Últimas histórias

  • Sobre

    Março Lilás alerta sobre a importância de prevenir e diagnosticar precocemente o câncer do colo uterino

    O mês de março, que tradicionalmente já é dedicado às mulheres devido à celebração do Dia Internacional da Mulher (08/03), também foi escolhido para dar foco à saúde do público feminino, em especial a uma doença que, segundo o Instituto Nacional do Câncer – Inca, é o terceiro tipo de câncer mais incidente entre as mulheres: o do colo do útero.

    A campanha Março Lilás alerta a população brasileira sobre a importância do rastreamento e detecção precoce da doença, cujo pico de incidência se dá na faixa etária de 45 a 50 anos, e a mortalidade aumenta progressivamente a partir da quarta década de vida, segundo informações do Inca.

    O médico oncologista e diretor de oncologia do Sistema Hapvida, Alexandre Gomes, explica que o câncer do colo uterino nada mais é do que a alteração das células do colo do útero da mulher. “Essa alteração é causada na maioria das vezes pelo papilomavírus humano (HPV) e o exame preventivo é o Papanicolau, através da colposcopia – que permite a visualização do colo do útero e da vagina com lentes de aumento – e pela biópsia do tecido do colo do útero. Quando esta alteração é detectada precocemente, as chances de cura são altíssimas”, explica.

    Segundo o médico, a prevenção primária do câncer do colo do útero está relacionada à diminuição do risco de contágio pelo HPV, que muitas vezes se dá através do contato sexual. “Nesse caso, o uso de preservativos é muito importante, pois o vírus pode estar presente tanto no organismo do homem quanto da mulher”, destaca Alexandre Gomes.

    Outra forma de prevenir a doença, de acordo com o especialista, é a vacinação contra o HPV. “O imunizante já está no calendário vacinal para meninas de 9 a 13 anos e meninos de 11 a 14 anos. Por isso, a importância de levar seus filhos para se vacinarem”, ressalta o médico do Sistema Hapvida.

    O tabagismo também é um fator de risco para a pessoa adquirir a doença.  “O tabaco aumenta a incidência desse câncer e é proporcional à quantidade de cigarros que a pessoa fuma”, alerta Alexandre Gomes.

    Em relação ao tratamento, o médico explica que pode ser feito desde a retirada parcial ou total do colo do útero, seguida ou não de radioterapia e quimioterapia. “Por isso, é importante que as mulheres e os homens, parceiros dessas mulheres, tenham consciência da importância do exame preventivo. O diagnóstico precoce salva vidas”, finaliza o oncologista.

  • Sobre

    Dia Internacional da Mulher pauta mês de ações na Assembleia Legislativa

    Palestras, debates e ações de saúde marcam as celebrações em torno do Dia Internacional da Mulher – comemorado anualmente em 8 de março – na Assembleia Legislativa do RN. Os eventos começam no dia 7 de março (segunda-feira), às 9h, com painel de abertura com a presença das deputadas Cristiane Dantas (SDD), Eudiane Macedo (Republicanos) e Isolda Dantas (PT), que compõem a Frente da Mulher na Casa, seguida pela aula inaugural “Nísia Floresta: Que mulher é essa?”, ministrada pela professora Udymar Pessoa.

    “O mês de março é um mês emblemático, em que nós comemoramos muitas conquistas e lembramos dos muitos desafios que continuamos enfrentando e galgando novas conquistas. Na abertura das comemorações, vamos fazer um momento de fala com as deputadas da Casa expondo nossas trajetórias políticas. Estamos em um ano de eleição, um ano político e queremos incentivar mais mulheres na política. Teremos também uma palestra sobre Nísia Floresta, mulher pioneira que inspira tantas outras”, anunciou a presidente da Frente Parlamentar da Mulher, deputada Cristiane Dantas.

    Durante todo o mês de março a Assembleia Legislativa do RN, através da Escola da Assembleia e da Divisão de Programas Complementares de Saúde e Bem-Estar, vai oferecer ampla programação encerrando com a Semana de Saúde da Mulher, com mutirão de mamografia gratuita e outras ações.

    PROGRAMAÇÃO
    07/03 (segunda-feira) – 9h
    – Painel de abertura – deputadas Cristiane Dantas, Eudiane Macedo e Isolda Dantas
    – Aula inaugural – “Nísia Floresta: Que mulher é essa? Quem é essa mulher? “. Palestrante – Professora Udymar Pessoa.
    Local: Auditório Cortez Pereira

    15/03 (terça-feira) – 14h
    – Palestra – “Independência financeira como fator de empoderamento feminino”. 
    Palestrante: Kênia Raissa – Rede Mulheres que Marcam. 
    Local: Escola da Assembleia

    17/03 (quinta-feira) – 14h
    – Palestra – “Empreendedorismo do zero para mulheres”
    Palestrante – Evanice Dias. 
    Local: Escola da Assembleia

    25/03  (sexta-feira) – 8h
    – Palestra – “Mulher de propósito”.
    Palestrantes – Aline Chacon e Manuele Medeiros. 
    Local: Escola da Assembleia

    29 e 30/03 (terça e quarta)
    Manhã: 7h às 11h30
    Tarde: 13h30 às 17h
    – Mamografia com apoio do carro do Grupo Reviver.
    Local: Estacionamento frontal da Assembleia
    Serão reservadas 50% das vagas para as funcionárias terceirizadas da Casa.