Últimas histórias

  • Sobre

    Imunização contra a Covid-19 no RN chega a 50% dos adultos

    A campanha de vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte alcançou nessa quarta-feira (22) mais uma meta importante. A imunização completa já chegou a mais da metade dos adultos que vivem no estado, segundo a plataforma RN+ Vacina.

    Os dados registrados pelos municípios na plataforma operada pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) apontam que são pouco mais de 1,32 milhão que tomaram as duas doses ou a dose única desde o início do trabalho de vacinação.

    No RN+ Vacina aponta ainda que o estado aproxima-se da meta de cobertura para primeira dose entre os adultos, que é de 90% da população estimada (2.657.700 pessoas). Até o início da noite desta quarta, 2,29 milhões tinham tomado ao menos uma dose, faltando 4% ou pouco mais de 92 mil pessoas.

    Os municípios registraram na plataforma que foram aplicadas 3.628.300 doses.

  • Sobre

    Abertas inscrições para a Escola Municipal de Esportes de Parnamirim

    A Prefeitura de Parnamirim, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, abriu nesta segunda-feira (20) as inscrições para alunos do município, de escolas públicas ou privadas, para a Escola Municipal de Esportes de Parnamirim (EMEP). Podem realizar a inscrição, de forma online ou presencial, estudantes que tenham até 17 anos, nas modalidades de futebol, futsal, handebol e vôlei.

    De maneira online, o aluno realiza a pré-inscrição, preenchendo todas as informações necessárias, com o deslocamento à sede da Secretaria de Esporte e Lazer (Sel) num segundo momento, para assinar a documentação e formalizar o processo.

    Para realizar a inscrição, tanto pelo site quanto na própria Secretaria de Esporte e Lazer, serão necessários os seguintes documentos:

        • RG e CPF – (aluno e responsável);
        • Declaração escolar – (aluno);
        • Comprovante de residência – (responsável);
        • 2 fotos 3×4 – (aluno).

    A Sel fica na Rua Tenente Medeiros, 83, no centro da cidade. O horário de funcionamento é das 8h às 13h30. Qualquer dúvida ou esclarecimento pode ser obtido pelo contato (84) 3644-3223.

  • Sobre

    Senado aprova prorrogação de mudanças no calendário escolar até o fim de 2021

    O Plenário do Senado aprovou por unanimidade, nessa quinta-feira (16), o Projeto de Lei (PL) 486/2021, que prorroga para até o final do ano as mudanças no calendário escolar motivadas pela pandemia. Foram 69 votos sim. O relator foi o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), que votou pela aprovação, sem alterações. O projeto segue agora para sanção presidencial.

    — No que tange ao mérito, a inovação é relevante e oportuna, particularmente por conferir segurança jurídica à atuação dos gestores educacionais, em todas as esferas administrativas. (…) A medida sob exame é urgente e inadiável. Não restará margem para questionamentos à ação dos gestores, o que redundará na adoção de medidas cruciais para a preparação do ambiente escolar para a retomada das atividades letivas presenciais com segurança e sem qualquer receio de judicialização — disse Izalci em Plenário.

    De autoria da deputada federal Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO), o texto aprovado busca dar segurança jurídica para que cada escola organize seu próprio calendário. Para tanto, o projeto desvincula a vigência dessas normas excepcionais sobre o ensino do decreto de calamidade pública que perdeu a vigência no fim do ano passado. 

    O projeto dará segurança jurídica aos secretários de Educação para aplicar as normas neste ano. Segundo a autora, o projeto foi apresentado a pedido dos secretários estaduais e municipais de Educação e busca dar segurança para que cada escola possa organizar o seu calendário em razão da pandemia.

    Segundo o texto aprovado, até o encerramento do ano letivo de 2021 poderão ser adotadas medidas da Lei 14.040 de 2020.

    Entre essas medidas estão a suspensão da obrigatoriedade de escolas e universidades cumprirem a quantidade mínima de dias letivos; a aglutinação de duas séries ou anos escolares; a permissão para o ensino remoto; e a antecipação da conclusão de cursos de medicina ou cursos técnicos relacionados ao combate à covid-19, se cumpridos 75% da carga horária.

    (Com informações da Agência Câmara Notícias) 

    Fonte: Agência Senado

  • Sobre

    Campanhas arrecadam doações para pessoas com deficiência

    Você tem uma cadeira de rodas ou muleta guardada, sem uso? Mesmo que ela precise de algum conserto, pode ser útil para alguém que precisa. Uma campanha do vereador Tércio Tinoco está incentivando a doação de cadeiras de rodas, órteses e próteses usadas. Como o próprio nome sugere, “Reformar para Incluir” vai arrecadar esses equipamentos, além de doações para reformá-los, e serem entregues à pessoas com deficiência carentes da capital.

