Últimas histórias

  • Sobre ,

    Orquestra Sinfônica do RN abre Temporada 2022 nesta quarta (30) com concerto gratuito

    Música e reencontros. A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN abre a temporada 2022 do Projeto Movimento Sinfônico retornando ao palco do Teatro Riachuelo, com as “Quartas Clássicas”, no dia 30 de março, às 20h. A entrada é gratuita e com vagas limitadas.

    Os interessados podem se inscrever através do Sympla a partir das 9h desta terça-feira (29) e garantir seu ingresso pelo link: https://www.sympla.com.br/concerto-oficial-de-abertura-da-temporada-2022__1528502 ou através da “bio” do perfil @osrn.oficial no Instagram.

    Sob a regência do maestro Linus Lerner, a Orquestra irá interpretar um programa especial que inclui a peça Concertino Brasileiro para Trompete, composta pelo trompetista e compositor brasileiro, Gilson Santos, em 2020, durante o momento agudo da Pandemia de Covid-19. Originalmente escrita para orquestra de cordas, ganha uma versão inédita para o Concerto de Abertura incluindo, também, os sopros. São três movimentos que prometem envolver o público com sonoridades e provocam sentimentos profundos, acenando a reflexões, com citações ao ritmo Maracatu.

    Flávio Gabriel é o solista convidado para a abertura da temporada da OSRN

    O Solista convidado para este momento é o trompetista Flávio Gabriel (BRA), um dos mais destacados de sua geração. Doutor em música pela Universidade Estadual Paulista – UNESP, conquistou o 2º Prêmio no Concurso Internacional de Música Primavera de Praga em 2010 considerado um dos mais difíceis no mundo. Participou em turnês pela América latina, EUA e Europa. Trabalhou sob a direção do trompetista da Filarmônica de Berlim, Thomas Clamor e gravou o DVD Messa da Réquiem de Verdi sob a direção de Plácido Domingos. No Brasil foi o principal trompetista da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e integrou o naipe de trompetes da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – OSESP até 2015, quando se tornou professor da Escola de Música da UFRN. Como solista, nos últimos anos tem se dedicado a estreia de obras nacionais e internacionais, algumas compostas especialmente para ele.

    “Flávio Gabriel vai, com certeza, nos proporcionar uma interpretação incrível com a peça Concertino Brasileiro para Trompete, uma peça brasileira tão marcante, composta por Gilson Santos”, endossa o maestro Linus Lerner, que acrescenta: “O nosso repertório está maravilhoso! Apresentaremos a Sinfonia nº 8 de Dvorak, que reflete sobre questões fundamentais da existência humana, e temas sobre a guerra, como a Cavalaria Ligeira, de Franz von Suppé e o hino da Ucrânia, uma forma de reconhecimento e apoio ao país e a todos os seus mortos e feridos”. Uma noite de partilha e emoções através da música.

    Projeto Movimento Sinfônico – Temporada 2022

    Para esta temporada, o projeto Movimento Sinfônico traz quatro programas especiais: Programa Concertos – com as Quartas Clássicas toda última quarta-feira do mês; Programa Presença Digital, numa produção de conteúdo exclusivo para o canal oficial YouTube/OSRN; Programa Formação, com a realização de Masterclasses e vídeo, e o Programa Concursos,com o Concurso Jovens Solistas e a Edição Brasil do Concurso de Canto Linus Lerner. “Será um ano de muita produção e arte para os apreciadores da nossa Orquestra Sinfônica do RN, além de um trabalho incansável para o estímulo aos jovens talentos dedicados a música de concerto”, compartilha a produtora Tatiane Fernandes.

    A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte tem o Governo do Estado do RN como seu principal mantenedor, através da Fundação José Augusto. E a temporada 2022 é realizada através do projeto Movimento Sinfônico por meio da iniciativa do Instituto Neoenergia, com patrocínio da Companhia Energética do Rio Grande do Norte – Cosern e Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do RN; o projeto também conta com o patrocínio da Unimed Natal. O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e da MAPA Realizações Culturais, com apoio G7 Comunicação.

