Fundação José Augusto lança Prêmio Glorinha Oliveira

A Fundação José Augusto lançou nessa sexta-feira, 12, o Prêmio Glorinha Oliveira. Um concurso que vai selecionar 400 propostas caracterizadas como HISTÓRIAS DE VIDA de trabalhadores e trabalhadoras da cultura, destinadas a constituir um acervo da memória artística e cultural potiguar e também como forma de apoiar os que vivem de atividades culturais e que, em consequência da pandemia de Covid-19 tiveram privada sua fonte de sobrevivência.

Com recursos da Lei Aldir Blanc, o Prêmio Glorinha de Oliveira tem um valor total de 1 milhão e 800 mil reais, sendo que 50% deste montante serão destinados para a Região Metropolitana de Natal/RN e 50%, para o interior do Estado. Cada história de vida selecionada receberá R$4.500,00.

Podem participar pessoas físicas ou MEI (Microempresário Individual) que tenham relação direta com a cadeia produtiva de arte e cultura do Estado, com atuação mínima de 2 (dois) anos, comprovada através de portfólio anexado às informações do currículo e, preferencialmente, que não tenham sido contemplados em 2020 em editais estaduais financiados por recursos da Lei Aldir Blanc  ou tenham sido contemplados com até dois editais.

As inscrições estarão abertas de 04 a 07 de dezembro. Cada proponente só poderá inscrever uma única proposta e deve preencher o formulário digital disponível no endereço eletrônico: https://bityli.com/StLzmU.

Compreende-se como trabalhador(a) da cultura, além de criadores de produtos artísticos ou culturais, técnicos integrantes da cadeia produtiva da cultura (produtor, técnico de som, iluminador, assistente de palco, roadie, montador de estruturas cênicas, diagramador, entre outros), e também praticantes de manifestações ligadas à cultura popular de tradição, incluindo-se a gastronomia e a medicina popular.

A história de vida deve ser, preferencialmente, registrada em vídeo de no mínimo 5 minutos e no máximo meia hora de duração, podendo ser gravada com telefone celular. São admitidas outras formas de registro da história de vida do(a) contemplado(a), mais conforme com a expressão cultural de seu domínio, devendo o(a) mesmo(a) entender-se com a coordenação do EDITAL antes de se decidir por um formato diferente.

Todos os detalhes, critérios e documentação necessária podem ser conferidos no Edital.

Glorinha Oliveira

Falecida em fevereiro de 2020, aos 95 anos, a cantora potiguar Glorinha Oliveira fez carreira na Era do Rádio e era uma das maiores estrelas do Rio Grande do Norte. Apelidada de Rouxinol Potiguar, Glorinha, além de cantora, também atuou como atriz, fez radionovelas e programas de humor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Faixas publicitárias irregulares recolhidas em Natal serão transformadas em sacolas ecológicas

Inscrições para a Oficina de Elaboração de Projeto Cultural do IFRN vão até 19 de novembro