    “Às vezes acontece das pessoas deixarem de usar os equipamentos e largarem em algum lugar da casa, e temos tanta gente precisando, mas sem condições de comprar. Nossa campanha vai unir essas duas pontas: quem tem o equipamento disponível, e quem precisa. Também arrecadaremos doações para bancar as reformas, que não são baratas”, explica o vereador Tércio Tinoco.

    Outra campanha, “Ajude uma pessoa com deficiência”, convoca a população também a doar fraldas, sondas uretrais, gazes e insumos médicos. As doações podem ser entregues no gabinete do vereador na Câmara, no anexo do gabinete, em Candelária. E uma equipe do vereador também pode buscar as doações.

    Entrega das doações:

    • Câmara Municipal (R. Jundiaí, 546, Tirol)
    • Anexo do Gabinete (R. Mal. Rondon, 3490, Candelária)
      Contato: 98140-2111
  • Sobre ,

    Bate-papo abordará a importância dos cuidados para a saúde das mulheres e gestantes

    No dia 28 de maio é celebrado o “Dia Internacional de Luta pela Saúde das Mulheres” e o “Dia Nacional de Luta pela Redução da Mortalidade Materna”, sabendo da relevância dessas lutas, a Secretaria do Estado da Saúde Pública do RN (SESAP) vai realizar o Bate papo Virtual: Assistência às gestantes no contexto da pandemia da Covid-19:Reflexões e desafios para a redução da mortalidade materna.

    A transmissão que acontece às 15h30 através do canal no YouTube do RN mais saudável tem por objetivo debater com especialistas sobre a importância dos cuidados para a saúde das mulheres e gestantes, especialmente em tempos de pandemia.

    O bate papo será mediado pela técnica de saúde da mulher Sônia Fernandes e terá como convidadas as médicas ginecologistas Dra Maria do Carmo Lopes e Dra Elvira Mafaldo, a  mesa de abertura contará com a participação da diretora de políticas intersetoriais e promoção à saúde, Teresa Freire e da coordenadora de vigilância em saúde, Kelly Lima.Com informações da Assessoria da Sesap

    * Com informações da Assessoria da Sesap

  • Sobre

    CPI da Pandemia promete semana agitada

    Nesta semana, a CPI da Pandemia fará audiências sobre a chegada de vacinas ao Brasil. A comissão ouvirá a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pela autorização para uso de imunizantes no país, e a Pfizer, empresa americana cujas vacinas foram rejeitadas pelo governo federal em 2020.

    Na terça-feira (11), a comissão recebe Antônio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa. A agência deu início às aprovações de vacinas em janeiro, com autorização emergencial para a chinesa CoronaVac, e até agora já liberou o uso de quatro imunizantes: além da CoronaVac, as vacinas da Janssen, da Oxford/Astrazeneca e da Pfizer. Apenas as duas últimas têm registro definitivo, enquanto as outras se baseiam em autorização emergencial.

    Recentemente, a Anvisa foi criticada por impedir a distribuição da vacina russa Sputnik V, alegando falhas no processo de produção. A CPI requisitou que a agência apresentasse atas e registros em vídeo das suas reuniões em que se tratou da Sputnik V.

    Pfizer

    Na quinta-feira (13) a CPI receberá Marta Díez, presidente da subsidiária brasileira da Pfizer. A empresa farmacêutica recentemente entregou cerca de 1 milhão de doses ao Brasil, mas já negociava com o governo brasileiro desde o ano passado. Segundo relatos da companhia, o governo rejeitou as primeiras ofertas. A vacina da Pfizer foi a primeira a obter registro definitivo na Anvisa, no final de fevereiro.

    Também sobre as negociações com a Pfizer, a CPI ouvirá na quarta-feira (12) o ex-ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República Fábio Wajngarten, que deixou o cargo no início de março. Em entrevista concedida algumas semanas depois, Wajngarten atribuiu ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello a responsabilidade pelo encerramento das negociações com a farmacêutica.

    Pazuello será ouvido pela CPI no próximo dia 19. Seu depoimento seria na semana passada, mas foi adiado após ele informar que teve contato com casos confirmados de covid-19.

    Requerimentos

    A CPI continuará votando requerimentos durante a semana. O relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), apresentou pedido de convocação de Mayra Pinheiro, secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde. O documento atribui a ela a defesa de medicamentos sem eficácia comprovada contra a covid-19. Na última quinta-feira (6), o chefe da pasta, ministro Marcelo Queiroga, afirmou que sua gestão não participou da distribuição desses remédios.

    Os senadores também querem convocar titulares de outros ministérios — como Economia, Casa Civil, Ciência e Tecnologia, Justiça, Relações Exteriores e CGU — e governadores estaduais. Por enquanto, a CPI apenas requisitou informações dos órgãos e dos estados, mas não chamou nenhuma dessas autoridades para prestar depoimento.

    * Informações da Agência Senado/ Ilustração “caiu na rede”