    Serviço:

    Movimento Sinfônico 2022 – Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte

    Quartas Clássicas

    Quando: 30 de março (quarta)

    Onde: Teatro Riachuelo

    Horário: 20h

    Ingressos: O público pode reservar ingresso gratuito através do Sympla, a partir das 09h da terça-feira (29). Será permitido dois ingressos por CPF. O voucher deverá ser trocado pelo ingresso na Galeria Fernando Chiriboga, no terceiro piso do Shopping Midway Mall, também a partir do dia 29 de março após as 14h.

    No dia do concerto, a entrada só será permitida mediante apresentação do ingresso e comprovante de vacinação. É obrigatório o uso de máscara no local.

    Facebook – @rnsinfonica

    Instagram – @osrn.oficial

    YouTube – YouTube/OSRN

  • Sobre , , ,

    Filarmônica UFRN e Roberta Sá homenageiam profissionais da Saúde na quarta-feira (15)

    Trazer esperança, paz e comunhão aos profissionais da saúde do Rio Grande do Norte. Esses são alguns dos objetivos do “Tributo aos Profissionais da Saúde”, que acontece na próxima quarta-feira (15), às 20h, no Anfiteatro do Campus da UFRN. Com apresentação da Filarmônica UFRN, o show traz o brilhantismo da suavidade de ritmos nacionais e regionais, embalados pela participação especial da cantora potiguar Roberta Sá.

    O evento é promovido pelo Hospital do Coração e Humana Saúde, através do Programa Djalma Maranhão da Prefeitura do Natal, e conta com apoio cultural da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. O Tributo é uma forma de agradecer aos heróis da vida real por todos os esforços durante a pandemia da Covid-19.

    O público terá oportunidade de prestigiar de perto e fazer parte dessa homenagem. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser adquiridos através de cadastro pelo link https://eventos.lais.ufrn.br/e/tributosaude. Será permitido um por CPF e, no dia do concerto, o acesso se dará mediante apresentação do ingresso virtual e documento com foto. Para quem tomou a vacina no Rio Grande do Norte, após cadastrado na plataforma de ingresso, o mesmo será encaminhado automaticamente para o e-mail informado no cadastro. Já quem se vacinou em outros estados, a comprovação será feita no dia do evento, mediante apresentação de carteira de vacinação e documento de identificação.

    Filarmônica UFRN

    Nascida como Orquestra Sinfônica da UFRN em 2009, o grupo mudou o seu nome para FILARMÔNICA UFRN, em 2019. Regido pelo maestro André Muniz, a Filarmônica vem, a cada concerto, se firmando como um dos principais ensembles orquestrais do Nordeste. O grupo, de 50 integrantes, é formado exclusivamente por alunos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, oriundos dos cursos técnico, licenciatura, Bacharelado e Mestrado em Música. Em 2018, tornou-se a primeira orquestra Brasileira a se apresentar perante o Papa durante a UrdienzaGenerale do Vaticano, no dia dedicado a padroeira das Américas.

    Roberta Sá

    Nascida em Natal (Rio Grande do Norte) em 1980, aos nove anos mudou-se para o Rio de Janeiro. Depois de um período dedicado às aulas de canto, Roberta Sá fez seu debut nos palcos em 2002.

    Com oito álbuns lançados ao longo de sua carreira, a artista vem se consagrando como uma das melhores cantoras brasileiras. Dentre os trabalhos de Roberta estão:  “Braseiro” (2005); “Que Belo Estranho Dia Pra Se Ter Alegria” (2007); DVD ao vivo no show “Pra Se Ter Alegria” (2010); “Quanto o Canto é Reza” (2010); “Segunda Pele” (2012); “Delírio” (2015); “Delírio no Circo” (2016) e “Giro” (2019).

    A cantora já participou de grandes projetos e dividiu o palco com nomes importantes da música, dentre eles: Chico Buarque, Ney Matogrosso, Gilberto Gil, Trio Madeira Brasil, Alcione, Lenine, Pepeu Gomes, Moraes Moreira, Alejandro Sanz, João Bosco, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Diogo Nogueira, António Zambujo, Xande de Pilares, Jorge Aragão, Pedro Luís, Moreno Veloso, Daniel Jobim e Mariana Aydar.

