Últimas histórias

  • Sobre ,

    Vacinação contra sarampo e influenza inicia dia 04 de abril

    Na segunda-feira, 04 de abril, inicia a Campanha Nacional contra o Sarampo de 2022, que este ano acontece de forma simultânea com a Campanha de Vacinação contra a Influenza. O Rio Grande do Norte espera vacinar 1.275.043 pessoas pertencentes aos grupos prioritários para influenza.

    Para o sarampo a população-alvo desta campanha são as crianças de seis meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), além dos trabalhadores da saúde. São 207.896 crianças a serem vacinadas no RN contra o sarampo. A meta é vacinar, no mínimo, 95% dessas crianças. 

    Para a influenza a meta é vacinar, no mínimo, 90% de cada um dos grupos prioritários: crianças de seis meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas, idosos com 60 anos e mais, povos indígenas, professores, trabalhadores da saúde e demais grupos definidos pelo Ministério da Saúde.

    As vacinas tríplice viral (sarampo+caxumba+rubéola) e influenza serão ofertadas para administração na mesma visita ao serviço de saúde para crianças e trabalhadores da saúde respeitando a etapa de casa grupo. De acordo com o Ministério da Saúde, para estes dois imunizantes, a vacinação simultânea é uma atividade recomendada pelo Programa Nacional de Imunizações para redução de oportunidades perdidas de vacinação. 

    A primeira etapa da campanha contra Influenza acontece entre os dias 04 e 30 de abril, com a vacinação de idosos e trabalhadores da saúde. A segunda etapa da vacinação vai de 02 de maio a 3 de junho para os demais grupos. O dia “D” de mobilização estadual será realizado em 30 de abril, um sábado, quando os postos de saúde estarão abertos para vacinação dos grupos prioritários.

    Campanha de Vacinação contra Influenza e Sarampo:

    04 a 30 de abril – Influenza 1ª etapa: idosos e trabalhadores de saúde 

    02 de maio a 03 de junho – Influenza 2ª etapa: crianças de seis meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas, professores, povos indígenas, pessoas com comorbidades, deficiência permanente, forças de segurança e forças armadas, trabalhadores de transporte coletivo e caminhoneiros, trabalhadores portuários, funcionários e população do sistema de privação de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas 

    04 de abril a 03 de junho – Sarampo: crianças de seis meses a menores de 5 anos e trabalhadores da saúde 

    30 de abril – Dia D: Todos os grupos prioritários – sarampo e influenza

  • Sobre ,

    Vacinação derruba em mais de 4x a taxa de letalidade da Covid-19 no RN

    A vacinação vem se evidenciando cada vez mais importante no combate à Covid-19, a partir da análise dos dados da pandemia. Um estudo do Comitê de Especialistas para o Enfrentamento da Pandemia pela Covid-19 da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) reforça essa situação, demonstrando ainda a necessidade de cobrança do passaporte vacinal para proteção da sociedade. De acordo com a análise, a comparação entre as taxas de letalidade do atual momento da pandemia no Rio Grande do Norte e a primeira onda, em 2020, aponta para um índice 4,7 vezes menor nesta onda. Caso os índices fossem iguais, 505 vidas a mais teriam sido perdidas este ano para a Covid-19.

    Segundo o levantamento feito pelo Comitê e a avaliação dos dados feita pelo professor Ângelo Roncalli, na atual onda (dez/2021 a jan/22) no RM foram registrados 21.956 casos de Covid-19 e 133 óbitos, com uma letalidade de 0,6. Importante salientar ainda a subnotificação de casos, diante da dificuldade para realização de testes, como apontam relatos públicos. Se a terceira onda tivesse ocorrido nas mesmas condições da primeira (maio a julho de 2020), quando não havia vacina disponível, o número de óbitos chegaria a 638.

    O estudo concluiu também que se a terceira onda estivesse ocorrendo nas condições iguais às da segunda (março a julho de 2021), quando a campanha de vacinação estava em velocidade longe da ideal, o total de óbitos seria de 400, ou seja, 267 óbitos a mais.

