sobre o Cinesolar:

Lançado em 2013, o Cinesolar é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável. O projeto exibe filmes a partir da energia solar e promove arte e sustentabilidade através de oficinas artísticas e lúdicas, levando a sétima arte a comunidades afastadas e com acesso restrito a projetos culturais. 

Ao todo, o Cinesolar já realizou cerca de mil sessões com exibição de mais de 150 filmes, entre curtas-metragens (de temática socioambiental) e longas, em 440 cidades do país, percorrendo mais de 200 mil km e chegando a 185 mil pessoas. Além disso, foram ministradas mais de 300 oficinemas, que proporcionam acesso às técnicas básicas e aos elementos que compõem a linguagem cinematográfica.

O Cinesolar conta com o patrocínio institucional da Mercedes Benz, apoio das marcas Sices Solar, Biowash, baterias Heliar e Bio 2. O projeto realiza compensação de carbono em parceria com a Ecoar e promove ações em conjunto com a Unesco Representação Brasil e a Unipaz (Universidade da Paz).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Oficina gastronômica, arte indígena e show de Joca Costa e Heliana Pinheiro neste sábado (04) no PratodoMundo

Exposição “Em torno do Beco” fica aberta até o dia 15 na Capitania das Artes