  • Sobre ,

    Camerata de Vozes realiza concerto na Igreja do Galo nesta quarta (10)

    A Camerata de Vozes do RN, coro da Fundação José Augusto (FJA), realiza nesta quarta-feira (10) a partir das 19h30 no Covento Santo Antonio – Igreja do Galo (Rua Santo Antônio, Cidade Alta) o seu primeiro concerto presencial após o período da pandemia.  Sob a regência do monsenhor Pedro Ferreira, o grupo interpretará um repertório sacro para o público presente. A entrada é franca.

    Serão interpretadas as peças “Magnificat”, “Let me Call”, “Ride on King Jesus”, “Deep River” , “Súplica” , “Ave Maria ( Saint Saens)” ,  “Cruz Fidelis”,  “Stabat Mater” e  “Christus Natus Est”.

    Na oportunidade o regente Pedro Ferreira fará uma apresentação didática sobre as canções destacando os aspectos musicais e históricos das obras e seus compositores.

    A Camerata de Vozes do RN se caracteriza por apresentar canções vocais em diferentes gêneros musicais, que vão do erudito ao popular e do regional ao folclórico. O coro é formado por tenores, sopranos, contraltos e baixos.

  • Sobre

    Orquestra Sinfônica do RN faz concerto especial dia 13 com músicas de Elino Julião

    A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN, através do projeto Movimento Sinfônico prepara para o público um concerto cheio de ritmos em homenagem ao Dia Estadual do ForróCom realização da Fundação José Augusto – FJA, a OSRN sobe aos palcos do anfiteatro do Espaço Cultural João Paulo II – Papódromo, com entrada gratuita, no dia 13 de novembro, às 19h30 e, dessa vez, sob a regência de Willames Costa, também arranjador das músicas que serão tocadas durante a noite. O evento integra a programação do Natal em Natal.

    A mistura de ritmos traz convidados especiais e um repertório animado, com composições de Elino Julião (1936 – 2006). Para acompanhar a Orquestra nessa sinergia, os cantores Nara Costa, Isaque Galvão, Zé Hilton do Acordeon e os Véi Forrozêro.

    No repertório, alguns dos clássicos como: “Rabo do Jumento”; “Filho de Goiamum”; “Na Minha Rede Não”; “Finja Que Não Me Quer”; “Na Sombra do Juazeiro”; “Forró na Coreia”; “Puxando Fogo” e muitas outras que fizeram e fazem parte da história da cultura popular nordestina, que contam as particularidades do seu povo e dos fatos cotidianos, expandindo, através da música, as raízes do sertão.

    “O concerto traz uma nova roupagem sobre as músicas de Elino Julião, então, o que normalmente se ouviria em um grupo de forró, agora, o público terá oportunidade de ouvir de forma orquestrada, ampliando a beleza que essa corrente de música popular tem no Brasil. É o forró com roupagem erudita, mas sem deixar de ser forró”, comenta o maestro e diretor artístico da OSRN, Linus Lerner.

    O evento segue as normas de biossegurança, e tem entrada gratuita mediante cadastro pelo Sympla (um por CPF), a partir das 9h do dia 09 (terça-feira). Os ingressos são limitados (mil unidades), e no dia do concerto, a entrada só será permitida mediante apresentação do voucher e comprovante de vacinação. É obrigatório o uso de máscara no local e aconselhável levar o seu próprio álcool em gel.

    A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte tem o Governo do Estado do RN como seu principal mantenedor. A temporada 2021 é realizada através do projeto Movimento Sinfônico por meio do patrocínio via incentivo fiscal da Neoenergia Cosern e Instituto Neoenergia, mediante Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do RN, da Unimed Natal, Hospital do Coração e Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão; Apoio G7 Comunicação. O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e da MAPA Realizações Culturais.

    Dia Estadual do Forró

    Dia Estadual do Forró – 13 novembro foi sancionado por meio da Lei Elino Julião (nº 10.908 – autoria do deputado estadual Francisco do PT), em 1º de junho de 2021 pela governadora do RN, Fátima Bezerra. A data alude ao dia do nascimento de Julião, natural de Timbaúba dos Batistas – RN.

