Últimas histórias

  • Sobre , ,

    Projeto da UFRN e MTUR abre seleção de municípios para ações de turismo e gestão das orlas

    O projeto Brasil, essa é nossa praia, parceria entre a UFRN e o Ministério do Turismo (MTUR), recebe, até o próximo dia 8 de novembro, inscrições de municípios banhados por águas federais, tanto costeiras quanto lacustres, fluviais ou estuarinas, que estejam inseridos no Mapa do Ministério pertencentes às categorias A, B ou C. Todas as normas da seleção foram publicadas no edital disponível neste link.

    A ação deve selecionar nove municípios brasileiros e tem como objetivo geral orientar destinos turísticos quanto à implementação de ações de gestão responsável, incentivando a adoção de boas práticas em sustentabilidade por gestores públicos, comunidade local e turistas. Entre as ações específicas, o projeto deve prestar assessoria técnica na revisão e/ou elaboração de Planos de Gestão Integrada da Orla (PGIs) nos destinos turísticos selecionados, criando condições para que mais destinos turísticos de praia façam a adesão à política nacional do Projeto Orla.

    Para Leilianne Barreto, coordenadora do projeto e professora do Departamento de Turismo (Detur/UFRN), a ação deve contribuir em um avanço para que as orlas passem a ser geridas pelos municípios. “Muitos deles têm dificuldades para aderir ao Projeto Orla, por falta de uma equipe especializada, e nós, enquanto Universidade e com uma equipe qualificada, vamos dar apoio a esses municípios para que possam conquistar essa adesão, incentivando a adoção de boas práticas em sustentabilidade por gestores públicos, comunidade local e turistas”, destaca.

    O projeto será realizado de dezembro deste ano a dezembro de 2022 com atividades como: oficina virtual de capacitação sobre a metodologia do Projeto Orla para os gestores dos municípios; contratação de facilitador do Projeto Orla para elaboração do Plano de Gestão Integrada (PGI) nos municípios; acompanhamento das oficinas do Projeto Orla, do processo de elaboração do PGI e da institucionalização do Comitê Gestor da Orla no município; curso em formato EaD sobre a gestão sustentável do turismo, voltado para gestores públicos e privados; e encontro nacional de gestores dos municípios selecionados para troca de experiências, discussão e compartilhamento de boas práticas entre os municípios.

    Os resultados e toda a documentação do projeto estão disponíveis no site do Programa de Pós-Graduação em Turismo. Dúvidas ou informações podem ser consultadas pelo e-mail brasilnossapraia@gmail.com.

  • Sobre ,

    Encontro debate cenário da Ciência no RN e os cortes orçamentários

    Acontece nesta sexta-feira, 22, o evento Encontros com a Ciência: cenário de CTI no RN e os cortes orçamentários. Promovido em parceria entre a UFRN e a Coordenação Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC-RN), o debate espera reunir professores e pesquisadores de todas as instituições de ensino superior do Rio Grande do Norte. A reunião é remota e realizada pelo Google Meet das 14h30 às 15h30.

    Com mediação da professora do Instituto do Cérebro e membro do Conselho da SBPC, Maria Bernardete Cordeiro de Sousa, o encontro recebe os professores José Ivonildo do Rêgo, do Departamento de Engenharia de Computação e Automação e diretor do Instituto Metrópole Digital; Selma Maria Jerônimo, do Departamento de Bioquímica e diretora do Instituto de Medicina Tropical; e José Renan de Medeiros, do Departamento de Física Teórica e Experimental e membro da Academia Brasileira de Ciências.

    No dia último dia 8, o Ministério da Economia anunciou o corte de 87% do orçamento destinado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Com isso, a pesquisa brasileira viu uma verba de R$ 690 milhões cair para apenas R$ 89 milhões. Tal cenário é extremamente preocupante diante da quantidade de pesquisadores que contam com o investimento de recursos federais para desenvolverem seus trabalhos.

    “O Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI), cujas atividades são gerenciadas pelo Ministério do mesmo nome, encontra-se numa fase de descapitalização dos seus fundos de financiamento, decorrente da política do atual governo. Os cortes que ocorreram na semana passada demonstram claramente que a Ciência, tecnologia e inovação estão sob pressão e não constituem uma prioridade nacional”, afirma Bernardete Sousa.

    Ainda de acordo com Bernardete, o evento contribui para que pesquisadores, professores e demais membros da comunidade acadêmica tomem conhecimento do momento político e financeiro relacionado à ciência. Em sua avaliação, é importante que todos estejam mobilizados para debater o tema.

