Últimas histórias

  • Sobre , ,

    Idema e Jornada no Bosque lançam concurso de fotografia

    O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema, junto ao Programa Museal Jornada no Bosque, lançaram, nessa segunda-feira (11), o Edital do “Concurso Jornada Fotográfica: A Natureza viva em você”. O concurso é aberto à comunidade, não sendo permitido vínculo com as instituições responsáveis. Os interessados têm até 1º de maio para se inscrever e encaminhar fotografia legendada, com a temática ambiental nas Unidades de Conservação Estaduais do Rio Grande do Norte.

    O Concurso tem como objetivo captar olhares diversos sobre a natureza presente nas Unidades de Conservação, fomentar a aproximação e o fortalecimento de laços e memórias afetivas com o patrimônio natural do RN, além de incentivar a produção contemporânea da fotografia.

    As inscrições acontecem até o dia 1º de maio. As fotografias poderão ser inscritas em duas categorias: “UCs em foco” e “EuNatureza”. A primeira delas contempla fotografias que apresentem a biodiversidade local ou a interação do ser humano com o ambiente nas Unidades de Conservação Estaduais; e a última, contempla obras de fotoperformance que apresentem a relação do artista com a natureza que compõe exclusivamente a biodiversidade das Unidades de Conservação Estaduais.

    Para o coordenador do Núcleo de Gestão de Unidades de Conservação (NUC/Idema), Rafael Laia, além de serem espaços com belas paisagens e repletos de vida silvestre, as Áreas Protegidas, como o Parque das Dunas e a Área de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais, são uma das mais eficazes maneiras de se proteger ecossistemas naturais e, por consequência, a biodiversidade.

    “O Concurso de fotografia será uma das atividades ofertadas durante a Semana do Meio Ambiente. Através das imagens, o concurso busca promover as Unidades de Conservação Estaduais do RN, ao mesmo tempo em que nos ajuda a relembrar da importância desses ambientes para a vida na Terra. Precisamos conhecer e valorizar mais nossa natureza e a biodiversidade potiguar”, comentou Laia.

    Para o idealizador do Programa Jornada no Bosque, Maurício Panella, o Concurso presta um estímulo nesse sentido, ao aliar educação, arte e meio ambiente.

    “Nesses quase quatro anos de ações do Jornada na Unidade de Conservação Parque das Dunas, nossa equipe fica feliz de perceber o engajamento das pessoas com nossas criações em espaços naturais. E agora, por meio do Edital Jornada Fotográfica – a natureza viva em você, criado em parceria com o Núcleo de Unidades de Conservação do Idema, teremos a oportunidade de apresentar e aproximar as pessoas com a biodiversidade de outras UCs, utilizando a fotografia como meio. Nos sentimos felizes em poder criar essa rede de parceria entre os órgãos públicos municipais e estaduais, construindo um maior diálogo entre as secretarias de Cultura, Educação e Meio Ambiente, e, também, com as empresas incentivadoras do Jornada, por meio das Leis de Incentivo Djalma Maranhão e Câmara Cascudo”, comentou Panella.

    Seleção

    As imagens serão avaliadas por uma Comissão Julgadora, formada por profissionais da fotografia e de meio ambiente, através dos critérios de impacto visual, originalidade e domínio. A premiação final ocorrerá em 05 de junho de 2022, no Dia Mundial do Meio Ambiente.

    Premiação

    As fotos podem ser profissionais ou amadoras, e passarão por duas votações; comissão avaliadora e voto popular. Serão premiadas as cinco melhores fotografias de cada categoria, cumprindo os requisitos estabelecidos. Os autores das melhores fotografias de cada categoria receberão as seguintes premiações:

    1º lugar: Um final de semana (de sexta a domingo) com acompanhante na Pousada Toca da Coruja em Pipa (APA Bonfim-Guaraíra);

    2º lugar: Um final de semana (de sexta a domingo) com acompanhante na pousada do Élio, em Guamaré, e trilha aquática no Rio Tubarão com direito a caiaque e a stand up paddle (RDS Estadual Ponta do Tubarão);

    3º lugar: Um passeio com acompanhante nos Parrachos de Maracajaú (APA dos Recifes de Corais);

    4º lugar: Um passeio com acompanhante nos Parrachos de Rio do Fogo (APA dos Recifes de Corais);

    5º lugar: Um passeio de buggy com acompanhante nas dunas de Jenipabu (APA Jenipabu).