    “Os dados são muito claros em mostrar como a vacinação tem um papel fundamental. No momento atual, com a chegada da variante Ômicron, temos uma taxa de letalidade muito baixa quando comparada às taxas das outras ondas, apesar de vermos um quantitativo de infecções muito alto. Atribuímos esse quadro à vacinação, porque as pessoas que estão hoje sendo hospitalizadas com quadros graves não estão vacinadas ou estão com seu ciclo vacinal incompleto, faltando a segunda ou a terceira dose, que é muito importante para fazer um papel protetor contra a nova variante. Então fica o alerta para as pessoas se vacinarem e se protegerem, pois as pessoas vacinadas que contraem a covid estão desenvolvendo as formas leves da doença, sem necessidade de serem hospitalizadas”, explicou Janeusa Souto, professora titular do Departamento de Microbiologia e Parasitologia da UFRN e integrante do Comitê de Especialistas.

    A professora defende, ainda, a importância do passaporte vacinal como forma de incentivar a vacinação junto à população que ainda não tomou as doses ou não completou o esquema vacinal. “A cobrança do passaporte vacinal deve ser vista como uma política de saúde pública, no sentido de estimular a população não vacinada a buscar a vacinação e se proteger, é um direito coletivo à saúde e essencial ao controle da pandemia”, ressaltou.

  • Sobre ,

    Servidores da saúde adoecem e Secretaria pede compreensão à população

    O aumento de casos de covid-19 e gripes tem afetado profissionais das mais diversas áreas, comprometendo o atendimento ao público em vários setores. Diante do afastamento de servidores por atestado médico, a Secretaria Municipal de Saúde de Natal emitiu Nota à População, pedindo compreensão sobre os possíveis atrasos e lentidão na vacinação contra o coronavírus.

    Confira a Nota:

    A Secretaria  Municipal de  Natal pede a compreensão da população em relação ao processo de vacinação que está mais lento em virtude de vários profissionais estarem de atestado médico. Nossos heróis são humanos e também adoecem. 

    A Prefeitura do Natal tem feito todo esforço para repor essa mão de obra, mesmo diante da escassez de recursos financeiros, e conta com a compreensão da população nesse momento.

    A SMS Natal orienta que caso você compareça a uma Unidade Básica de Saúde, e naquele momento haja falta de profissional, se dirija a uma UBS mais próxima ou a algum ponto extra de vacinação.

    Neste sábado, os pontos de pedestres do Via Direta funcionam das 9h às 21h e do Nélio Dias das 8h às 16h, ambos com vacinação de pedestre.

    A vacinação infantil acontece neste fim de semana no Midway e Partage Norte Shopping.

    No site https://vacina.natal.rn.gov.br/ tem todas informações e horários de vacinação.

  • Sobre ,

    Drives de vacinação funcionam até 18h neste sábado (11) em Natal

    A Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde, vai ampliar o acesso à vacinação com horário estendido neste sábado (11). Os drives Nélio Dias e Via Direta, que também contam com sala de pedestre, vão funcionar até às 18h com a aplicação da primeira, segunda ou terceira dose dos imunobiológicos contra a Covid-19. Para receber o imunizante, basta ser morador de Natal e comparecer aos locais com a documentação necessária. As informações oficiais sobre a vacinação no município podem ser encontradas em vacina.natal.rn.gov.br .

    VACINAÇÃO EM NATAL

    PRIMEIRA DOSE
    Pessoas com 12 anos e mais.

    SEGUNDA DOSE

    CORONAVAC
    Podem se vacinar as pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac.

    OXFORD
    Podem receber a aplicação da D2 da Oxford quem se vacinou até o dia 20 de setembro.
    Grávidas que tomaram a D1 de Oxford.

    As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer.

    PFIZER
    A segunda dose da Pfizer está disponível para quem tomou a primeira dose há 21 dias.

    JANSSEN

    A dose de reforço da Janssen pode ser aplicada com 02 meses de intervalo utilizando o imunizante Pfizer, para qualquer morador de Natal.

    Gestantes que anteriormente tenham se imunizado com a Janssen, se estiverem no intervalo de 05 meses após aplicação da dose única, podem buscar um ponto vacinal para receber o reforço com a Pfizer.

