Câmara debate aglomerações nos ônibus

As aglomerações no transporte público de Natal foram debatidas nesta sexta (07) na Câmara Municipal.  Os vereadores questionaram sobre custos do transporte com gratuidades e meia passagem de estudantes, contrapartidas das isenções fiscais concedidas pelo Município e pelo Estado às empresas, dívidas das empresas com o município, divulgação das medidas adotadas para orientar os usuários, além da possibilidade de manter distanciamento nos ônibus e de aumentar a frota ou as viagens.

Os técnicos da STTU apresentaram uma nota técnica com todas as informações sobre a frota atual, os impactos da pandemia no transporte público, cálculo da tarifa, demanda de passageiros e os parâmetros e critérios que definem essa demanda. De acordo com o secretário da STTU Paulo César Medeiros, a frota está em torno de 70% e a demanda em 40% e algumas linhas foram acrescidas para atender os usuários.

Participaram da reunião os vereadores Divaneide Basílio (PT), Brisa Bracchi (PT), Nina Souza (PDT) e os vereadores Anderson Lopes (SDD), Eribaldo Medeiros (PSB), Robério Paulino (PSOL), Luciano Nascimento (PTB), Preto Aquino (PSD), Raniere Barbosa (AVANTE) e Milklei Leite (PV,  representantes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), da Defensoria Pública Estadual e representantes do Sindicato das Empresas e Ônibus (Seturn) e da secretarias de Tributação do Estado e do Município.

Para os vereadores, o debate foi importante, apesar de permanecer sem definição sobre o retorno da totalidade da frota.  Ou seja, as aglomerações devem continuar.

* Com informações e foto da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal do Natal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Voltei!

Ônibus terão limite de passageiros