Encontro promovido pela UFRN discute mudanças climáticas no RN

A Escola de Ciências e Tecnologia (ECT/UFRN), em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Inovação (PPGCTI), promove, no dia 6 de dezembro, às 14h, o Encontro sobre Mudanças Climáticas no RN. O público-alvo são pesquisadores da instituição com trabalhos vinculados às mudanças do clima e suas consequências no âmbito estadual. O evento acontece na modalidade remota e os interessados devem confirmar interesse até o dia 26 de novembro, por meio deste e-mail.

O encontro é vinculado ao projeto Enfrentamento das Mudanças Climáticas no Rio Grande do Norte — Preâmbulos da Implantação de uma Rede Colaborativa (ECT/PPgCTI), que visa à implantação de uma rede cooperativa capaz de combater as mudanças climáticas no RN, com o apoio de Instituições públicas e privadas do ensino superior. Para isso, a iniciativa traz uma breve apresentação das ações de estudo, ensino e extensão que vem desenvolvendo. O objetivo é estabelecer conexões entre as diversas áreas do conhecimento, desde as ciências humanas até as exatas, e discutir pontos relevantes para a causa e sua Comissão de Planejamento em 2022.

As redes colaborativas são formas estratégicas de promover a adaptação face aos novos contextos socioeconômicos, visto que possibilita a transmissão de conhecimentos e o alcance de soluções em prol de uma meta em comum. O projeto considera que o RN carece de um sistema articulado para responder efetivamente às vulnerabilidades associadas aos efeitos do clima. A criação da rede é um passo importante para preencher essa lacuna e exige o levantamento e o mapeamento iniciais de instituições com ações direcionadas ao combate de mudanças extremas da temperatura da terra.

O monitoramento permite analisar a fragilidade dos municípios abarcados pelas ações e a qualidade dos serviços prestados à sua população. A etapa seguinte consiste no firmamento de contatos e parcerias com as organizações identificadas. Por último, espera-se a formação de uma rede de assistência entre as diversas instituições de ensino do estado que tenham a finalidade de exercer ações diretas e efetivas nas comunidades mais vulneráveis às instabilidades do clima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Circuito Sesc de Corridas promove etapa virtual solidária em dezembro

Coletivo Mulheres na Roda de Samba Natal lança Vakinha online