    TERCEIRA DOSE

    Estão aptos a receber a terceira dose: população em geral com 18 anos e mais (há quatro meses de conclusão do esquema vacinal com a D2 de  Coronavac, Oxford e Pfizer) e população com 70 anos e mais (há quatro meses de conclusão do esquema vacinal com a D2 de Coronavac, Oxford e Pfizer).

    Os Imunossuprimidos também podem receber a terceira dose, desde que tenham completado o esquema vacinal há 28 dias, apresentando laudo médico dentro das categorias: Imunodeficiência primária grave; Quimioterapia para câncer; Transplantadas de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/Aids; uso de corticóides em doses > 20mg/dia de prednisona, ou equivalente, por > 14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune ou pacientes com hemodiálise e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

  • Sobre ,

    Natal amplia D2 e D3 da Pfizer e realiza Dia D contra a Covid-19

    A Prefeitura do Natal amplia neste sábado (27) o público em vacinação apto a receber a D2 e D3 do imunobiológico da Pfizer. Qualquer morador do município que tenha tomado a primeira dose até 30 de outubro, já pode receber a segunda dose desse imunizante. 

    A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS/Natal) também vai ampliar os públicos em vacinação com a dose de reforço D3 para 58 anos e mais nesta sexta (26) e 55 anos e mais na segunda-feira (29); o critério exigido nesse caso é que a pessoa tenha completado cinco meses (150 dias) da conclusão de seu esquema vacinal (a contar da segunda dose de Coronavac, Oxford ou Pfizer ou ainda dose única da Janssen).

    A outra novidade é que as gestantes que anteriormente tenham se imunizado com a Janssen, busquem um ponto vacinal para receber o reforço vacinal com a Pfizer, desde que estejam no intervalo de cinco meses pós aplicação da dose única.

    Neste sábado (27) a Prefeitura do Natal realiza o Dia D da Mega Vacinação contra a Covid-19 na capital. Todas as salas de vacinação das unidades básicas de saúde do Município, vão funcionar das 08h às 12h, com a aplicação da primeira, segunda ou terceira dose dos imunizantes (exceto a UBS Panatis que passa por manutenção). Neste mesmo dia, os drives do Via Direta e Nélio Dias funcionam das 08h às 16h; e o trailer instalado na Árvore de Mirassol, das 18h às 22h (este funciona de quinta-feira a domingo). Toda a documentação necessária para receber os imunobiológicos pode ser conferida no vacina.natal.rn.gov.br .

    VACINAÇÃO EM NATAL

    PRIMEIRA DOSE
    Pessoas com 12 anos e mais.

    SEGUNDA DOSE

    CORONAVAC
    Podem se vacinar as pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac.

    OXFORD
    Podem receber a aplicação da D2 da Oxford quem se vacinou até o dia 20 de setembro.
    Grávidas que tomaram a D1 de Oxford.
    As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer.

    PFIZER
    A segunda dose da Pfizer está disponível para quem tomou a primeira dose até 30 de outubro.

    JANSSEN

    Gestantes que anteriormente tenham se imunizado com a Janssen, se estiverem no intervalo de 05 meses após aplicação da dose única, podem buscar um ponto vacinal para receber o reforço com a Pfizer.

    TERCEIRA DOSE

    Estão aptos a receber a terceira dose: população em geral com 58 anos e mais na sexta (26) e 55 anos e mais na segunda-feira (29); e profissionais e trabalhadores da saúde a partir de 18 anos. É necessário ter completado o esquema vacinal, com duas doses ou dose única, de qualquer imunizante (Coronavac, Oxford ou Pfizer) há cinco meses ou 150 dias para os idosos e seis meses ou 180 dias para os profissionais e trabalhadores da saúde; este último grupo ainda deve apresentar documentação comprobatória de vínculo.

    Os Imunossuprimidos também podem receber a terceira dose, desde que tenham completado o esquema vacinal há 28 dias, apresentando laudo médico dentro das categorias: Imunodeficiência primária grave; Quimioterapia para câncer; Transplantadas de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/Aids; uso de corticóides em doses > 20mg/dia de prednisona, ou equivalente, por > 14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune ou pacientes com hemodiálise e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).