    “Desse modo, a comunidade científica precisa conhecer de modo mais aprofundado a realidade atual e, por meio da discussão sobre este tema, elaborar de maneira conjunta propostas de enfrentamento para tentar reverter estas ações, bem como o seu impacto na CTI no nosso estado e no Brasil”, conclui a pesquisadora.

  • Sobre ,

    UFRN lança 5º Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica

    A Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) divulgou o edital da quinta edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica da UFRN. A premiação será concedida a alunos de Iniciação Científica e Tecnológica que se destacarem, sob os aspectos de relevância e de qualidade do trabalho completo e vídeo de divulgação científica apresentados durante a XXXII edição do Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica da UFRN (eCICT 2021). 

    Os interessados poderão se candidatar às categorias Trabalho Destaque de Iniciação Científica e/ou Vídeo Destaque de Divulgação Científica, nas quais concorrerão ao prêmio com estudantes da mesma grande área do conhecimento. O prêmio abrange as áreas de Ciências Exatas, da Terra e Engenharias; Ciências da Vida; e Ciências Humanas, Sociais, Letras e Artes. Os vencedores receberão bolsas de iniciação científica, no valor de R$ 600 a R$ 800 mensais por um ano, de acordo com a classificação na premiação.

    São elegíveis a participar do prêmio os estudantes que tiveram a submissão de seu trabalho ao eCICT 2021 autorizada pelos respectivos orientadores no Sigaa. Para se inscrever, o autor do trabalho deverá preencher e enviar o formulário de inscrição eletrônico até o dia 7 de novembro. O edital completo do prêmio, incluindo os procedimentos para inscrição, está disponível no site da Propesq.

    eCICT 2021

    O prazo de submissão de trabalhos para o eCICT 2021 está aberto até o dia 31 de outubro. Para participar do congresso, o discente deve realizar a submissão do trabalho e do vídeo de divulgação científica por meio do Sigaa (Portal do Discente → Pesquisa → Congresso de Iniciação Científica → Submeter Trabalho Completo).

    Este ano, o evento ocorrerá totalmente no formato virtual, via Sigaa, entre os dias 23 e 25 de novembro, com a Mostra de trabalhos e vídeos de Ciência, Tecnologia e Inovação. Já o eCICT 2021 Virtual ocorrerá pela plataforma AvaProex, com disponibilidade de conteúdo on demand no período de 24 a 28 de janeiro de 2022. 

    O eCICT 2021 seguirá o tema A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta e ocorre com uma mostra de trabalhos e de vídeos de Ciência, Tecnologia e Inovação, produzidos pelos alunos de iniciação científica e tecnológica da UFRN. Após o evento, os trabalhos e vídeos permanecerão disponíveis para a comunidade em geral na página do encontro. 

  • Sobre , ,

    UFRN bate recorde em concessões de patentes

    A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) atingiu nesta terça-feira, 05, a melhor marca de sua história em números de concessões de marcas patentes: 16. Isso, só no ano de 2021.

    São fórmulas farmacêuticas, alternativa para o diagnóstico do câncer, protetor para quadril, tecnologias inovadoras na área de petróleo e de energias renováveis, entre outros.

    Em toda sua história, a UFRN já recebeu 40 concessões de patentes, movimento que começou em 2014.

    “Sabemos que a inovação é fundamental para o desenvolvimento socioeconômico do nosso país, portanto acreditamos que deve ser cada vez mais incentivada. É por isso que o novo Plano de Desenvolvimento Institucional da UFRN inclui uma política de inovação e o Plano de Gestão 2019-2023 a insere como fator estratégico, em que o desenvolvimento acadêmico passa pela excelência no ensino, na pesquisa, na extensão e na inovação. Os resultados observados são fruto da valorização da inovação no planejamento institucional ao longo dos anos”, considera o reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo.

  • Sobre ,

    Maestro André Muniz recebe cidadania natalense

    Pernambucano radicado há anos em Natal, o querido maestro da Orquestra Filarmônica da UFRN, André Muniz, recebeu justa cidadania natalense no último sábado durante o primeiro concerto presencial da orquestra, marcando a retomada das apresentações com público durante a pandemia. Proposta pelo vereador Pedro Gorki (PCdoB) e a vereadora licenciada Júlia Arruda, o ato solene contou com a presença de autoridades, comunidade acadêmica, familiares e amigos do homenageado.