    Leia o Edital e faça sua inscrição no site do Idema (idema.rn.gov.br).

    Foto: Caroline Macedo

  • Sobre

    Grêmio da Rampa abre inscrições gratuitas para curso de fotografia com o celular

    O Grêmio da Rampa está com inscrições abertas para o curso gratuito “Fotografia com o celular”, que será ministrado pelo professor e fotógrafo Henrique José. A atividade acontece entre 11 e 27 de abril, nas segundas, terças e quartas, das 14h30 às 17h30, presencialmente (rua João Carlos, n° 312, bairro Santos Reis).

    O curso tem duração de 30 horas e é voltado para pessoas a partir dos 12 anos, moradores de Natal. As inscrições devem ser feitas de forma presencial, até o dia 8 de abril, das 14h às 17h, no Grêmio da Rampa. É preciso levar RG e CPF.

    Para além do compartilhamento de conteúdo e técnicas afins à fotografia, a ideia é trabalhar com metodologias participativas num viés freiriano, que possa trazer um diagnóstico socioterritorial dos participantes a partir de duas provocações: “Que lugar lhe faz sorrir?” e “Que lugar lhe faz sonhar?”. 

    Dentro do conceito de museu-paisagem, a curadoria do projeto de ocupação artística do Complexo Cultural Rampa acredita que é necessário considerar todo o território, os bairros e a cidade. O Grêmio da Rampa, inaugurado no último dia 2, nasce com esse propósito: envolver os moradores do entorno, despertar o pertencimento e democratizar o saber. É um espaço de aprendizagem, de troca, de produção para a geração de renda para as comunidades. 

    EXPOSIÇÃO

    Até o dia 22 de abril é possível conferir no espaço do Grêmio a exposição Ribeilinhas (Ribeira em Linhas), do fotógrafo Henrique José, do Mercado da Foto. O ensaio reúne imagens sobre o Natal e a Ribeira, registradas ao longo de uma década pelo artista, e transitam entre a fotografia de rua e a fotografia contemplativa. A visitação acontece das 14h às 17h.

    COMPLEXO CULTURAL RAMPA

    O Complexo Cultural Rampa é um equipamento do Governo do Estado do RN. O projeto de ocupação artística do espaço, Rampa – arte museu paisagem está sob responsabilidade da Casa da Ribeira. A produção executiva é da House Cultura, com benefícios da Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura, Fundação José Augusto e Governo do RN.

    SERVIÇO

    CURSO “FOTOGRAFIA COM O CELULAR”

    De 11 e 22 de abril. Inscrições gratuitas de 04 à 8 de abril, das 14h às 17h, presencialmente no Grêmio da Rampa. 

  • Sobre

    Mossoró: Inscrições para oficinas do Estação Juventude 2.0 encerram-se neste domingo (06)

    O prazo para o encerramento das inscrições para o Programa Estação Juventude 2.0 encerra-se no próximo domingo (6). O Processo Seletivo Simplificado (PSS) para seleção de jovens em vulnerabilidade social tem como foco a qualificação profissional de jovens mediante a oferta de oficinas.

    A inscrição para as oficinas ofertadas pelo programa pode ser feita exclusivamente pelo endereço eletrônico https://estacaojuventude.prefeiturademossoro.com.br. Para se inscrever, o candidato(a) deve residir no município de Mossoró e ter entre 15 e 29 anos.

    O candidato poderá se dirigir à Gerência de Programas e Projetos, na sede da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, para ter acesso à plataforma on-line e realizar a inscrição.

    As aulas das oficinas serão na modalidade presencial, respeitando todas as regras de prevenção à Covid-19 dispostas pelas autoridades sanitárias. As oficinas ocorrerão no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), nos turnos matutino e vespertino. O horário das oficinas realizadas pela manhã vai ocorrer das 8h às 12h e na parte da tarde das 13h às 17h.