  • Sobre ,

    Mossoró alcança 51% da população totalmente vacinada

    Dados do programa estadual RN Mais Vacina apontam que a cidade de Mossoró alcançou 51% da população totalmente vacinada contra a Covid-19. Segundo o levantamento, 155.350 mossoroenses já completaram o esquema vacinal com a 1ª e 2ª doses. Os números mostram resultados positivos do programa ‘Mais Vacina’, desenvolvido pela Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Saúde.

    A vacinação contra a Covid acontece diariamente no município, incluindo os dias de sábado, domingo e feriados. De segunda a sábado, a população tem acesso à vacinação da Covid no Ginásio do SESI, das 8h às 16h, e nos domingos e feriados a vacinação acontece no Ginásio de Esporte Pedro Ciarlini, também das 8h às 16h.

    A população de Mossoró que tem dificuldade de locomoção também tem acesso à vacinação da Covid nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) através do sistema de agendamento. Segundo a secretária de Saúde Morgana Dantas, a vacinação da Covid é disponibilizada também nas UBSs para atender às pessoas que não têm como se deslocar até os ginásios do Sesi ou Pedro Ciarlini. “A população que tem dificuldade de locomoção também pode ser vacinada nas Unidades Básicas de Saúde, basta que faça um agendamento”, explicou Morgana.

    VACINAÇÃO – A imunização contra a Covid continua acontecendo com a administração da 1ª dose, 2ª dose e dose de reforço para todos os profissionais de Saúde que completaram seu esquema vacinal há cinco meses e para os idosos com 60 anos acima que também completaram a vacinação há cinco meses.   

    Desde sexta-feira (22), as doses da vacina da Oxford –AstraZeneca acabaram em Mossoró, portanto, as pessoas que tomaram a primeira dose da Oxford precisam esperar a chegada de uma nova remessa. Segundo o coordenador de Imunizações do município, Etevaldo de Lima, a SESAP não deu nenhuma previsão de quando novas doses de imunizantes contra Covid chegarão a Mossoró.

  • Sobre ,

    RN tem cerca de 170 mil potiguares com atraso na D2

    No Rio Grande do Norte, 169.504 potiguares estão em atraso na aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19. Diante da circulação da variante delta em nosso estado, bem como, da liberação dos eventos de massa e afins no qual é exigido o passaporte da vacina, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) alerta e orienta a população a buscar as salas de vacinação para regularizar o esquema vacinal.

    Até o presente momento, há 44 casos confirmados de pessoas infectadas pela variante delta no estado. A vacina é a forma mais eficaz de prevenir a contaminação e disseminação da doença, além da possibilidade de evitar o desenvolvimento de casos graves e morte.

    A completude do esquema vacinal no Rio Grande do Norte também é exigência para acesso a eventos de massa, sociais, recreativos, conferências, convenções, simpósios e afins com público superior a 300 pessoas, equipamentos públicos e privados, estádios, ginásios, eventos desportivos, cinemas, teatros, salas de concertos, museus. 

    O Decreto Nº 30.940, de 30 de setembro de 2021, estabelece a obrigatoriedade de comprovação do esquema vacinal em conformidade com o calendário de imunização com o objetivo de estimular a adesão da sociedade ao plano nacional de vacinação contra a Covid-19 e garantir um cenário epidemiológico favorável no RN.

    Para ter acesso aos eventos, o público deverá apresentar a comprovação através do aplicativo Mais Vacina,;certificado de vacinas digital disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde (SUS) – Conecta SUS; ou, comprovante/caderneta/cartão de vacinação impresso ou papel timbrado, emitido pelas secretárias de saúde.

    De acordo com a plataforma RN+Vacina, 76% da população geral do estado já tomou a primeira dose da vacina contra o coronavírus, equivalente a pouco mais 2,425 milhões de potiguares. E, 47% da população já está totalmente vacinada, ou seja, mais 1,5 milhão de pessoas já receberam a segunda dose ou dose única da vacina contra Covid.

