Últimas histórias

  • Sobre ,

    Educação do RN abre processo seletivo para contratação temporária

    O Governo do RN abre processo seletivo simplificado para cadastro de reserva de professores e especialistas de educação. O edital, publicado na edição de hoje (26) do Diário Oficial do Estado (DOE), é destinado às áreas de conhecimentos e componentes curriculares ofertadas pela rede estadual de ensino. O processo de seleção é de responsabilidade da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC) com a supervisão da Secretaria de Estado da Administração (SEAD). As inscrições serão exclusivamente pela internet.

    Os candidatos irão compor cadastro de reserva, sem número de vagas fixadas, para assumir, conforme necessidade da SEEC, o exercício de docência, de modo temporário, nos ensinos fundamental, médio e suas modalidades (educação profissional, educação do campo, educação escolar indígena, educação escolar quilombola), assim como nas unidades prisionais e Centros de Atendimento Socioeducativo. Os contratos terão vigência de até 12 (doze) meses, prorrogável por igual período, de acordo com a necessidade.

    “O processo seletivo vem para atender as demandas que a rede estadual de educação apresenta. Com os professores temporários, por exemplo, novas licenças podem ser emitidas, como aquelas por motivação de saúde, e assim garantir que tenhamos professores em sala de aula. Outro aspecto importante é o alcance deste processo seletivo, pois haverá a contratação de profissionais para a educação quilombola, indígena e do campo, presente em assentamentos, acampamentos e comunidades rurais, além dos estudantes atendidos nas unidades socioeducativas e nas unidades prisionais. Uma pluralidade de cenários que contará com profissionais capacitados”, explica Getúlio Marques, secretário de Educação do RN.

    Para se inscrever, os interessados devem realizar a leitura do edital e acessar, a partir do dia 3 de março, o portal do SIGEduc, disponível em https://sigeduc.rn.gov.br, preencher a ficha de inscrição. O valor da inscrição é de R$ 30,00 e será possível realizar a solicitação de isenção desta taxa. O mesmo portal de inscrição também será onde poderão ser apresentados os recursos. 

    O critério estabelecido para classificação é por títulos educacionais e declaração de experiência em docência. A remuneração dos contratos temporários será a de um professor graduado, ou especialista, em início de carreira, cujo valor atual é de R$ 3.031,18 para o regime de trabalho de 30 horas semanais, com exceção dos professores de Língua Materna, destinados às populações indígenas, e o componente curricular de Ciências Agrárias, para a Educação do Campo, que admite formação de Nível Médio. Estes terão vencimento igual ao do Professor Permanente Nível I – A, cujo valor atual é de R$ 2.165,13 para o regime de trabalho de 30 horas semanais.

    O prazo de validade do processo seletivo será de um ano, contado a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período. Toda a documentação exigida, esquema de pontuação classificatória e os componentes curriculares do cadastro reserva podem ser conferidos, na íntegra, no edital.

    Cronograma do Processo Seletivo Simplificado

    Publicação do Edital: 26 de fevereiro

    Inscrições via internet: 3 a 9 de março

    Solicitação da taxa de inscrição: 3 a 4 de março

    Divulgação do resultado da isenção: 7 de março

    Período de homologação das inscrições: 10 a 22 de março

    Resultado preliminar do certame: 23 de março

    Interposição de recurso: 24 a 25 de março

    Resultado final: 31 de março

  • Sobre ,

    Professores da rede estadual aprovam indicativo de greve e ato público para reivindicar Piso

    Os trabalhadores em educação da Rede Estadual de ensino aprovaram indicativo de greve e a realização de um ato público na sexta-feira, 04 de fevereiro, em frente à Governadoria, às 9h. A atividade acontecerá no mesmo dia da audiência com o Governo. As deliberações foram tiradas em Assembleia virtual conduzida pelo SINTE/RN na tarde dessa quarta (02).

    Desta forma, ficou acertado que a categoria vai iniciar o movimento grevista em 14 de fevereiro, data prevista para a retomada das aulas no Estado. Isso se o Governo até lá não apresentar uma proposta para implementar os 33,24% relativos ao Piso Salarial 2022.

    ENCAMINHAMENTOS

    Todos os encaminhamentos apresentados durante a Assembleia foram aceitos pela maioria que participou. Ao todo, 93% dos participantes disseram sim, 4% votaram não, enquanto outros 3% se abstiveram. Veja abaixo as deliberações:

    • Indicativo de greve aprovado, com início da greve marcado para 14 de fevereiro, caso até essa data o Governo não apresente proposta;
    • Ato em frente à Governadoria nesta sexta-feira (04), às 9h;
    • Nova Assembleia em 07 de fevereiro, às 14h, para avaliar o cenário (se há negociação ou não/avaliar a audiência marcada para sexta, 04/02);
    • Veicular vídeo e spot em TVs e rádios;
    • Incluir na pauta o plano de carreira dos funcionários, a lei do tempo integral e a lei do porte das escolas;
    • Durante a jornada pedagógica comparecer de acordo com o cenário (protestar com cartazes);
    • Marcar reunião com as regionais e a categoria para mobilizar e fortalecer a luta, bem como recomendar que as regionais façam assembleias; e
    • Enviar ofício ao Governo do Estado comunicando as deliberações desta Assembleia.
  • Sobre ,

    Fuja da Fake, Foco no Fato: professor cria projeto para combater informações falsas

    Neste Dia dos Professores, nada como começar com uma notícia bem legal que vem lá de Pernambuco e é destaque hoje no portal UOL. A matéria da xará Ana Paula Bimbati é daquelas que dá um quentinho no coração e a gente sente a esperança vicejar.

    No início do ano letivo e começo da vacinação contra covid-19 na cidade de Paulista, em Pernambuco, o professor, contador de história e empreendedor social  Glaucio Ramos percebeu que deveria conversar com seus alunos a respeito de notícias mentirosas. Ali, nas primeiras aulas remotas em fevereiro, ele constatou que boa parte das famílias não iria se imunizar após ler informações falsas, as tão famosas fakes news.

    Glaucio conta que os alunos estavam receosos e depois de muita conversa, resolveu criar um formulário online para alunos e outro para os pais. A maioria respondeu que não iria tomar vacina por não se sentir segura.

    Daí, o professor partiu para criação do projeto Fuja da Fake, Foco no Fato. “Construí um processo com seis estratégias de checagem de notícias, depois fizemos exercícios práticos e uma campanha educativa com vídeos e memes”, explica o professor.

    Para auxiliar no processo, os estudantes conheceram o livro “Esquadrão Curioso: Caçadores de Fake News”, de Marcelo Duarte, e aprenderam a criar roteiros para vídeos. A turma então desenvolveu uma série de cards com vídeos e memes acessíveis por QR code, expostos em uma praça da cidade.

    Cada card mostrava as produções dos alunos, realizadas com a ajuda das famílias. “A ideia era alcançar os pais e levar a informação, então foi interessante esse envolvimento de todos”, relembra o professor.

    O projeto foi desenvolvido com os alunos do 8º ano da Escola Municipal Cônego Costa Carvalho. Mas com o impacto positivo, a secretaria municipal de educação quer expandir para todas as escolas da rede.

    A educação não é um processo instantâneo, mas esse projeto possibilitou que a visão das famílias mudasse rapidamente. Fiquei feliz em ver a mudança acontecendo na prática, porque pra mim educação é isso, gera mudança social.”
    Glaucio Ramos, professor de Língua Portuguesa