    “Cheguei aqui um menino com formação técnica e me tornei um maestro através das oportunidades que Natal, cidade que escolhi por adoção, me ofereceu. Então, receber a cidadania natalense é um motivo de absoluta alegria, especialmente porque mostra que professores e artistas não estão invisíveis. Ou seja, estamos contribuindo e o nosso esforço está sendo observado pela sociedade. Isso é muito gratificante!”, concluiu o maestro.

  • Sobre

    Especialista destaca cuidados necessários para manter saúde bucal em dia

    Uma rotina de cuidados diários é importante para manter a higiene bucal em dia, entretanto, muitas vezes, esses cuidados podem ser negligenciados por falta de tempo. Esse é um dos alertas feitos pela especialista Gabriela Karla Santos Avelino Leitão, cirurgiã dentista da Unidade de Cabeça e Pescoço do Hospital Universitário Onofre Lopes, vinculado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte e à Rede Ebserh (Huol-UFRN/Ebserh).

    A cirurgiã dentista é mais uma profissional convidada a participar da cartilha Dicas de Saúde do Huol-UFRN/Ebserh, nesta edição em que a pauta de cuidados com a saúde bucal ganha destaque. Segundo Gabriela, além dos cuidados diários, é importante manter bons hábitos alimentares e visitas periódicas ao dentista, para que se possa diagnosticar alterações bucais em fase inicial, tratar o que for necessário e orientar de forma individualizada os cuidados com a saúde bucal que devem ser realizados em casa.

    São oito os erros mais comuns relacionados com a higiene bucal:

    Escovar com muita força;

    Usar escovas com cerdas duras;

    Não trocar a escova com frequência;

    Usar creme dental em excesso;

    Escovar os dentes logo após a refeição;

    Trocar a escovação por enxaguante bucal;

    Utilizar creme dental para clareamento sem prescrição do dentista;

    Usar o fio dental só para remover restos de alimentos retidos.

    Cuidados especiais com crianças, idosos e gestantes

    Existem indicações específicas para higiene bucal em diferentes fases da vida, como na infância, gestação e velhice. Com as crianças, as técnicas adotadas levam em consideração a maturidade e a habilidade manual da criança. Nos bebês, antes da erupção do primeiro dentinho, não é indicada a limpeza da boca.

    Quanto aos idosos, cuidados especiais devem ser dados aos usuários com próteses dentárias. Muitos pacientes acreditam que por não terem mais dentes, não precisam escovar a boca, nem visitar um dentista. De toda forma, a boca deve ser higienizada após as refeições principais, assim como as próteses.

    Entre os cuidados com as gestantes, o Ministério da Saúde recomenda que a gestante seja encaminhada para uma consulta odontológica ao iniciar o pré-natal, pois fatores como deficiências nutricionais, altos níveis de estrógeno e progesterona, presença de placa bacteriana favorecida por fatores locais, assim como o estado transitório de imunodepressão podem causar diversas alterações na cavidade oral.

    O conteúdo completo da cartilha Dicas de Saúde com o tema Saúde Bucal pode ser acessado neste site.

  • Sobre ,

    Filarmônica da UFRN retoma espetáculos presenciais com o concerto “Beethoven com Humor”

    Juntar a 5ª Sinfonia de Beethoven com um solista comediante é no mínimo inusitado. É com essa combinação inédita, leve e divertida, que a Filarmônica da UFRN volta, depois de quase dois anos, a ter público presencial em sua apresentação.

    O concerto Beethoven com Humor acontece no próximo dia 2 de outubro, às 20h, no anfiteatro do Papódromo, na UFRN. Para esse encontro, o solista convidado que vai desconstruir tudo o que o público entende de música erudita é Ticiano D`Amore. O comediante, que é também professor de guitarra da UFRN, promete fazer um concerto com bastante humor e muitas surpresas.

    O ingresso pode ser adquirido gratuitamente, no portal de eventos do LAIS (Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde), até a próxima quinta-feira, dia 30 de setembro. Além de seguir os protocolos de biossegurança no local, podem fazer parte do evento apenas pessoas que tenham tomado pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19. 

    O professor da UFRN e maestro André Muniz garante que “o público vai ser surpreendido do começo ao fim do concerto. Além disso, todo o humor é a tradução da felicidade de voltarmos a ter plateia em nossos concertos”. 

    Sobre Ticiano D`Amore

    Ticiano D’Amore é guitarrista e professor da Escola de Música da UFRN. Atua nos grupos Diogo Guanabara e Macaxeira Jazz e Banda Café. É endossado pela empresa de encordoamentos Solez. É formado em Música Licenciatura pela UFRN, bacharel em Administração pela UNP, é mestre em Administração pela UFRN e é doutor em Administração pela UFRN. E ainda faz piada com tudo isso.

