Últimas histórias

  • Sobre

    Exposição em Braille oferece experiências sensoriais a partir de amanhã na Câmara de Natal

    “Uma outra visão”. O tema da exposição já dá uma ideia de um dos objetivos. Fazer com que as pessoas vivenciem a realidade de deficientes visuais. Os visitantes terão, em alguns momentos, os olhos vendados, e serão convidados a andar com ajuda de bengalas e ler livros em braille, o sistema de leitura para pessoas cegas.

    Um dos destaques da exposição será a Cartografia Inclusiva. O projeto do mestrando em Geografia da UFRN, Bruno Santos, utiliza mapas táteis no ensino da disciplina. “Os mapas contribuem significativamente para a inclusão das pessoas com baixa visão ou mesmo cegas no sistema de educação. São recursos que podem e devem ser incluídos na metodologia de ensino, nas salas de aula regulares de nossas escolas”, afirma Bruno.

    Além dos mapas táteis, também serão expostos materiais didáticos inclusivos, feitos com materiais de baixo custo, para serem usados na promoção da educação inclusiva. “É papel de toda a sociedade pensar em inclusão das pessoas com deficiência, em todos os espaços. É ultrapassada a visão de que essas pessoas tem que ficar em casa, sem direito até mesmo à educação. Esse tempo já passou”, diz o vereador Tércio Tinoco.

    A exposição é organizada pelo gabinete do vereador e pela Escola do Legislativo Potiguar, conta com a participação do Instituto dos Cegos do RN e Associação dos Deficientes Visuais do RN, e faz parte da programação do Setembro Verde. “Um outro olhar” também terá atrações para os próprios deficientes visuais, como fotografias, acessíveis por meio de audiodescrição e textos em braille.

    BRAILLE

    O Braille é um sistema de leitura e escrita usado por milhões de pessoas cegas e com deficiência visual em todo o mundo, criado pelo francês Louis Braille. Ele ficou cego aos 3 anos de idade e as 20 conseguiu formar o sistema, que combina de maneiras diferentes de 1 a 6 pontos em relevo. A leitura se faz da esquerda para a direita.

    SERVIÇO
    Exposição em Braille: Uma outra visão
    Escola do Legislativo Potiguar (Câmara de Vereadores de Natal)
    Quinta, 23/09 – 8h às 16h
    Sexta, 24/09 – 8h às 12h
    Entrada Gratuita

  • Sobre ,

    Câmara de Natal tem Sessão Ordinária Inclusiva

    Quase 30% da população potiguar tem algum tipo de deficiência. Mas essas pessoas ainda ocupam poucos espaços de poder na sociedade, menos ainda na política. Na Câmara de Vereadores da capital, por exemplo, dos 29 vereadores, apenas um é cadeirante. Tércio Tinoco, administrador de 34 anos, está em seu primeiro mandato, e é a primeira pessoa nessa condição a assumir uma vaga na história da Casa.

    Mas a Sessão Ordinária desta terça-feira (21) vai ser completamente diferente. No lugar dos 29 vereadores, estarão 29 pessoas com algum tipo de deficiência. Cada uma foi indicada pelos parlamentares oficiais da Câmara. A Sessão Ordinária Inclusiva, é uma iniciativa do vereador Tércio, faz parte das ações do Setembro Verde e vai marcar o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência.

    A Sessão Ordinária Inclusiva vai acontecer dentro do regimento normal da Câmara, dentro do horário do pequeno expediente, entre 14h e 15h. Cada “vereador” vai ter cerca de 2 minutos para falar no Plenário.

    SERVIÇO
    Sessão Ordinária Inclusiva
    Câmara de Vereadores de Natal
    Terça, 21/09 – 14h às 15h