    O programa ofertará as seguintes modalidades de oficinas: Introdução a Web designer; Básico de doceria; Fotografia básica; Condutor em Turismo, Cultura, Ecoturismo e roteiros. As três primeiras oficinas terão sete turmas e a última contará seis.

    No ato da inscrição, o interessado(a) à vaga deve anexar os seguintes documentos na plataforma on-line:

    a) Formulário de inscrição;

    b) Documento oficial de identificação – RG;

    c) Cadastro de Pessoa Física – CPF;

    d) Folha Resumo Cadastro Único com o Número de Identificação Social (NIS);

    e) Comprovante de residência no Município de Mossoró/RN em nome próprio ou de seu genitor/a;

    f) Histórico Escolar, Declaração ou Certificado de Conclusão (quando houver);

    g) Carteira de trabalho (quando houver): páginas de identificação, último contrato de trabalho com a página seguinte em branco e atualizações salariais;

    h) O comprovante de renda familiar atualizado de todos os membros domiciliados com o candidato (quando houver).

  • Sobre

    Premiado fotógrafo Orlando Brito lança loja virtual

    Desde o último sábado, 26/02, quem quiser adquirir as obras fotográficas que Orlando Brito produziu no Brasil e pelo mundo afora, ao longo de seus quase 60 anos de profissão, poderá acessar o site https://o-brito.lojaintegrada.com.br/, escolher a imagem de sua preferência, fazer o pagamento na plataforma e receber a arte em casa.

    No lançamento da loja, que tem parceria com a agência Santafé Ideias e Comunicação, estão disponíveis cerca de 100 imagens, divididas em categorias que marcam a produção e a história fotográfica de OBrito: “Brasil em Transe”; “Corpo e Alma”; “Iluminada Capital”; “Senhoras e Senhores”; e “Índios”, que faz parte de uma linha premium.

    As obras estão disponíveis no tamanho entre 30x40cm e 40x60cm, ao custo de R$ 500, já com o frete incluído e são entregues impressas em papel fotográfico de alta qualidade. A seleção especial “Indios” entregue em papel algodão super premium HahnemüleI, tamanho 50x75cm e com tiragem limitada tem o custo de R$ 2 mil, já com o frete incluso.

    O fotógrafo Orlando Brito é um ícone do fotojornalismo brasileiro, retratou presidentes e personalidades políticas desde a ditadura militar como um registro da história do Brasil. Além do cotidiano, ele também é especialista em fotos de indígenas, de florestas, da natureza ou simplesmente imagens abstratas que transmitem pura poesia e que foram capturadas com a sensibilidade que só os grandes artistas possuem. Suas imagens podem transmitir uma crítica ao atual momento político que o país vive ou simplesmente a delicadeza que só pessoas com corações sensíveis e poéticas podem perceber no momento do click.

    Carreira

    Brito nasceu em Janaúba (MG), mas foi em Brasília que se criou e se tornou um dos mais conhecidos e respeitados fotojornalista do Brasil. Em 1964, aos 14 anos, começou sua carreira como laboratorista da sucursal do jornal carioca Última Hora e dois anos depois já fazia parte do time de fotojornalistas do periódico.

    Em seguida foi para a sucursal jornal O Globo e ficou de 1969 a 1981, quando se transferiu para a revista Veja, assumindo o cargo de editor de fotografia até 1985 na capital Federal. Foi editor do Jornal do Brasil, no Rio de Janeiro, de 1987 a 1989. Nos anos 1990, retornou a Brasília, para assumir a chefia da revista Caras e entre 1989 e 1993, voltou à Veja. Em seguida, criou a agência de notícias ObritoNews, que mantém até hoje.

    Foi o primeiro brasileiro a receber o World Press Photo Prize concedido pelo Museu Van Gogh, na Holanda, em 1979. Conquistou 11 vezes o Prêmio Abril de Fotografia e, a partir de 1987, foi considerado hors-concours da premiação.

