Últimas histórias

  • Sobre ,

    Hemonorte lança campanha de carnaval para incentivar a doação de sangue

    Com o intuito de aumentar o estoque de bolsas de sangue, que no momento está crítico, o Hemonorte lança na próxima terça-feira (22) a campanha “Neste carnaval doe alegria, doe sangue”.

    A campanha mostra a importância das pessoas doarem sangue antes do período carnavalesco, pois quem está precisando de uma transfusão não pode esperar.

    De acordo com o Diretor Geral do Hemonorte, Rodrigo Villar, “o estoque do Hemocentro tem se mantido na faixa de 200 bolsas, o que inviabiliza  atender as solicitações dos hospitais. Devido a criticidade do estoque, as bolsas de sangue estão indo somente para as urgências. O estoque está crítico em todas as unidades da Hemorrede estadual”.

    Às empresas e instituições que quiserem aderir à campanha, o Hemonorte dispõe do Projeto Van Solidária, que oferece transporte a grupos compostos de dez pessoas que quiserem doar sangue. Neste primeiro momento, o serviço estará disponível para Natal, Macaíba, Extremoz, São Gonçalo do Amarante e Parnamirim. Para agendar o transporte, o responsável pelo grupo deve ligar para o telefone: 3232-6724.

    Para ser um doador de sangue é preciso: ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos de idade precisam de consentimento do responsável legal); estar saudável; pesar acima de 50 kg; ter dormido 6 horas na noite anterior; evitar alimentos gordurosos antes da doação, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores e apresentar um documento oficial com foto.

    O intervalo de doação para quem tomou a vacina da Covid-19 varia de acordo com o imunizante: CoronaVac – 48h, Oxford, Pfizer e Janssen – 7 dias após cada dose.

    O Hemonorte funciona na Av. Alexandrino de Alencar, 1800, Tirol, (próximo ao Parque das Dunas/Bosque dos Namorados). Quem estiver no interior do Estado pode procurar a unidade de coleta mais próxima. O Hemocentro tem unidades em: Mossoró (R. Projetada, s/n. Bairro Aeroporto – Ao lado do Hospital Tarcísio Maia), Caicó (R. Renato Dantas, 455. Centro), Currais Novos (R. Carnaúbas dos Dantas, 150. Bairro JK) e Pau dos Ferros (BR 405 – km 03, nº. 19 – Bairro Arizona – ao lado do Hospital Regional).

  • Sobre ,

    Hemonorte tem “estoque crítico” e convoca doadores de sangue

    Com “estoque crítico” de sangue, o Hemocentro Dalton Barbosa Cunha do Rio Grande do Norte (Hemonorte) está convocando doadores e sensibilizando a população do estado para aumentar o número de bolsas de sangue.

    O Hemonorte é responsável pela execução da política nacional de sangue e hemocomponentes e tem como principal objetivo criar uma cultura de doação voluntária de sangue. De acordo com a unidade, o baixo estoque está comprometendo as demandas por transfusão.

    O que é a doação de sangue?

    A doação de sangue é um gesto solidário de doar uma pequena quantidade do próprio sangue para salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos e intervenções médicas de grande porte e complexidade, como transfusões, transplantes, procedimentos oncológicos e cirurgias.

    Quais são os requisitos para doação de sangue?

    Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos e que estejam pesando mais de 50kg. Além disso, é preciso apresentar documento oficial com foto e menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis.

    Pessoas com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar temporariamente.

    Os interessados em doar devem comparecer ao Hemonorte, localizado na Av. Alexandrino de Alencar, 1800, Tirol, (próximo ao Parque das Dunas) – de segunda a sábado, das 7h às 18h. Informações: (84)3232-6733

  • Sobre

    Hemonorte celebra a Semana Nacional do Doador de Sangue

    O Hemocentro Dalton Cunha (Hemonorte) realiza de 23 a 27 de novembro a Semana Nacional do Doador de Sangue. Este ano, as ações estão voltadas para sensibilizar a população sobre a importância da doação após a vacina contra a Covid-19.

    Como forma de homenagear os heróis da vida real, aqueles que doam sangue para salvar vidas e relembrar a doação como um gesto que deve acontecer regularmente, o Hemonorte preparou uma programação especial para o dia mundial alusivo aos doadores de sangue, 25 de novembro, às 9h, no hall da Unidade.

    “Devemos agradecer sempre ao doador de sangue, mas particularmente neste mês, as ações serão voltadas ao  reconhecimento do valor que os doadores de sangue têm para a continuidade da vida dos que necessitam de transfusão de sangue”, falou a Diretora do Departamento de Apoio Técnico, Miriam Mafra.

    Durante a semana haverá apresentações musicais com Ivo Netto, Joedson Silva, William Souza e o conjunto UFRN Cellos, em parceria com a Cabo Telecom e Neuma Leão Decorações.

    Para ser um doador a pessoa tem que estar saudável, ter entre 16 e 69 anos de idade (quem for menor de 18 anos precisa estar acompanhado do responsável legal),  pesar acima de 50 kg, ter dormido bem na noite anterior, evitar alimentos gordurosos antes da doação, não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores, estar alimentado e portar um documento oficial com foto.

    Quanto a vacinação contra a Covid-19, o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de imunizante:

    CoronaVac – 48h após cada dose
    Oxford – 7 dias 
    Pfizer – 7 dias 
    Janssen – 7 dias 
    Vacina contra gripe – 48h

  • Sobre

    Senado aprova projeto que proíbe discriminação de doadores de sangue por orientação sexual

    O Senado aprovou, nessa quinta-feira (4), o projeto de lei que proíbe a discriminação de doadores de sangue com base na orientação sexual. A matéria segue para apreciação da Câmara dos Deputados.

    O autor do projeto, senador Fabiano Contarato (Rede/ES), alega que o impedimento de doação de sangue, seus componentes e derivados por homens que se relacionam sexualmente com outros homens é uma grave manifestação homofóbica, em vigor em inúmeros países. Segundo ele, trata-se de uma restrição absolutamente injustificada que não se baseia em critérios técnicos, mas na discriminação por orientação sexual.

    Fabiano Contarato ressalta ainda que o projeto não pretende interferir nos critérios técnicos e científicos utilizados no tratamento do material coletado, mas impedir que se utilizem regras sem fundamentos científicos e que resultam em clara discriminação social. A lei resultante da aprovação do projeto passará a vigorar a partir de sua publicação.

    Fonte: Agência Senado