  • Sobre ,

    Museu Câmara Cascudo reflete sobre recomeços na Primavera dos Museus

    No longo inverno de perdas, os tempos, finalmente, convidam a pensar em recomeços. A partir desta terça-feira, 21, o Museu Câmara Cascudo (MCC) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) inicia a programação da 15ª Primavera dos Museus, evento promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e que mobiliza centenas de instituições em todo o país. O tema definido para este ano, “Museus: perdas e recomeços”, propõe a reflexão sobre a função dos Museus em momentos como os da pandemia da Covid-19, seja como espaços de experiências sociais, históricas ou artísticas, como repositórios de experiências e emoções ou como espaços individuais e coletivos de superação e reinvenção. 

    O Museu Câmara Cascudo aproveita o momento para pensar e preparar seu recomeço, ainda com uma programação virtual com lives, apresentações culturais e propostas de atividades infantis transmitidas pelos nossos canais do MCC Virtual, no YoutubeFacebook e Instagram. A programação segue até o domingo, 26. 

    Nesta terça-feira, 21, às 19h, um encontro de especialistas em paleontologia discute as perdas do patrimônio paleontológico brasileiro a partir do caso do fóssil do Ubirajara jubatus, um dinossauro de 120 milhões de anos, originário do Sul do Ceará e que foi levado ilegalmente para o Museu de História Natural de Karlsruhe, na Alemanha. 

    Com mediação dos estudantes Pedro Tolipan e Glaudson Albuquerque, a live conta com a participação de Flaviana Lima, Paleobotânica e professora da Universidade Federal de Pernambuco, Kleberson Porpino, biólogo especialista em paleontologia de mamíferos e professor na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, além de Renan Bantim, paleontólogo e professor na Universidade Regional do Cariri, no Ceará. A live terá, ainda, a participação do professor Claude Aguilar, do Setor de Paleontologia do Museu Câmara Cascudo, além da apresentação do Pachyarmatherium brasiliense, cujo fóssil está preservado no Museu Câmara Cascudo. A transmissão acontece no Youtube e Facebook.

    Ao longo da semana, nas redes sociais, também é possível conhecer um pouco mais do acervo da Biblioteca Setorial Veríssimo de Melo, do Museu Câmara Cascudo, com uma seleção de obras que falam do tema da Primavera dos Museus.

    A programação completa da 15ª Primavera dos Museus está disponível no site do MCC na internet, no endereço www.mcc.ufrn.br. No site, também é possível encontrar os links para inscrições em cada evento. 

    TERÇA (21/9)

    19h – LIVE: Ubirajara: fósseis, patrimônio e museus

    Mediação: Pedro Tolipan (MCC-UFRN) e Glaudson Albuquerque (MCC-UFRN)

    Convidados: Flaviana Lima (UFPE), Kleberson Porpino (UERN), Renan Bantim (URCA)

    Transmissão pelo MCC Virtual (Youtube e Facebook)

    QUARTA (22/9)

    16h – Dinos Brasileiros para crianças

    Mediação: Cristiana Moreira e bolsistas do Setor Educativo do MCC

    Transmissão pelo MCC Virtual (Youtube e Facebook)

    QUINTA (23/9)

    16h – Curso de Gestão em Museus Municipais e Comunitários

    O desafio da gestão

    Convidado: Diego Lemos Ribeiro (UFPel)

    Mediação: Moysés Siqueira (MCC/UFRN)

    Transmissão pelos canais do Youtube do Museu Câmara Cascudo e do Museu do Seridó

    21h – “Continua…”, apresentação de Patrícia Leal e músicos convidados

    Transmissão pelo MCC Virtual (Youtube) e pelo canal da Professora Patrícia Leal

    SEXTA (24/09)

    11h – Visita virtual: O incrível mundo das plantas

    Com Glaudson Albuquerque

    Transmissão pelo Youtube

    14h – Visita Virtual: Das pistas aos gigantes: os dinossauros no MCC

    Com Pedro Tolipan

    Transmissão pelo Instagram

    SÁBADO (25/9)

    10h – Planetário Barca dos Céus

    “Um ensaio sobre relações entre céu e mar”
    Especial da Primavera

    Equipe do Planetário Barca dos Céus/UFRN

    Vagas limitadas – Inscreva-se