    Em 1991, ganhou uma bolsa da Fundação Vitae para a realização do projeto Senhoras e Senhores (1992), em que fotografou pessoas famosas com mais de 80 anos. Orlando Brito ainda publicou os livros: O Perfil do Poder (1981), Brasil: de Castello a Fernandos (1996) e Poder, Glória e Solidão (2002).

  • Sobre ,

    Companhia Giradança estreia filme “Economia da Encarnação” e lança o livro “Zona Dissoluta”

    O filmedança Economia da Encarnação retrata a dança de corpos mitológicos, criando lendas e referências sobre si mesmos, e é a mais nova estreia da Companhia Giradança que acontece no dia 13 de janeiro. Já o lançamento do livro Zona Dissoluta, que mescla imagens e um diário de bordo da obra inédita, será feito pela Companhia no dia 14. Os dois lançamentos foram contemplados pelo Rumos Itaú Cultural 2019-2020 e acontecem através da plataforma Zoom, sempre às 20h, com distribuição gratuita de ingressos pelo Sympla.

    Uma obra que possui erotismo, não no sentido sexual, mas um erotismo no sentido de fundir corpos e dissolver fronteiras. Assim podemos definir o filmedança Economia da Encarnação, que reflete sobre a automitologia da fêmea – termo que amplia o ser feminino e suas possibilidades de narrativa – e a oportunidade de atribuir ao corpo múltiplas possibilidades.

    Para Alexandre Américo, diretor artístico do Giradança, o filmedança revela um espetáculo que não tem tempo nem lugar definidos. “Pensamos em uma direção de vídeo que captasse imagens em um espaço sem contexto, para dar ênfase a esses corpos. Trabalhamos a pintura corporal nas fêmeas, observando como elas dançam, como se apresentam as automitologias”.

    A peça é um encontro entre as três bailarinas da companhia Giradança, Jania Santos, Joselma Soares e Ana Carolina Vieira, com a coreógrafa convidada do espetáculo, Elisabete Finger. 

    “Queria criar com essas fêmeas uma coreografia que fosse não uma representação de histórias, mas uma encarnação delas: as que ouvimos, as que contamos, as que inventamos, as que reescrevemos. Se mitologias são formas de narrativas que transmitem determinados saberes, fizemos nessa peça nossas automitologias”, explica a coreógrafa.

    Elisabete Finger é performer e coreógrafa. Desenvolve trabalhos que perseguem uma ‘lógica de sensações’ e se ocupam de um erotismo da matéria: um corpo-matéria que se funde, colide e atravessa outras matérias.

    Zona Dissoluta

    Zona Dissoluta é o segundo livro escrito e organizado por Alexandre Américo e trata sobre a tentativa de dissolução da imagem da deficiência que permeia a Companhia Giradança, deixando que a arte seja o tema principal, emancipando os corpos com ou sem deficiência. 

    Considerado um experimento político-estético, com projeto gráfico de Vinícius Dantas e fotos da artista Guesc, o livrodança fala sobre o que foi e o que pretende ser o Giradança, através de vários escritos, fotos e cadernos de artistas – diário de bordo de cada artista que participa da obra Economia da Encarnação.

    “Compartilho, sem nenhum pudor, esses cadernos com erros, urgências e rasuras”, revela Alexandre Américo.

    O livrodança é cheio de cores, texturas e conduções, através de hiperlinks, com uma incrível surpresa no final. Ele ficará disponível para leitura online e para download a partir do dia 14. No mesmo dia, logo em seguida, acontece a reexibição do filmedança Economia da Encarnação.

    O filmedança  Economia da Encarnação e o livrodança Zona Dissoluta têm o apoio do Rumos Itaú Cultural 2019-2020.