    O homenageado se tornou referência da música e da cultura popular do Nordeste, em todo o país. Filho de Sebastião Pequeno, tocador de cavaquinho, concertina e harpa. Foi menino “butador d’água” junto ao seu jumentinho “Moleque”, no sítio Tôco, onde cantarolava batendo numa lata as modinhas que aprendia na festa de Santana, em Caicó – RN. Morou em Natal por 18 anos e depois mudou para o Rio de Janeiro, a convite de Jackson do Pandeiro, dando início a uma grande amizade e parceria que rendeu muitos frutos; trabalhou também como ritmista para Luiz Gonzaga por três anos. Gravou o seu primeiro disco em 1961 e até hoje seus sucessos são hits, principalmente em festas tradicionais pelo Nordeste.

    Participações especiais

    Nara Costa

    Com quatro CD’s gravados e mais de 30 anos de carreira, Nara Costa começou sua trajetória artística aos cinco anos de idade. Participou de vários eventos no Rio Grande do Norte e em 2009 ganhou, em primeiro lugar e como melhor intérprete, o prêmio do “II Festival da Canção e da Cultura Potiguar”. Já esteve três vezes no palco com Margareth Menezes, com quem teve a honra de ter como participação especial em seu CD “Nara Costa em Cena”, lançado em 2010. Em 2011 esteve na Itália divulgando o seu álbum, que possui canções inéditas, autorais e de compositores potiguares, sendo “Casinha Branca” a única regravada. Em 2012/2013 esteve em parceria com o músico e compositor potiguar Zé Hilton do Acordeon, homenageando o centenário de Luiz Gonzaga e o forró pé de serra. Além de muitas outras participações, parcerias, festivais e premiações, Nara Costa é artista respeitada e reconhecida pelos potiguares.

    Isaque Galvão

    Carismático e performático, Isaque Galvãose destaca pela voz e pelas interpretações marcantes. Passeia entre o regional nordestino de Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga, pelo samba de raiz e pelo jazz com seus improvisos vocais, inspirados em grandes ídolos, como Louis Armstrong e Ella Fitzgerald. E nessa mistura, evidencia sua autenticidade musical.

    Zé Hilton do Acordeon

    Um dos compositores de relevância do forró nacional, Zé Hilton do Acordeon possui mais de 400 músicas e já marcou presença em importantes palcos dentro e fora do país.  Além disso, na Usina de Hits, o músico divide composições com seus parceiros de sucessos como “Tentativas em Vão”, “O que tem que ser será”, “Escravo do amor”, entre outras conhecidas do público. Já tocou também com grandes nomes como Dominguinhos, Xangai, Elino Julião e Nando Cordel.

    Serviço:

    Movimento Sinfônico 2021 – Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte

    CONCERTO ESPECIAL – DIA ESTADUAL DO FORRÓ

    Quando: 13 de novembro (sábado)

    Onde: Papódromo (no dia do evento, o acesso ao local será pelo portão principal do Centro Administrativo, na BR-101)

    Horário: 19h30

    Ingressos: O público pode reservar ingresso gratuito através do Sympla, a partir das 09h de terça-feira (09). Será permitido um por CPF.

    No dia do concerto, a entrada só será permitida mediante apresentação do voucher e comprovante de vacinação. É obrigatório o uso de máscara no local e aconselhável levar o seu próprio álcool em gel.

    A OSRN é sua! Siga nossas redes sociais –

    Facebook – @rnsinfonica

    Instagram – @rnsinfonica

    YouTube – Se inscreva no canal – https://www.youtube.com/channel/UCH0Ui-ioCNEDxZ18Hvs6gvA

  • Sobre , ,

    Filarmônica UFRN recebe violonista Fábio Zanon neste sábado (09)

    A Filarmônica UFRN sobe mais uma vez no palco e novamente recebe público presencial. O Concerto Brasileiro acontece neste sábado, 9, em duas sessões, às 18h e às 20h, no auditório da Escola de Música da UFRN. A entrada é gratuita. A grande atração da noite é o violonista brasileiro, reconhecido internacionalmente, Fábio Zanon, que ao longo de sua trajetória, apresentou-se em mais de 40 países e está pela primeira vez em Natal. 