    Boletim Epidemiológico

    O último Boletim Epidemiológico emitido, nessa quarta-feira (06), pela Sesap registra 369.273 casos confirmados, 177.464 suspeitos, 738.903 descartados, 259.995 recuperados, 7.346 óbitos pela Covid-19. Nenhum óbito foi registrado nas últimas 24 horas.

    Na manhã desta quinta-feira (07), a taxa de ocupação de leitos críticos no RN é de 27,6%; Região Metropolitana – 33,3%; Região Oeste – 20,4%; e, Região Seridó – 6,7%.

  • Sobre ,

    Natal vacina adolescentes de 12 anos ou mais sem comorbidades

    A Prefeitura do Natal iniciou nesta segunda-feira, 27, a vacinação dos adolescentes com idade de 12 anos, residentes na capital. Com isso, o município termina a aplicação da primeira dose em toda população vacinável, uma vez que até o momento não há liberação da Anvisa ( Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para vacinar pessoas abaixo dos 12 anos. 

    As pessoas dessa faixa etária podem procurar um dos pontos de vacinação para receber a primeira dose do imunizante contra a Covid-19, mas devem ir acompanhadas dos pais ou representantes legais, sendo necessário o cadastro prévio no RN+Vacina, através do registro de seus responsáveis na plataforma, e levar comprovante de residência de Natal, documento com foto e cartão de vacina.

    A SMS Natal reforça que as pessoas acima de 12 anos, que ainda não foram tomar a primeira dose, se dirijam a um dos drives de vacinação para serem atendidas. A lista com as Unidades Básicas e os pontos de drives e grupos em vacinação, podem ser acessados através do https://vacina.natal.rn.gov.br/ .

    SEGUNDA DOSE

    • CORONAVAC 
      As pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac podem procurar as UBS do município ou qualquer drive-thru.
    • OXFORD
      UBS do município e todos os drives estarão com aplicação da D2 da Oxford para quem se vacinou até o dia 17 de julho.
    • Grávidas que tomaram a D1 de Oxford
      As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer e em todas as UBS do município ou qualquer ponto de aplicação.
    • PFIZER
      A segunda dose da Pfizer está disponível nas UBS do município ou nos drives Nélio Dias, Palácio dos Esportes, Via Direta e SESI para quem tomou a primeira dose até 06 de agosto.


    TERCEIRA DOSE
    Pessoas com 90 anos e mais que tenham completado o esquema vacinal, com duas doses, de qualquer imunizante (Coronavac, Oxford ou Pfizer) há pelo menos seis meses, estão aptas a receber a D3. Para isso, as pessoas devem levar o cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal em qualquer ponto de aplicação da cidade.

  • Sobre ,

    Natal amplia públicos de vacinação contra Covid-19

    A Prefeitura do Natal ampliou os públicos aptos a receber a segunda dose dos imunobiológicos de Oxford e Pfizer nesta quarta-feira (22). Aqueles que receberam a primeira dose do imunizante de Oxford até 17 de julho, além de quem recebeu a D1 de Pfizer até 06 de agosto, vão poder buscar qualquer ponto de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS/Natal) para concluir o esquema vacinal com a segunda dose.

    Os adolescentes sem comorbidades de 15 anos e mais vão poder iniciar o esquema vacinal, também nesta quarta (22), em qualquer ponto de imunização, acompanhados dos pais ou representantes legais. Esse público deve realizar o cadastro prévio no RN+Vacina através do cadastro de seus responsáveis na plataforma.

    “Lembramos que os demais públicos já contemplados anteriormente, a exemplo de pessoas com comorbidades ou deficientes com 12 anos e mais, também podem buscar um ponto vacinal para receber a primeira dose dos imunizantes com a documentação exigida”, enfatiza o secretário de Saúde de Natal, George Antunes.

    Todas as informações oficiais com públicos em vacinação, documentação, dúvidas frequentes e locais de vacinação podem ser conferidas em vacina.natal.rn.gov.br .

    A vacina dos idosos com a D3 também vai ser ampliada a partir desta quarta (22). Poderão buscar qualquer ponto de aplicação o público idoso com 90 anos e mais, estando com o esquema vacinal completo (duas doses ou dose única) de qualquer imunobiológico, há pelo menos seis meses.