    Serviço

    Lançamento do filmedança  Economia da Encarnação e do livrodança Zona Dissoluta 

    Dias 13 e 14 de janeiro, às 20h

    Através da plataforma Zoom

    Reserva de ingressos: https://www.sympla.com.br/evento-online/filmedanca-economia-da-encarnacao–e-book-zona-dissoluta/1452807

    Classificação indicativa: 16 anos

  • Sobre , ,

    Salões Cores do Interior e Dorian Gray abrem suas portas para as artes plásticas do RN

    Pinturas, esculturas, fotografias, desenhos e instalações. Começa nesta quarta-feira, 29, em Mossoró o maior encontro de artes plásticas do Rio Grande do Norte. O Festival Cores do Interior e VI Salão Dorian Gray abrem suas portas às 17h no Teatro Lauro Monte Filho.

    Mostra diversa e abrangente do que se produz em terras potiguares, os Salões levam ao público obras de 180 artistas de todas as regiões do Estado.  Muitas das obras participantes estarão disponíveis para comercialização diretamente com os artistas que a produziram. Haverá também o lançamento de um catálogo com as obras expostas.

    Destinada a todos, sem cobrança de ingressos, mas obedecendo aos protocolos de prevenção da Covid e higiene adotados pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde, a visitação vai até o dia 15 de outubro e ocorre em horários e dias alternados para evitar aglomerações. Às terças e quartas, durante a manhã, as exposições podem ser visitadas das 8h30 às 12h. Já no período da tarde, nas quintas e sextas, o horário é das 15h às 18h.

    Nesta edição, o Festival resgata e homenageia o potiguar Antônio Roseno de Lima. Quase desconhecido no Rio Grande do Norte, o artista plástico e fotógrafo nascido no município de Alexandria (1926 +1998) trabalhou e faleceu em São Paulo, e é tema de estudo e de publicações do Prof. Geraldo Porto, da UNICAMP. Sua obra integra  acervos dos museus de arte bruta na Europa.

    O Festival Cores do Interior é uma iniciativa da Sociedade dos Amigos da Pinacoteca Potiguar (SAPP) e conta com o apoio da Lei Aldir Blanc – Governo Federal, Ministério do Turismo e Secretaria de Cultura, Governo do RN – Fundação José Augusto.

    SERVIÇO

    Festival Cores do Interior e VI Salão Dorian Gray

    De 29 a 15 de outubro no Teatro Lauro Monte Filho – Mossoró

    Visitação:

    Terças e quartas – 8h30 às 12h.

    Quintas e sextas – 15h às 18h.

    Entrada gratuita

  • Sobre ,

    Curso “Fotografando com Canindé Soares” acontece neste final de semana e é gratuito

    Através da Lei Aldir Blanc, via Edital de Formação e Pesquisa da Fundação José Augusto, o curso Fotografando com Canindé Soares pretende contribuir para revelar e incentivar novos talentos da fotografia no RN, repassando um rico material para transformar consideravelmente a maneira como a maioria fotografa atualmente.

    Muito além das selfies, as aulas vão explorar os conceitos, técnicas, criatividade e dicas que só um profissional capacitado pode compartilhar. Oportunizando conteúdo acessível para que os participantes possam atuar no mercado da fotografia digital e na produção de imagens para postagem cultural e comercial em sites, blogs, redes sociais entre outros.

    O curso acontecerá no próximo sábado, dia 25, em dois turnos: das 10h às 12h e das 14h às 16h, contemplando 08 módulos, de 30 minutos cada. Ao final de cada módulo um bate papo e tira dúvidas. As pessoas participam através da plataforma Zoom direto de suas casas, conectadas de seus smartphones, computadores e/ou notebooks.

    Ao compartilhar um conhecimento de qualidade, e com a experiência adquirida em anos de trabalho, Canindé Soares se propõe a capacitar o participante a ter a fotografia como elemento comunicador e conceitual na divulgação de diversos produtos e serviços, em especial no segmento da economia criativa, podendo produzir fotos tão boas quanto as capturadas por câmera profissionais.

    Uma exposição virtual no www.canindesoraes.com será realizada no final do curso com o resultado fotográfico de cada um dos participantes.

    Os interessados podem fazer as inscrições gratuitas enviando nome completo, cidade/bairro que reside e contato de whatsapp para o e-mail fotografia@canindesoares.com                                                              

    Mais informações: (084) 9. 9994-2841 / 9 8790 1373