    Quem é?

    Um dos maiores violonistas brasileiros de todos os tempos e um dos mais influentes da atualidade. Fábio Zanon representa para os violonistas clássicos brasileiros do início do século XXI o que Américo Jacomino representou para sua geração, no início do século XX. 

    Em 1996, aos 30 anos de idade, consagrou-se vencedor dos dois principais concursos, o 30º Concurso Tarrega, na Espanha, e o 14º GFA (Guitar Foundation of AmericaGuitar Competition, nos Estados Unidos. Em menos de um ano, Zanon gravaria seus três primeiros CDs: Sonatas Latino Americanas para Violão (EGTA), Guitar Recital (Naxos) e Villa-Lobos Complete Works for Guitar (Music Masters).

    Com os prêmios e os CDs, seu nome foi ficando cada vez mais conhecido tanto fora quanto dentro do Brasil, onde lhe foi concedido o Prêmio Moinho Santista, em 1997. Esse e outros motivos familiares o fizeram retornar definitivamente ao país logo em seguida, no início dos anos 2000, após um período de dez anos radicado na Inglaterra.

    Fábio Zanon já tocou em dezenas de países, em quatro continentes diferentes, apresentando-se em salas importantes como Royal Festival Hall e Wigmore Hall (Londres, Inglaterra), Carneggie Hall (Nova York) e Concertgebow (Amsterdam). Como camerista, destaca-se seu duo de longa data (mais de duas décadas) com o flautista Marcelo Barbosa, com o qual já gravou CDs e se apresentou em vários países. Após ser professor do principal festival de música do Brasil, o Festival de Inverno de Campos do Jordão, Zanon foi indicado como diretor artístico desse evento em 2013. Nesse mesmo ano, lançou pela Revista Concerto um CD com obras dos compositores espanhóis Albeniz, Granados e Malats.

    Concerto Brasileiro

    Data: sábado, 09/10

    Local: Auditório da Escola de Música da UFRN

    Horário: às 18h e às 20h

    Entrada gratuita

    Retirada de ingresso: https://eventos.lais.ufrn.br/e/concertobrasileiro

    O ingresso é pessoal e intransferível. A pessoa deve estar com – pelo menos – a primeira dose da vacina.

  • Sobre ,

    Filarmônica da UFRN retoma espetáculos presenciais com o concerto “Beethoven com Humor”

    Juntar a 5ª Sinfonia de Beethoven com um solista comediante é no mínimo inusitado. É com essa combinação inédita, leve e divertida, que a Filarmônica da UFRN volta, depois de quase dois anos, a ter público presencial em sua apresentação.

    O concerto Beethoven com Humor acontece no próximo dia 2 de outubro, às 20h, no anfiteatro do Papódromo, na UFRN. Para esse encontro, o solista convidado que vai desconstruir tudo o que o público entende de música erudita é Ticiano D`Amore. O comediante, que é também professor de guitarra da UFRN, promete fazer um concerto com bastante humor e muitas surpresas.

    O ingresso pode ser adquirido gratuitamente, no portal de eventos do LAIS (Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde), até a próxima quinta-feira, dia 30 de setembro. Além de seguir os protocolos de biossegurança no local, podem fazer parte do evento apenas pessoas que tenham tomado pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19. 

    O professor da UFRN e maestro André Muniz garante que “o público vai ser surpreendido do começo ao fim do concerto. Além disso, todo o humor é a tradução da felicidade de voltarmos a ter plateia em nossos concertos”. 

    Sobre Ticiano D`Amore

    Ticiano D’Amore é guitarrista e professor da Escola de Música da UFRN. Atua nos grupos Diogo Guanabara e Macaxeira Jazz e Banda Café. É endossado pela empresa de encordoamentos Solez. É formado em Música Licenciatura pela UFRN, bacharel em Administração pela UNP, é mestre em Administração pela UFRN e é doutor em Administração pela UFRN. E ainda faz piada com tudo isso.

  • Sobre

    Orquestra Sinfônica do RN se apresenta neste domingo no Papódromo

    O mês de setembro inspira recomeços para os potiguares apreciadores da música de concerto. Após mais de um ano com apresentações virtuais, a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN, através do projeto Movimento Sinfônico, retorna aos palcos no dia 26 de setembro, às 17h, sob a regência do maestro Linus Lerner, no anfiteatro do Espaço Cultural João Paulo II- Papódromo, com realização da Fundação José AugustoFJA. Este será o primeiro evento após a reforma do local, que possui palco, camarim, salas de ensaio, camarote, arquibancadas, banheiros e estacionamento.

    A retomada acontece no estilo Soft Opening, ou seja, de maneira controlada e restrita, para garantir a devida segurança requerida pela situação atual. O evento segue as normas de biossegurança, e tem entrada gratuita mediante cadastro pelo Sympla, a partir das 9h do dia 23 (quinta-feira). Os ingressos são limitados (300 unidades).  

    “Após o mais crítico período da pandemia, a nossa querida Orquestra reencontra presencialmente o grande público através de um concerto especial, que entrega o histórico Papódromo para a sociedade potiguar, mais um espaço resgatado pelo Governo do Estado para abrigar as produções artístico-culturais do RN”, declara o diretor geral da FJA, Crispiniano Neto.

    “A vida pulsa ao vivo. Retomar o encontro com o público é reintegrar a missão mais importante da OSRN: levar a música de concerto ao vivo e, presencialmente, para a população do RN”, expressa Tatiane Fernandes, diretora de produção da Orquestra. E, sem dúvida, um momento de expectativas também para o maestro: “Foi um ano e meio de grandes projetos online, pioneirismo de nossa parte no Brasil e, até mesmo, no mundo. Estou muito contente de poder estar de volta e em um novo espaço cultural, com novo palco”, comemora Linus.

    No repertório, grandes obras orquestrais. “Escolhemos músicas que mostrem o poder da orquestra tocando de forma presencial novamente, algo que não fazíamos desde o início da pandemia, devido a impossibilidade de nos reunirmos. E também que nos trazem alguma mensagem, a exemplo da música de abertura “La Forza del Destino”, de Giuseppe Verdi. Se alinharmos ao momento atual, remete a reflexão do destino que nos leva às coisas que não controlamos, como a pandemia. E, além disso, pela comemoração dos 180 anos de nascimento de Antonín Dvorák, com a “Sinfonia do Novo Mundo”, representando, aqui, um ‘novo mundo’ que esperamos pós-pandemia”, revela Linus Lerner e acrescenta “podem aguardar música brasileira também”.

    Além dessas, estão na programação George Bizet, com a ópera Carmem Suite 1 & 2 (1875); Jules Massenet, em Meditação de Thais (1894), a ser executada pelo solista da OSRN, André Kolodiuk; Batuque (1891), de Alberto Nepomuceno, considerado o pai do nacionalismo na música erudita brasileira e um dos primeiros a empregar elementos do nosso folclore em suas composições; West Side Story Selections (1957), de Leonard Bernstein, inspirada na obra de Romeu e Julieta; Dança Eslava (1878), de Antonín Dvorák e, uma das maiores músicas brasileiras, a bossa nova Garota de Ipanema (1962), composta por Antônio Carlos Jobim e letrada por Vinícius de Moraes.

    A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte tem o Governo do Estado do RN como seu principal mantenedor. A temporada 2021 é realizada através do projeto Movimento Sinfônico por meio do patrocínio via incentivo fiscal da Neoenergia Cosern e Instituto Neoenergia, mediante Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do RN, da Unimed Natal, Hospital do Coração e Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão; Apoio G7 Comunicação. O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e da MAPA Realizações Culturais.

    Serviço:

    Movimento Sinfônico 2021 – Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte

    RETOMADA

    Quando: 26 de setembro (domingo)

    Onde: Papódromo (no dia do evento, o acesso ao local será pelo portão principal do Centro Administrativo, na BR-101)

    Horário: 17h

    Ingressos: O público pode reservar ingresso gratuito através do Sympla, a partir das 9h de quinta-feira (23). Será permitido um por CPF.

    No dia do concerto, a entrada só será permitida mediante apresentação do voucher e comprovante de vacinação. É obrigatório o uso de máscara no local e aconselhável levar o seu próprio álcool em gel.